Minha conta
    Loucamente Apaixonados
    Média
    3,6
    249 notas
    Você assistiu Loucamente Apaixonados ?

    15 Críticas do usuário

    5
    3 críticas
    4
    2 críticas
    3
    6 críticas
    2
    1 crítica
    1
    3 críticas
    0
    0 crítica
    Luiza C.
    Luiza C.

    Seguir usuário Ler a crítica

    5,0
    Enviada em 13 de janeiro de 2016
    Filme perfeito! Totalmente fiel ao que acontece quando se mantém um relacionamento à distância. Aos que consideram o filme "chato" ou até mesmo "cansativo", com certeza é devido à falta de identificação com a história, e com a situação. Posso dizer até, que é um filme bem específico, é só quem passou ou passa por isso, sente o quanto não poderia ter sido feito de forma melhor. O final é a realidade, até porque, nada na vida é só romance. Todos têm suas dúvidas, medos e frustrações. E o tempo, a mudança que este faz nas pessoas, depois de tantos desencontros, acarretam consequências. Tristes, mas que existem. É preciso entender também, que um filme não é só feito de diálogos, é preciso captar os sentimentos que foram muito bem representados pelos atores no filme, só no olhar, no silêncio. Na vida real é exatamente dessa forma, e acredito que dá muito mais gosto ver um filme que se baseia no que realmente acontece e no que as pessoas sentem, do que um roteiro bem elaborado, com situações difíceis de acontecer de verdade. É feito para inspirar, não só para sonhar.
    Adriano Silva
    Adriano Silva

    Seguir usuário 1.127 seguidores Ler as 329 críticas

    3,5
    Enviada em 28 de junho de 2017
    Loucamente Apaixonados (Like Crazy, no original), foi lançado em 2011, dirigido por Drake Doremus, com roteiro do próprio Drake e Ben York Jones.

    O longa funciona como um romance misturado com drama, onde acompanhamos a história de Anna (Felicity Jones) e Jacob (Anton Yelchin). Anna é uma garota Britânica que está estudando nos EUA, ela conhece Jacob, seu colega de classe, ambos se apaixonam loucamente e começam viver sua história de amor. Porém, ela acaba abusando do prazo de permanência nos EUA e acaba sendo banida do país, o que vai impedir que eles continuem juntos, colocando à prova todo amor do casal, quando terá que se submeter ao convívio à distância.

    Dois pontos positivos à se destacar no longa: O roteiro e a trilha sonora, ambos funcionam muito bem, um completa o outro. O roteiro foca na história do casal Anna e Jacob, mostrando uma relato verdadeiro e coeso, onde podemos observar o início da história de amor, passando pela fase da paixão avassaladora, chegando na separação pela distância. A história é bem resumida, mas é bem contada e bem apresentada, o diretor Drake Doremus conseguiu apresentar um trabalho plausível e convincente, mergulhando o roteiro em um ponto bastante delicado entre os casais. Por mais que o amor seja forte e verdadeiro, quando é colocado à prova e principalmente ao convívio à distância que realmente observamos até que ponto conseguimos levá-lo à diante. A trilha sonora de Dustin O'Halloran está muito boa, sério, eu gostei bastante. Está bem dosada, bem encaixada nos pontos certos, suave e delicada nos momentos mais tenso e mais forte nos momentos mais eufóricos.

    A atriz Felicity Jones está bem em sua atuação, se mostrando forte e coerente, ela funciona nos momentos de alegrias e tristezas, segura bem a personagem e não deixa a peteca cair em nenhum momento. O ator já falecido Anton Yelchin tem uma boa atuação, um pouco abaixo que Felicity Jones, mas bem funcional e bem convincente. A química entre eles funcionou muito bem, conseguiram formar um casal que se completavam em todos os momentos. Jennifer Lawrence aparece muito pouco no filme, foi pouco aproveitada, mas até que ela foi bem, mas pra mim como fã, é sempre muito bom acompanhar seu trabalho, por menor que ele seja (ela foi o único motivo pelo qual me interessei em assistir o filme). Os demais atores estiveram medianos e contribuíram com suas participações para a trama seguir em um caminho bom.

    Like Crazy é um bom filme de romance e drama, mostrando a verdadeira realidade entre os casais que se apaixonam e são confrontados com a distância. O longa conseguiu me prender e até me divertir em certos pontos. A cena final do banho entre o casal foi o ponto que me pegou no filme, foi a cena que eu mais gostei, mostrando os pensamentos de ambos sobre os momentos que passaram juntos, e todo amor que sentiam (ou ainda sentem) um pelo outro, muito bom e muito verdadeiro.

    É realmente muito difícil admitimos que um sentimento acabou, que ficou perdido no tempo, que foi se apagando com o passar do tempo e com a distância, mas que mesmo assim ainda queremos acreditar e forçar sua existência, quando na verdade não existe mais nada. (ótima cena final do filme e minha experiência própria)
    Júnior S.
    Júnior S.

