Minha conta
    Terra de Ninguém
    Média
    3,5
    21 notas
    Você assistiu Terra de Ninguém ?

    2 Críticas do usuário

    5
    0 crítica
    4
    1 crítica
    3
    1 crítica
    2
    0 crítica
    1
    0 crítica
    0
    0 crítica
    Carlos Henrique S.
    Carlos Henrique S.

    Seguir usuário 9.259 seguidores Ler as 809 críticas

    3,5
    Enviada em 21 de maio de 2020
    Longe de original,mas com um bom roteiro que pega inspirações com Bonnie e Clyde e faz inspirações o jeito adolescente popularizado por James Dean além de focar na jornada de descobertas do jovem casal,Badlands é um bom filme de estreia de Terrence Malick.

    Já vimos a história de jovem casal fugindo pelo mundo em busca de serem felizes,e em Badlands Terrence Malick usa bem essa história sem nunca ser vazia.No filme acompanhamos um casal de dois jovens que agem como crianças se apaixonarem,mas com a desaprovação do pai de Holly,Kit mata o pai de sua amada e os dois fogem pelos EUA onde começam a matar as testemunhas e serem perseguidos por todo o país.Kit é um cara difícil de gostar no começo,parece ser apenas o fodão irresponsável,é de fato ele é.Com fortes inspirações em James Dean o personagem é interpretado por Martin Sheen e ele tem uma boa atuação,como dito anteriormente de cara não vamos muito com o personagem mas aos poucos ele vai ganhando sua atenção.

    Já a Holly é uma menina,basicamente ela acompanha as ações do Kit sem ter uma dimensão daquelas mortes.Mas aos poucos ela evolui,ela começa a se questionar sobre essas ações e se perguntar se ela está apaixonada e verdade pelo Kit.Existe um momento em que ela pergunta a aí mesmo :É se eu não tivesse conhecido o Kit ? Acho que a partir daí ela começa a perceber suas bobagens assim amadurece mais.Enquanto isso Malick oferece paisagens belíssimas principalmente das planícies e dá espaço para mostrar beleza a natureza e os animais.

    Badlands não tem uma premissa original,mas a história se desenvolve de maneira eficiente desenvolvendo o amadurecimento de dois jovens que estão se descobrindo durante essa jornada rumo ao nada.É sim,uma boa estreia do filósofo e cineasta Terrence Malick nos cinemas.
    Adriano Côrtes Santos
    Adriano Côrtes Santos

    Seguir usuário 506 seguidores Ler as 300 críticas

    4,0
    Enviada em 27 de outubro de 2021
    Em 1959, o jovem Kit sai com a namorada pelo interior de Dakota do Sul e Montana matando pessoas a esmo, numa rota de crimes sem sentido. Estreia na direção do roteirista Malick, que virou "cult" por trabalhar pouco em filmes difíceis e com narrativas inusitadas (depois fez Cinzas do Paraíso de 1978 e em 1998 voltou ao cinema com o irregular Além da Linha Vermelha). Na época esse filme foi muito elogiado pela crítica estrangeira (no Brasil chegou aos cinemas tarde e não foi bem aceito) que comparou até o jovem Martin com James Dean. Sissy Spacek também era novata e se deslanchou na carreira. Baseado em fatos reais, é um filme não convencional, pouco comercial, mais para fãs do "cult" do que grande consumo É um filme que não envelheceu, já que crimes bárbaros, sem sentido e psicopatas estão muito além do que o cinema pode conceber. O encontrando não deixem passar batido, uma boa pedida.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    • Melhores filmes
    • Melhores filmes de acordo a imprensa
    Back to Top