Minha conta
    Maria e João: O Conto das Bruxas
    Nota média
    3,3
    publicações
    • Papo de Cinema
    • Folha de São Paulo
    • O Globo
    • The Hollywood Reporter
    • Observatório do Cinema
    • Cineweb
    • New York Times
    • Variety
    • Cinepop
    • Screen Rant
    • Cinema com Rapadura

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    críticas da imprensa

    Papo de Cinema

    por Marcelo Müller

    "Maria e João: O Conto das Bruxas" oferece um terror atmosférico, filtrando tudo por um prisma propositalmente irrealista, fabular, ao qual é importante ressaltar a dominante psicológica de cada cena e sublinhar o efeito do clima na experiência dos personagens.

    A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

    Folha de São Paulo

    por Thales de Menezes

    O filme acerta em roteiro, fotografia e ótimos atores mirins. O roteirista Rob Hayes procurou as abordagens mais violentas possíveis para a jornada do casal de irmãos.

    A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

    O Globo

    por Mario Abbade

    O tom feminista do longa recebe reforço por meio de uma fotografia arrebatadora e um ritmo contemplativo. O diretor Oz Perkins segue no filme as diretrizes do terror psicológico do cineasta Roman Polanski, e até o visual de Lillis é inspirado no de Mia Farrow em “O bebê de Rosemary”.

    A crítica completa está disponível no site O Globo

    The Hollywood Reporter

    por Frank Scheck

    O filme é tão deslumbrante em suas imagens que você quase deseja que seja um filme mudo. Em grande parte fiel ao seu material de origem, mas estendendo-se em novas direções interessantes, o filme pode surpreender com seu ritmo agradável, na atmosfera e humor, em vez de choques viscerais.

    A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

    Observatório do Cinema

    por Caio Lopes

    Releitura do conto de fada João e Maria segue por fora da curva habitual dos filmes de terror teen, apostando em experiência psicodélica, hipnótica e, por fim, cativante.

    A crítica completa está disponível no site Observatório do Cinema

    Cineweb

    por Alysson Oliveira

    Apesar do apelo de conto de fadas infantil, o clima soturno do filme evidentemente, torna-o para adolescentes e adultos. Este não é um terror convencional, não é de dar sustos, mais interessado em criar clima. Repleto de silêncios, pode desagradar aos mais afoitos.

    A crítica completa está disponível no site Cineweb

    New York Times

    por Jeannette Catsoulis

    Essencialmente uma história de uma mulher descobrindo o seu poder, "Maria e João: O Conto das Bruxas" é discretamente sinistro, porém subdesenvolvida demais para realmente assustar.

    A crítica completa está disponível no site New York Times

    Variety

    por Andrew Barker

    Principalmente desprovido de humor, além de uma frase muito surpreendente em um momento climático (você saberá quando o vir), o filme, roteirizado por Rob Hayes, tem algumas ideias genuinamente promissoras em mente.

    A crítica completa está disponível no site Variety

    Cinepop

    por Thiago Nolla

    Seguindo os passos dos inúmeros remakes e readaptações de clássicos da literatura mundial, o diretor Oz Perkins resolveu imprimir sua própria perspectiva para a trama, desconstruindo-a e reerguendo-a dentro de uma atmosfera ainda mais horrenda que resgata os melhores estilos de filmes de terror.

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Screen Rant

    por Sandy Schaefer

    O filme dos Grimms tem algo mais próximo de "A Bruxa", de Robert Eggers, do que um filme de ação. Mas mesmo com seu rico senso de estilo e a intrigante virada para a maioridade, abordagem revisionista da é meio incompleta para funcionar totalmente.

    A crítica completa está disponível no site Screen Rant

    Cinema com Rapadura

    por Denis Le Senechal Klimiuc

    Filme apresenta uma estética requintada e performances inspiradas, que se perdem na edição confusa ao sair da linearidade para tentar inovar.

    A crítica completa está disponível no site Cinema com Rapadura
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    • Melhores filmes
    • Melhores filmes de acordo a imprensa
    Back to Top