    Seguir usuário 957 seguidores Ler as 269 críticas

    4,5
    Enviada em 4 de agosto de 2017
    Simplesmente de cortar o coração. Fofo até dizer chega, Like Crazy é uma maravilha de filme romântico intimista, com atuações formidáveis de Anton Yelch e principalmente Felicity Jones.
    Larissa N.
    Larissa N.

    Seguir usuário 6 seguidores Ler as 5 críticas

    1,5
    Enviada em 9 de abril de 2014
    É um filme chato de assistir. A falta de diálogos faz com que o espectador se distancie dos personagens e conheça pouco das suas personalidades - por isso, não entendi porque os protagonistas gostavam um do outro, o que tinham em comum, o que os impelia a tentar continuar juntos. Para quem procura filmes de romance alternativo, existem opções muito melhores, como "Antes de amanhecer" ou "Medianeras". O próprio "500 dias com ela", com o qual esse filme foi comparado (embora eu não veja critério nenhum para essa comparação) é infinitamente melhor. Considerei um filme fraco, mal dirigido, sem sequência coerente, e com uma história que não se sustenta.
    Igor W.
    Igor W.

    Seguir usuário Ler as 3 críticas

    3,5
    Enviada em 21 de novembro de 2014
    Bom filme, com diálogos precisos e intimistas. Os atores principais interagem tão bem, que apenas com a fotografia do filme já é possível captar o sentimento que envolve casal protagonista.

    É uma história bem contada, apesar dos saltos no tempo que o filme apresenta. Entretanto para um filme de 90 minutos as soluções encontradas pela edição e pelos roteiristas foram perfeitas, não deixando que o espectador fique cansado da trama.

    Outro ponto legal é a identificação que o espectador, que já viveu história similar, pode ter com filme. Pois o filme trata de forma bem verossímil uma situação que de certa forma é comum.

    A câmera do filme as vezes incomoda um pouco, porém o diretor optou por uma câmera que acompanha as personagens para dar um tom mais íntimo e dramático ao Filme.

    A Jennifer Lawrence é pouco aproveitada, mas se mantém perfeita em suas cenas... e linda como de costume.

    spoiler: O final deixa em aberto o futuro da relação o que pode deixar o espectador meio frustado, principalmente aquelas pessoas que viveram histórias parecidas.


    No geral vale a pena se assistido mas não é nada imperdível, você pode alugar com calma e ver quando tiver um tempo livre.

    3.5 pela atuação do casal.
    Luiz Antônio N.
    Luiz Antônio N.

    Seguir usuário 22.667 seguidores Ler as 1.298 críticas

    2,0
    Enviada em 3 de setembro de 2018
    Um rapaz americano e uma jovem inglesa se conhecem nos Estados Unidos e se apaixonam. Seu amor é testado quando ela é banida do país porque seu visto venceu e eles têm que enfrentar os desafios de um relacionamento à distância.

    Achei bem água com açúcar, aquelas histórias que vai e volta, que parece que não saem do lugar, bem que já não esperava muita coisa, então não me decepcionei tanto ⭐⭐
    Kai E
    Kai E

    Seguir usuário 851 seguidores Ler as 262 críticas

    3,5
    Enviada em 2 de março de 2015
    Até que mesmo um tanto parado, mas sendo um romance, até que eu gostei bastante do filme... Mas acho o que quase estragou o filme foi o final. Ele acaba sem explicação e um tanto triste. Os personagens Coadjuvantes Jennifer Lawrence (Jogos vorazes) e Charlie Bewley (Crepúsculo) não tem muito destaque. O filme é bom e eu recomendo, mas saiba de algumas coisas; O filme é parado e repetitivo, porem o filme nós compeça em outros aspectos!.
    Marcela M.
    Marcela M.

    Seguir usuário 1 seguidor Ler as 7 críticas

    1,0
    Enviada em 4 de julho de 2018
    A trama se torna um tanto cansativa no meio do filme. Porém é realista e realmente os olhares e os silêncios são "sentidos" pelo expectador. Me senti "dentro" da história. Quis dar opinião aos personagens. Quando se está de fora se vê melhor. spoiler: Odiei o final, a cena do banho dá a entender q eles estão buscando nas lembranças algo que os faça continuar, mas isso não fica claro. Não dá ra saber se ela voltou pra terra dela e pro Simon (sofri com ele pela recusa) ou se "está lá até agora".
    Rodryg A.
    Rodryg A.

    Seguir usuário 2 seguidores Ler as 31 críticas

    3,5
    Enviada em 12 de julho de 2018
    Filme bom. Altos e baixos: é o que esse filme nos mostra com tanta frequência que o final ficou em aberto.
    Márcio P.
    Márcio P.

    Seguir usuário 4 seguidores Ler a crítica

    5,0
    Enviada em 13 de março de 2017
    Filme muito bom, ganhou o título em português de Loucamente apaixonados, não sei o motivo. É um romance Entre um estudante americano e uma estudante inglesa. Fala basicamente da dificuldade de se manter uma relação a distância mesmo que os dois tenham certeza que se amam, da necessidade física de relações sexuais dos jovens x a vontade de ser fiel a pessoa que se ama.
    Vale a pena conferir, Vocês vão gostar com toda a certeza.
    Back to Top