Minha conta
    Wall Street - O Dinheiro Nunca Dorme
    Média
    3,8
    163 notas e 21 críticas
    distribuição de 21 críticas por nota
    5 críticas
    7 críticas
    6 críticas
    0 crítica
    2 críticas
    1 crítica
    Você assistiu Wall Street - O Dinheiro Nunca Dorme ?

    21 críticas do leitor

    Demetrius W
    Demetrius W

    Segui-los 29 seguidores Ler as 18 críticas deles

    3,0
    Enviada em 9 de setembro de 2013
    Ao contrário do que se pensa, o filme não retrata o dia-a-dia dos corretores da Bolsa de NY mas o poder e a influência de grandes banqueiros sobre o bilionário mercado financeiro dos EUA. Mesmo com o bom roteiro pode parecer confuso para o espectador que não conhece a realidade dos mercados.
    Isis Lourenço
    Isis Lourenço

    Segui-los 4935 seguidores Ler as 753 críticas deles

    3,0
    Enviada em 27 de setembro de 2016
    Um filme médio,tem algumas citações memoráveis e se consegue tirar algum proveito dele,mas o final realmente parece ser de outro filme.
    Adri_face
    Adri_face

    Segui-los 18 seguidores Ler as 76 críticas deles

    3,5
    Enviada em 2 de dezembro de 2017
    Acho que ja fui a Winnie um dia . É bem duro. Grandes interpretacões nesse filme. E isso faz valer a pena ver o filme. Mas a historia nao convence no final. Um pecado.
    Pareceu que tinham cortado o filme e encaixado um final de novela.
    Roberto Carlos M.
    Roberto Carlos M.

    Segui-los 2610 seguidores Ler as 443 críticas deles

    5,0
    Enviada em 11 de maio de 2015
    Assisti no canal Megapix hd, excelente, história muito bem produzida e dirigida, atuações muito convincentes, cenas de drama bem elaboradas, dublagem nota dez..
    Leandro N.
    Leandro N.

    Segui-los 17 seguidores Ler as 47 críticas deles

    3,0
    Enviada em 3 de agosto de 2013
    Uma sintese entre o capitalismo e o idealismo. A idéia de explorar o coração do que sintetiza o capitalismo é de certa forma interessante pra quem gosta do tema, o que não é muito meu caso. O filme tem um enredo um pouco cansativo, com passagens confusas. O ponto forte do filme é o seu elenco, as atuações são bastante convincentes. Trata-se de um filme com um enredo sem nada de inovador, é apenas mais um filme
    Vilmar O.
    Vilmar O.

    Segui-los 1482 seguidores Ler as 357 críticas deles

    4,0
    Enviada em 27 de novembro de 2015
    Gostei deste filme. É muito bom e bem diferente do primeiro, outro contexto, filme mais lento, tranquilo, o primeiro foi mais agitado ao meu ver, mas gostei de ambos filmes, cada um com seu foco.
    O melhor deste filme foi ver o FED fazendo a reunião para decidir sobre o bailout (resgate) dos bancos para evitar a quebradeira generalizada nos EUA quando estavam para despejar quase uma “trilha de doletas” no mercado, a estatização dos bancos norte-americanos. Para os capitalistas extremistas, foi quase a morte este momento dark da história estadunidense, o socialismo bateu à porta.
    Vale a pena assistir sem sombra de dúvidas.
    anônimo
    Um visitante
    4,0
    Enviada em 19 de abril de 2019
    É sempre interessante ver um personagem icônico voltar às telas, ainda mais nesses revivals dos anos 80 - o celular dado a Gekko no começo é um resumo genial do tempo que se passou. Uma pena que Stone passe um pouco do ponto com uma mão pesada demais. Também peca um pouco no sentimentalismo. Gordon Gekko segue fascinante, embora Oliver Stone não consiga repetir a relevância ou a dinâmica central do primeiro filme. Ainda sim, o diretor imprime o seu estilo enérgico de direção, com uma montagem acelerada e constantemente utilizando truques visuais. O resultado é que, ainda que atinjam o objetivo de prender a atenção do espectador, muitas dessas soluções soam meros exercícios de estilo, sem qualquer propósito, como a animação que acompanha a explicação de Jake sobre energia – em contrapartida, as cenas dos gráficos se formando no skyline de Nova York é uma boa sacada. Outro momento que merece destaque é a belíssima cena, logo no início do filme, na qual a câmera de Stone sai do chão para subir quase até o topo de um arranha-céu: além de ser um plano inspirado e de difícil execução, ela oportuniza uma significativa rima temática quando estoura a crise, instante no qual o cineasta realiza o mesmo movimento, mas em sentido contrário. Em suma, o Gordon Gekko de Michael Douglas continua um personagem fascinante, mas tudo aquilo que o cerca não consegue manter o mesmo nível. Ainda que o filme original esteja longe de ser uma obra-prima, ele teve a sua importância. Não é nada excepcional, mas recomendo como entretenimento digno. NOTA : 7.5 / 10
    Camilla M.
    Camilla M.

    Segui-los 494 seguidores Ler as 253 críticas deles

    1,5
    Enviada em 7 de setembro de 2014
    Foi decepcionante. Shia Labeouf e Michael Douglas estavam ótimos no longa mas infelizmente a história foi meia boca. O filme acabou ficando sem muito conteúdo, com muitos dados estaísticos mal explicados (pelo menos eu não entendi), e com um enredo arrastado.
    Eduardo F.
    Eduardo F.

    Segui-los 113 seguidores Ler as 157 críticas deles

    4,0
    Enviada em 23 de julho de 2014
    bom ver uma continuação do grande sucesso de 1987, mas o mérito do filme está mais nisso, principalmente por Michael Douglas novamente na pele de Gordon Gekko, apesar de não estar tão brilhante como no original, quando ganhou o Oscar, é sempre bom ver uma boa atuação de um grande ator, Shia LaBeuf tem uma atuação mediana, e o resto do elenco é muito bom com Carey Mulligan, Josh Brolin, Frank Langella e Susan Sarandon, Oliver Stone não consegue um grande filme como fez no orginal, e até uma participação maior de Charlie Sheen como Bud Fox, protagonista do primeiro filme seria bem vinda, apesar de fazer uma rápida participação nesse, mas consegue ser um bom filme.
    Debbie
    Debbie

    Segui-los 72 seguidores Ler as 145 críticas deles

    5,0
    Enviada em 9 de fevereiro de 2012
    Muito bom o filme,quando você pensa que o filme está quase acabando,acontecem coisas inesperadas.Recomendadíssimo!!!
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top