Minha conta
    Insubstituível
    Média
    3,1
    23 notas
    Você assistiu Insubstituível ?

    7 Críticas do usuário

    5
    0 crítica
    4
    2 críticas
    3
    5 críticas
    2
    0 crítica
    1
    0 crítica
    0
    0 crítica
    Isis Lourenço
    Isis Lourenço

    Seguir usuário 5.814 seguidores Ler as 754 críticas

    3,0
    Enviada em 23 de dezembro de 2020
    O filme é simples,praticamente se passa todo em idas e vindas ao consultório, visitas e hospital,ou seja um dia a dia normal de um médico,assim como o próprio diretor.
    Temos o doutor que não quer abrir mão da sua posição,mas que também precisa de ajuda e é relutante quanto a isso e uma médica recém formada não tão nova assim.
    Ficamos esperando um relacionamento amoroso,mas na verdade temos outro tipo de relacionamento aqui.
    O filme é sensível, emocionante,tem umas cenas divertidas,mas um final chocho.

    .
    valmyr b
    valmyr b

    Seguir usuário 19 seguidores Ler as 192 críticas

    3,0
    Enviada em 20 de novembro de 2020
    Algumas boas ideias, ótimas atuações, belíssima proposta de buscar a interpretação do expectador quanto ao conflito das duas principais personagem, mas...me pareceu que faltou um desfecho mais intenso. Três estrelas!
    Rodiney
    Rodiney

    Seguir usuário 1 seguidor Ler as 13 críticas

    4,0
    Enviada em 1 de junho de 2017
    Muito bom! É sempre bom ver Cluzet atuando. Interessante o paralelo entre a vida do nonagenário e o pequeno vilarejo francês. Jean-Pierre cuida de ambos. Jean-Pierre é mais eficiente que toda tecnologia e progresso que uma clínica hospitalar poderia proporcionar à cidadezinha. O médico conserta seus cidadãos para que a cidade funcione bem. Vale ressaltar a meditação de Jean-Pierre, que a adapto aqui: a natureza é beleza e caos, cabe ao médico identificar o caos em nome da beleza, mesmo sabendo que não há vitória contra a natureza.
    Gabriella Tomasi
    Gabriella Tomasi

    Seguir usuário 93 seguidores Ler as 106 críticas

    3,5
    Enviada em 7 de março de 2017
    (...)de maneira geral, ainda é exitoso em evocar o lado sensível e humano da própria medicina, o que faz ser relacionável aos seus profissionais, assim como eleva o senso e espírito de comunidade e reciprocidade entre as pessoas.
    Thiago C
    Thiago C

    Seguir usuário 133 seguidores Ler as 152 críticas

    3,0
    Enviada em 7 de março de 2017
    François Cluzet, do adorado "Intocáveis", vive um dedicado médico que precisa encarar um tumor em si mesmo. Filme também traz conceitos interessantes e divertidos sem ser técnico demais, além de cutucar o sistema de saúde carente de profissionais dedicados e o descaso de hospitais e abrigos com a população idosa.
    cinetenisverde
    cinetenisverde

    Seguir usuário 23.557 seguidores Ler as 1.122 críticas

    3,0
    Enviada em 24 de fevereiro de 2017
    François Cluzet, depois de Intocáveis, drama bem-humorada com Omar Sy sobre um cadeirante aprendendo a viver (ele era o cadeirante), vive agora um médico que tem câncer, e que possivelmente será substituído em breve por uma bela novata (Marianne Denicourt). O filme de Thomas Lilti pretende explorar um pouco esse “lado negro” da medicina, onde médicos estão constantemente em estado de apreensão e preocupação pelos seus pacientes, mas aprendem também a manter distância. E essa mesma distância é mantida pelo personagem de François de sua colega, além dele tentar à sua maneira “proteger” seus pacientes da falta de experiência e jeito com eles. Os dois estão trabalhando em uma comunidade rural da França, onde o por-do-sol é belíssimo e onde há uma trilha sonora vibrante e bem-humorada. Mas nem por isso o filme deixa de ser um tanto dark, e sutil demais para que nos foquemos em algum dos dramas vividos pelos personagens. Parece mais um filme sobre o cotidiano dos pacientes e a visão de dois médicos sobre o que deve ser feito. Não nos preocupamos com o câncer assim como não nos lembramos muito bem que ele existe. Há uma gordurinha para tentar tornar isso presente, mas dessa vez François Cluzet e sua sutileza não ajudaram muito a tornar o filme perceptível para o grande público.
    Nelson J
    Nelson J

    Seguir usuário 37.326 seguidores Ler as 1.417 críticas

    4,0
    Enviada em 20 de setembro de 2016
    Filme sobre o sacerdócio da medina e de sua humanização. Médico de campanha, no interior da França, fica gravemente doente e precisará dividir função de atendimento na região com jovem médica.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    • Melhores filmes
    • Melhores filmes de acordo a imprensa
    Back to Top