Minha conta
    Regras da Vida
    Média
    4,2
    130 notas
    Você assistiu Regras da Vida ?

    17 Críticas do usuário

    5
    4 críticas
    4
    8 críticas
    3
    4 críticas
    2
    1 crítica
    1
    0 crítica
    0
    0 crítica
    Fernando Schiavi
    Fernando Schiavi

    Seguir usuário 2.202 seguidores Ler as 389 críticas

    4,5
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    Mais um grande trabalho do mestre dos dramas Lasse Hallstrom. A sua direção é precisa e perfeita mais uma vez ao levar ao cinema a obra de John Irving e temas acima de tudo humanos, além de também tratar levemente das questões sociais, algo muito presente na época.

    O filme mosdtra um jovem orfão que nasceu e cresceu no orfanato e que funciona clandestinamente também como uma clínica que realiza abortos, no qual o Dr. Larch é o médico. Após ser rejeitado por duas famílias ainda pequeno, o jovem foi sendo desde cedo preparado pelo Dr. Larch que o sempre criou como filho, para sucedê-lo como médico, e o jovem Homer tinha aptidão para o ofício com suas mãos precisas e facilidade para aprender, e tinha ainda o amor e respeito de todos do orfanato. Porém questões inerentes ao jovem (auto-conhecimento, curiosidade, a descoberta de coisas novas) começam a se tornar mais fortes nos pensamentos de Homer, que aproveita visita de um casal que havia chegado para fazer um aborto, para sair pelo mundo para conhecer o mundo sob todos os aspectos. Homer sai então com o casal Wally e Candy onde Homer vai trabalhar na colheita de maças na fazenda de Wally e posteriormente com pesca de lagostas ajudando o pai de Candy.

    Homer aprende nesse tempo fora uma nova vida e as regras da vida nas quais não havia propriamente vivenciadas, ele se apaixona pela primeira vez, faz novas amizades, aprende novas profissões além da única que conhecia até então, a medicina. Presencia também fatos indignantes e que o forçam a assumir seu verdadeiro dom e tomar decisões difíceis que o levarão ao auto-conhecimento e nos ensina que às vezes não há nada melhor do nosso próprio lar para encontrar a felicidade e amor tão procurados por todos. Nos mostra sempre que a fewlicidade está debaixo de nosso nariz e não a percebemos e que também é i portante se arriscar e aproveitar novas experiências. O filme é acima de tudo uma história de amoe fraterno, amor paternal, amor homem-mulher, amor á vida, enfim, trata de amor acima de tudo.

    Destaque para o elenco formidável, especialmente Tobey Maguire, Charlize Theron, Michael Caine e Delroy Lindo, um ótimo e sensível roteiro, uma fotografia e direção de arte belíssimas, uma edição precisa e acima de tudo uma das melhores trilhas sonoras que já ouvi para o cinema, mérito total para Rachel Portman pelo trabalho. Um drama que mostra de fato as regras da vida. Uma verdadeira lição de como se fazer cinema de qualidade, que ensina e arrebata a audiência. Grande adaptação da obra para o cinema. Imperdível da primeira à última cena!
    Kid Janjão
    Kid Janjão

    Seguir usuário 12 seguidores Ler as 66 críticas

    5,0
    Enviada em 22 de janeiro de 2015
    Comovente, vai direto na ferida de um tema muito delicado e ainda atual. Tobey Maguire e Charlize Theron estão brilhantes.
    Francisco Russo
    Francisco Russo

    Seguir usuário 16.466 seguidores Ler as 687 críticas

    2,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    Este filme me lembrou muito outros 2 indicados aoOscar de anos anteriores, "Lendas da paixão" e "Shine - Brilhante".Trata-se de um bom filme. Correto, segue uma história coerente, semsobressaltos nem grandes supresas. É, até certo ponto, previsível. Daqueles que vc saido cinema satisfeito, mas não impressionado. Exatamente igual aos 2 filmes que citei logoacima.O que falta à "Regras da vida" para se tornar um grandefilme é exatamente uma grande atuação. O melhor em cena é Michael Caine, que mereceu aindicação a ator coadjuvante, mas, na minha opinião, não merece levar a estatueta. Oelenco não compromete, mas também não brilha e este é o problema. Isto faz com que oforte do filme seja sua fotografia, uma categoria em que considero "Regras davida" um forte candidato. Nas demais, acho difícil ele ganhar algo, principalmentena categoria de melhor filme, em que, dos indicados, é com certeza o mais fraco.
    Adriano Silva
    Adriano Silva

    Seguir usuário 1.177 seguidores Ler as 377 críticas

    5,0
    Enviada em 4 de dezembro de 2017
    Quais os conceitos da vida para você?
    REGRAS DA VIDA (The Cider House Rules

