Minha conta
    O Menino que Queria Ser Rei
    Nota média
    3,2
    publicações
    • Collider
    • The Playlist
    • Observatório do Cinema
    • Chicago Sun-Times
    • Cinema com Rapadura
    • Cineweb
    • Folha de São Paulo
    • New York Times
    • O Globo
    • Screen International
    • Screen Rant
    • The Hollywood Reporter
    • Variety
    • Cinepop
    • Papo de Cinema
    • Washington Post

    Cada revista ou jornal tem seu próprio sistema de avaliação, que será adaptado ao sistema AdoroCinema, de 0.5 a 5 estrelas.

    críticas da imprensa

    Collider

    por Matt Goldberg

    Enquanto outros diretores tentaram apenas refilmar a lenda do Rei Arthur e os Cavaleiros da Távola Redonda, o filme de Cornish expande a fábula, trazendo-a para os dias presentes, com conflitos modernos. Ele cria assim uma história divertida, charmosa e inteligente para crianças e adultos.

    A crítica completa está disponível no site Collider

    The Playlist

    por Kevin Jagernauth

    Usando o dinheiro de um grande estúdio, Cornish alcança a façanha de "Paddington" de misturar discurso social com uma diversão familiar incrivelmente esperta e engraçada. Esta é uma fase única do cinema britânico, e espero que não termine aqui.

    A crítica completa está disponível no site The Playlist

    Observatório do Cinema

    por Caio Lopes

    Um testamento ao cinema infanto-juvenil britânico, que sempre se mostrou capaz de exorcizar sentimentos de frustração e medo através de aventuras repletas de elementos mágicos.

    A crítica completa está disponível no site Observatório do Cinema

    Chicago Sun-Times

    por Lindsey Bahr

    A lenda arturiana ganha um toque moderno e mais jovem em “O garoto que seria o rei”, um filme surpreendentemente delicioso cheio de ação, coração, Patrick Stewart (como o “velho” Merlin) e algumas piadas genuinamente boas. Realmente não poderia ter vindo em melhor hora.

    A crítica completa está disponível no site Chicago Sun-Times

    Cinema com Rapadura

    por Robinson Samulak Alves

    Focada no público-alvo, o longa acerta na forma e na linguagem, com alguns exageros que podem incomodar um espectador um pouco mais exigente. O resultado é um filme que não se destaca nem pelos méritos nem pelas falhas.

    A crítica completa está disponível no site Cinema com Rapadura

    Cineweb

    por Alysson Oliveira

    Cornish tenta adaptar para o presente os elementos da lenda. Alguns funcionam, outros, não, mas o tom é sempre leve e um tanto cômico. Essa é, afinal, uma aventura para a família em ritmo de videogame, mas que, no fundo, privilegia os meninos de 12 anos da plateia.

    A crítica completa está disponível no site Cineweb

    Folha de São Paulo

    por Bruno Molinero

    Parece um prato cheio para aquele gostinho protecionista, anti-imigração e antieuropeu que impulsionou a saída do país do bloco —afinal, só um verdadeiro inglês, puro e sucessor do Rei Arthur, pode defender e expurgar a nação.

    A crítica completa está disponível no site Folha de São Paulo

    New York Times

    por Bilge Ebiri

    É uma fantasia animada e bem montada para crianças, com Cornish dando à história uma versão divertidamente apocalíptica. A ação é encenada de forma criativa, sem nunca ser muito intensa ou assustadora para os jovens espectadores. E o roteiro equilibra o humor e a realização de desejos.

    A crítica completa está disponível no site New York Times

    O Globo

    por Sérgio Rizzo

    Uma aventura infantojuvenil que está mais próxima do universo de Harry Potter e de outras franquias de fantasia (mencionadas, aliás, no próprio filme) do que da esperteza que cobra o seu preço no drama de Huston.

    A crítica completa está disponível no site O Globo

    Screen International

    por Sarah Ward

    É o tipo de filme que as crianças vão querer assistir de novo, reviver e atuar. [...] Uma aventura sincera, divertida e imaginativa.

    A crítica completa está disponível no site Screen International

    Screen Rant

    por Molly Freeman

    Ao invés de abordar uma lenda local, "O Menino que Queria Ser Rei" lida com o tipo de história mística vista em "The Hobbit" e "O Senhor dos Anéis", adicionando um sabor único com a modernidade e a fantasia.

    A crítica completa está disponível no site Screen Rant

    The Hollywood Reporter

    por John DeFore

    A ação é animada e rápida, e então subitamente terminada - nesse ponto, o filme começa a martelar algumas de suas mensagens mais saudáveis. [...] O confronto épico é tão divertido quanto implausível.

    A crítica completa está disponível no site The Hollywood Reporter

    Variety

    por Peter Debruge

    Com sua trilha sonora de videogame e uma gangue estilo “Goonies” de personagens desajustados, o filme parece um retorno aos filmes de aventura produzidos nos anos 80, produzidos por Spielberg. E, no entanto, a premissa parece vacilante na melhor das hipóteses.

    A crítica completa está disponível no site Variety

    Cinepop

    por Pablo Bazarello

    "O Menino que Queria Ser Rei" soa como aquela produção B com a qual todo grande estúdio bate ponto no ano. Uma Sessão da Tarde que não nos desafia em momento algum, mas também não ofende nossa inteligência.

    A crítica completa está disponível no site Cinepop

    Papo de Cinema

    por Marcelo Müller

    A pegada é abertamente infantojuvenil, com um bom começo [...] O filme descamba para uma aventura com esparsos momentos de emoção e frequentes tentativas malfadadas de substanciar a ligação possivelmente conflituosa dos personagens.

    A crítica completa está disponível no site Papo de Cinema

    Washington Post

    por Pat Padua

    A Idade Média tem a chave para salvar o mundo? "O Menino que Queria Ser Rei" sugere que sim. Esta aventura contemporânea incentiva as crianças de hoje a olhar para as lendas do passado - e para as lições da cavalaria medieval - em sua busca por um futuro pacífico.

    A crítica completa está disponível no site Washington Post
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    • Melhores filmes
    • Melhores filmes de acordo a imprensa
    Back to Top