Minha conta
    Bendito Fruto
    Média
    3,2
    11 notas e 7 críticas
    distribuição de 7 críticas por nota
    5 críticas
    0 crítica
    1 crítica
    1 crítica
    0 crítica
    0 crítica
    Você assistiu Bendito Fruto ?

    7 críticas do leitor

    Crismika
    Crismika

    Segui-los 591 seguidores Ler as 412 críticas deles

    3,5
    Enviada em 5 de janeiro de 2021
    Filme divertido, puro entretenimento com grandes atores que seguram a história para boas risadas. Perfeito para uma sessão da tarde.
    Kamila A.
    Kamila A.

    Segui-los 5567 seguidores Ler as 663 críticas deles

    2,5
    Enviada em 8 de maio de 2013
    As telenovelas brasileiras são mais do que o maior produto de exportação da cultura nacional. Elas são uma verdadeira crônica da vida cotidiana dos brasileiros. Sem fazer distinção de raça, classe social, opção sexual, entre outros, as novelas contam histórias de apelo popular e que poderiam acontecer a qualquer um de nós. O resultado é o ajuntamento de milhões de pessoas em frente a uma pequena tela, ansiosas para saber o que irá acontecer nos próximos capítulos do folhetim. O filme “Bendito Fruto”, do diretor Sérgio Goldenberg, transporta as novelas para uma outra (e maior) mídia – a do cinema – e faz do público noveleiro o protagonista de sua história.

    No filme, o cabeleireiro boa-praça Edgar (Otávio Augusto) é o bendito fruto, que vive rodeado por mulheres bastante diferentes, mas que possuem uma característica em comum: todas elas são sonhadoras. Edgar divide sua casa com Maria (Zezeh Barbosa), a quem conhece desde a infância, e é o seu primeiro amor. Os dois vivem um relacionamento amoroso desde que se entendem por gente, mas Edgar esconde a relação de todos – ela é negra, e ele evita sair com ela em público, preferindo apresentá-la como a sua empregada. No salão de beleza que herdou do pai, Antonio, Edgar trabalha com duas ajudantes (interpretadas por Lúcia Alves e Camila Pitanga), que brigam muito, mas no fundo se adoram.

    As três mulheres da vida de Edgar vivem seus sonhos através da novela “Primeiro Amor”, estrelada pelo galã Marcelo Monte (Eduardo Moscovis), de quem são telespectadoras e fãs assíduas. Inspiradas pela novela, Maria sonha em trazer o filho Anderson, que mora na Espanha, de volta ao Brasil; a personagem de Lúcia Alves sonha em viver um grande amor e a de Camila Pitanga quer ter uma vida de princesa, mesmo que seja ao lado do namorado traficante (Enrique Diaz). A vida de todos eles irá se complicar com a chegada de Virgínia (Vera Holtz), amiga de Edgar dos tempos de colégio, que se muda para a casa do cabeleireiro depois de sofrer um acidente com uma tampa de bueiro (!). A presença de Virginia no cotidiano destes quatro personagens fará com que eles, finalmente, se estimulem a dar um rumo definitivo às suas vidas e comecem a lutar pelos seus sonhos.

    Assim como numa novela, “Bendito Fruto” é feito de momentos de amor, ódio, emoção, tristeza, intriga, comédia, certezas, incertezas, mentiras, descobertas e, é claro, será coroado com um final feliz. No entanto, o filme não soube utilizar um recurso que é fundamental para o sucesso de uma telenovela: as narrativas paralelas. Por ter uma história que acaba se ramificando demais, Sérgio Goldenberg acabou se perdendo e não aproveitou a chance de fazer um belo filme. O que é uma pena, considerando a boa premissa de “Bendito Fruto” – o amor inter-racial.
    Clara1708
    Clara1708

    Segui-los Ler as 3 críticas deles

    5,0
    Enviada em 27 de março de 2020
    O filme tem personagens que nos fazem torcer por eles e é hilário. Tudo que eu queria é que tivesse na netflix.
    Joaquim Lima
    Joaquim Lima

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 7 de outubro de 2020
    Assisti depois de ver a crítica positiva na Folha e não me arrependi! Trata de temas políticos muito atuais com sofisticação e leveza. Recomendo demais
    Lelia Campos
    Lelia Campos

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 14 de dezembro de 2020
    Comédia carioca leve e sofisticada, que retrata temas tão atuais. Vale à pena conferir! Super recomendo!
    Lidia C.
    Lidia C.

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 14 de dezembro de 2020
    Estive na sua estreia e adorei revê-lo agora. Filme atemporal e delicioso de assistir. Super recomendo.
    Tropicosfilmes
    Tropicosfilmes

    Segui-los Ler a crítica deles

    5,0
    Enviada em 23 de março de 2021
    Vi no Globoplay outro dia e adorei. Atual e divertido. Uma das melhores comedias brasileiras que assisti. Fala de temas importantes também, com leveza e sem papo cabeça.
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top