    O longa é dirigido por Lasse Hallström, baseado no livro homônimo de John Irving, e integrou a lista dos indicados ao Oscar em 2000. Ganhou os Oscars de Melhor Ator Coadjuvante (Michael Caine) e Melhor Roteiro Adaptado, além de ter sido indicado em outras 5 categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Edição, Melhor Direção de Arte e Melhor Trilha Sonora. Recebeu 2 indicações ao Globo de Ouro: Melhor Filme em Drama e Melhor Ator Coadjuvante (Michael Caine). Foi indicado ao Leão de Ouro de Melhor Diretor do Festival de Veneza.

    REGRAS DA VIDA é uma obra-prima!!! Um filme lindo, singelo, maravilhoso, impactante, surpreendente, tocante, profundo, que ao mesmo tempo é misterioso, intrigante e mergulhado em delicadas questões humanas. O longa tem um conceito, uma mensagem de vida que é questionado por muitos, uns conseguem sentir e se impactar com os relatos, outros nem tanto. O roteiro abrange vários pontos ao longa da trama, como questões sociais, fé, traições, aborto, pedofilia, visões humanas e conceitos de vida. O longa trabalha uma história mais crua, ao relatar os mais delicados pontos de vista de cada um ali presente, ou, o que cada um acredita, ou, a forma que cada um age em determinada situação - ponto alto da trama. O filme levanta questões que nos deixa com várias perguntas como: Quais são as regras da vida para você? De qual lado você está em questões como o aborto? Quais os verdadeiros significados da vida para você? Qual a sua posição perante o personagem Mr Rose? O que você vai levar de ensinamento desse filme?

    Lasse Hallström é muito bom com dramas, ele consegue extrair a essência de cada detalhe da sua obra, consegue nos emocionar e nos fazer sorrir. Dois pontos que eu quero destacar - A fotografia e a trilha sonora. Uma fotografia maravilhosa, muito bem executada, de encher os nossos olhos com belos cenários mergulhados na neve. Uma trilha sonora suave, calma, delicada, ao sons de pianos, que nos envolvia e nos deixava maravilhados. Belos cenários contemporâneos, envolvidos em ambientes gelados, que em contrapartida, era confrontados com belos campos de macieiras, com um tom de vida colorido.

    Tobey Maguire ainda muito jovem conseguiu um grande destaque no filme. Um órfão que cresceu em um orfanato, aos ensinamentos do Dr. Wilbur Larch, uma espécie de mentor, que lhe ensinou muitas coisas da vida, como a medicina. Porém, Homer Wells deseja buscar seu auto-conhecimento, suas curiosidades na vida, seus verdadeiros interesses, fazer novas descobertas. Nesse ponto ele deixa para trás o orfanato e parte em busca da outra parte da sua vida que ainda não foi despertada, como conhecer o mar, conhecer uma lagosta e se apaixonar. Tobey Maguire entregou um ótimo trabalho, muito bom mesmo, uma grata surpresa, visto que eu não conhecia essa parte da sua carreira.

    Michael Caine é o Dr. Wilbur Larch, médico e mentor do orfanato. Junto com as enfermeiras, eles cuidam das crianças órfãs e socorre as pacientes que estão grávidas à beira da morte. Dr. Wilbur Larch defende o aborto e tem as suas razões e suas crenças, o que é confrontado diretamente pelo seu aluno Homer Wells. Um aluno que ele criou como filho, se dedicando ao máximo em todos os aspectos, que ele o via como seu substituto no orfanato. Baita atuação de Michael Caine, um trabalho grandioso, soberbo, muito bem apresentado, com momentos mais dramáticos e tensos. Oscar merecidíssimo de Melhor Ator!

    Charlize Theron também era jovem quando interpretou o papel de Candy Kenda em REGRAS DA VIDA. Candy era a mocinha da história, filha de pescador e namorada de guerrilheiro, que vivia entre os campos de macieiras e já tinha passado por uma delicada situação na vida. Charlize Theron foi muito bem, mesma sendo bem jovem, ela segurou muito bem a personagem e não se intimidou em nenhum momento (mesmo nas cenas mais quentes).

    Paul Rudd foi Wally Worthington, o namorado de Candy, que partiu para a guerra e a deixou sozinha. Mesmo com uma curta participação, Paul esteve bem em seu personagem. Delroy Lindo viveu o personagem Mr Rose, que trabalhava no campo de macieira junto com sua filha e amigos. Delroy me surpreendeu bastante na trama, eu diria que foi um dos que mais me impactou com suas revelações. Gostei muito da Erykah Badu, sua personagem Rose Rose me surpreendeu e me entristeceu.

