Minha conta
    O Anjo
    Média
    3,8
    84 notas
    Você assistiu O Anjo ?

    13 Críticas do usuário

    5
    3 críticas
    4
    5 críticas
    3
    1 crítica
    2
    3 críticas
    1
    1 crítica
    0
    0 crítica
    Danilo R.
    Danilo R.

    Segui-los 4 seguidores Ler as 14críticas deles

    4,0
    Enviada em 16 de fevereiro de 2021
    O verdadeiro delinquente juvenil. Sedutor, frio e impiedoso. Destaque para a fotografia e trilha do filme.
    Isis Lourenço
    Isis Lourenço

    Segui-los 5.444 seguidores Ler as 753críticas deles

    3,5
    Enviada em 22 de outubro de 2020
    Doido de se ver e saber que esse cara existe, com uma aparência feminina e um jeito bem estranho,nota-se que ele é super frio e tampouco se importa com os outros,sendo assim,considerado um psicopata de marca maior.
    Dono de um jeito esperto e tranquilo,ele não é agressivo e ainda pede para os outros que apreciem a vida.
    Melhores partes: quando invadem a casa do velhinho e a notícia no jornal sobre adoção,será que foi verdade?!
    Mateus Olivotti
    Mateus Olivotti

    Segui-los 3 seguidores Ler as 36críticas deles

    4,0
    Enviada em 21 de maio de 2020
    A trilha sonora do filme é espetacular, as atuações também são muito boas, destaque para o Lorenzo Ferro, a ambientação do filme que se passa nos anos 70 é boa, e a fotografia é ótima. Porém, o filme se torna um pouco repetitivo depois de uma hora mais ou menos.
    Mauriciomessiasvargas
    Mauriciomessiasvargas

    Segui-los Ler as 6críticas deles

    2,0
    Enviada em 17 de abril de 2020
    Como os filmes modernos de serial killer onde parece querer endeusar criminosos... nele querem passar a ideia que a família dele era necessitada... mas a real eles tinham uma boa vida.. NEM O PRÓPRIO "ANJO" GOSTOU DO FILME...
    Mateus Inuy
    Mateus Inuy

    Segui-los Ler as 5críticas deles

    4,0
    Enviada em 13 de março de 2020
    O Anjo é um filme argentino lançado em 2018, o filme conta a trajetória de um dos maiores serial killers da Argentina, Carlos Robledo Puch que além de assassino era também um assaltante que vez mais de 40 roubos. A trilha sonora do filme é espetacular, as atuações também são muito boas, destaque para o Lorenzo Ferro, a ambientação do filme que se passa nos anos 70 é um detalhe que se destaca, e a fotografia que é muito boa. Porém, o filme se torna um pouco repetitivo depois de uma hora mais ou menos, e as vezes também o filme se torna previsível em certas partes. O Anjo é um filme muito bom que vale a pena ser visto, ainda mais para quem quer conhecer um pouco mais do cinema argentino. Se eu fosse dar uma nota de zero a dez, daria nota 8.2.
    Max Silva e Silva
    Max Silva e Silva

    Segui-los Ler as 2críticas deles

    5,0
    Enviada em 4 de fevereiro de 2020
    Achei o filme muito bom e bem construido. Mas vendo criticas depois descobri que é uma espécie de biografia. Acharia legal que, ao termino do filme, mostrassem algumas coisas da história, como fotos e como tudo acabou ( até o momento do filme ), que é uma pratica comum e bem vinda.
    Matheus O
    Matheus O

    Segui-los Ler as 4críticas deles

    4,0
    Enviada em 14 de agosto de 2019
    É aquele tipo de filme que simplesmente transmitirá algum impacto ou até mesmo reflexões, pois é totalmente imprevisível. Enfim, excelente e digno no mínimo de 4 estrelas, sem mais.
    Luiz Antônio N.
    Luiz Antônio N.

    Segui-los 22.219 seguidores Ler a crítica deles

    2,5
    Enviada em 11 de junho de 2019
    Carlos Robledo Puch está preso há 45 anos, o período mais longo de detenção já registrado na história da Argentina. Durante a adolescência, ele confessou ter cometido 11 assassinatos, executado mais de 40 roubos e uma série de sequestros. Alguns de seus atos criminosos configuraravam-se como uma forma de impressionar Carlos, um amigo íntimo. Quando sua identidade foi revelada para o público, ele ganhou o apelido de "Anjo da Morte", graças aos seus cachos e rosto angelical.

    eu tenho uma raiva muito grande quando assisto um filme que está indo até bem mas o final deixa a desejar esse é mais um exemplo mesmo sendo baseado em fatos reais o final ficou totalmente aberto Pior é que não apareceu nem legendas mostrando o que ocorreu com ele depois isso decepciona⭐⭐🌟
    @cinemacrica
    @cinemacrica

    Segui-los 11 seguidores Ler as 101críticas deles

    4,0
    Enviada em 18 de abril de 2019
    @cinemacrica (Perfil Insta

    A ironia do título é incorporada com maestria pelo personagem principal. Baseado numa assustadora passagem verídica, “O Anjo” proporciona uma overdose de indiferença ao ilícito. De rosto e aparência angelical, com direito a cachos dourados e do ar inocente da pré-adolescência, Lorenzo Ferro representa o personagem principal Carlitos. A paradoxalidade entre o aspecto físico e comportamental é espantosa. O retrato recai no acompanhamento do hábito do protagonista em exercer sua natural delinquência materializada em roubos e homicídios. O termo “hábito” é apropriado visto que tudo transcorre em meio à ditadura argentina e sem motivações como a ambição financeira.

    O diretor Luis Ortega, portanto, leva a representação da falta de pudor transgressora ao extremo. A prática de crimes hediondos, que por si já é revoltante, quando feita sem lastro de remorso passa a ser perturbadora. Nessa narrativa, passamos a conviver com essa sensação à medida que Carlitos parece se alimentar do prazer de delinquir. As representações são longes de serem monótonas, apesar de não rodar os 11 homicídios dos quais foi acusados, as sucessivas transgressões são construídas de forma a lapidarem novos contextos e reforçar a indubitável vocação criminal do personagem principal.

    O aprofundamento psicológico também é rico. A exposição dos delitos não é gratuita, mas adicionam sucessivas camadas convergentes à indiferença ao mundo real. Carlitos transparece, por exemplo, desejos homossexuais por seu comparsa em meio a um tenso assalto a uma joalheria. Em outras ocasiões, o desapego encarna num corpo sádico que propositalmente causa acidentes que colocam em risco sua vida.
    “O Anjo” é um exercício provocador onde o protagonista irá constantemente aparentar ter libido de situações em que o público estará se contraindo de tensão.
    Leticia P.
    Leticia P.

    Segui-los Ler as 2críticas deles

    1,5
    Enviada em 25 de abril de 2019
    sinistro, no mau sentido. uma longa, entediante e arrepiante biografia de um psicopata adolescente.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    • Melhores filmes
    • Melhores filmes de acordo a imprensa
    Back to Top