    Portanto: REGRAS DA VIDA é um filme verdadeiro, que nos faz pensar e refletir sobre várias questões da vida, até mesmo a nossa posição perante os acontecimentos destacados. A forma como é exposto os problemas e as dificuldades de cada personagem, é uma coisa grandiosa no filme, muito bem encaixada, e não foi apelativa, pelo contrário, foi refletiva. Um longa que emociona pela sua simplicidade em demonstrar a vidas daquelas pequenas crianças que viviam no orfanato esperando o dia em que iriam encontrar uma família, ao mesmo tempo nos indigna ao relatar os fatos que presenciamos ao longo da trama.

    REGRAS DA VIDA é uma verdadeira filosofia de vida!!!
    (detalhe: o filme está no Netflix)
    anônimo
    Um visitante
    3,0
    Enviada em 13 de abril de 2015
    Fotografia e figurino,que lembra a época de guerra."Regras da Vida",é bem realizado.Pois toca em um assunto que sempre nos causa comoção.As crianças que estão ali,em um orfanato,esperando algum casal para resgatá-las,é algo que chama atenção dentro do filme.Tobey Maguire estrela ao lado de bons nomes,ainda jovem,começava a sua carreira,já demonstrava frieza.Ao lado de Michael Caine,Delroy Lindo,Charlize Theron e Paul Rudd,conseguia se destacar.Um personagem bem significativo.Um drama que mostra tudo sobre as verdadeiras regras da vida.Com a saída do jovem Homer (Maguire),do orfanato,o filme se torna interessante.
    Shy Boy
    Shy Boy

    Seguir usuário 31 seguidores Ler as 107 críticas

    4,0
    Enviada em 22 de setembro de 2013
    Regras da vida nos mostra o quão é difícil tomar decisões, principalmente quando se é jovem. O filme se destaca pelas belíssimas paisagens do estado de Maine ( a terra dos pinheiros), assim como o estado do Paraná e conhecido aqui no Brasil.. São muitos os personagens que nos cativam, os trabalhadores, as crianças do orfanato e Charlize Theron jamais decepciona.. Um filme do gênero drama dispensa o rótulo de previsível, pois esta questão de previsibilidade é notada em filmes de do filme, mas ele não está na lista dos melhores que assisti.
    apenasumr
    apenasumr

    Seguir usuário 3.225 seguidores Ler as 449 críticas

    3,0
    Enviada em 26 de janeiro de 2015
    Acho que poderia ser melhor com este elenco,O Filme não é ruim mas também não é grande coisa,Não tem tanta historia fora um garoto ter sido nascido e criado em um orfanato e depois sair,É Legal ver como ele reage a liberdade mas não tem muita coisa alem disto e um pouco de romance.
    Elvira A.
    Elvira A.

    Seguir usuário 769 seguidores Ler as 266 críticas

    4,0
    Enviada em 24 de setembro de 2013
    O filme aborda de maneira sensível temas polêmicos. Michael Caine, como sempre, está ótimo. Foi a partir deste filme que passei a notar o talento de Tobey Maguire e Charlize Teron. O diretor Lasse Hallstrom (também de "Chocolate" e "Sempre a Seu Lado") é talentoso.
    Marianna G.
    Marianna G.

    Seguir usuário 6 seguidores Ler as 7 críticas

    4,0
    Enviada em 4 de novembro de 2013
    Belíssimas atuações, temas super delicados que nos fazem refletir, pois estão ai no cotidiano só não vê quem não quer. Até as crianças do orfanato trabalham super bem. Cenas emocionantes, lindas imagens dos locais de filmagem. Não está na lista dos melhores filmes que já vi, mas na minha opinião vale muita a pena ser visto!
    Ricardo A.
    Ricardo A.

    Seguir usuário 129 seguidores Ler as 174 críticas

    3,5
    Enviada em 12 de março de 2018
    Os prêmios que este filme ganhou faz jus ao que ele tem de melhor: Michael Cane brilha no seu papel coadjuvante como um médico com idéias revolucionárias sobre o aborto e sobre a vida, e a direção de Lasse Hallstrom (já acostumado a trabalhos dramáticos). Tobey Maguire mesmo sendo protagonista ficou muito apagado e sem grande credibilidade no seu papel, pode-se dizer que ele contracenando com qualquer outro, sempre o outro ator levava a melhor no quesito atuação. A história é linda, doce, e comovente, muito bem costurada pela direção. Um bom filme para pessoas sensíveis e que gostam de discutir sobre a liberdade para o aborto.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    • Melhores filmes
    • Melhores filmes de acordo a imprensa
    Back to Top