Minha conta
    November Man - Um Espião Nunca Morre
    Média
    3,7
    201 notas e 20 críticas
    distribuição de 20 críticas por nota
    1 crítica
    6 críticas
    6 críticas
    6 críticas
    1 crítica
    0 crítica
    Você assistiu November Man - Um Espião Nunca Morre ?

    20 críticas do leitor

    Juarez Vilaca
    Juarez Vilaca

    Segui-los 2309 seguidores Ler as 393 críticas deles

    2,5
    Enviada em 12 de novembro de 2014
    Apenas um bom filme, nada de excepcional. Um filme de espionagem, parecido com dezenas de outros, usando cenas já bastante batidas. Muita corrida de carros nas ruas, batidas, tiroteios, violência e um enredo sem muita pretensão. Vale a pena para quem gosta do gênero.
    Rudknely J.
    Rudknely J.

    Segui-los 44 seguidores Ler as 16 críticas deles

    4,0
    Enviada em 12 de novembro de 2014
    Pura ação, o filme faz com que você nem pisque. Uma produção violenta e bem emocionante ao mesmo tempo.
    Vale a pena assistir.
    anônimo
    Um visitante
    2,5
    Enviada em 6 de novembro de 2014
    Desde que Pierce Brosnam,largou a vida de James Bond,ele nunca mas tinha voltado a fazer um filme tão parecido como esse November Man.Mesmo não tentado unir um personagem ao outro,Brosnam vive meio que um espião Bond.Até mesmo o título nacional do filme entrega isso,"Um Espião Nunca Morre".Em relação ao filme.Começa super rápido.Com uma ação já inicial bacana,e que mostra que o filme viverá bons momentos na perseguição.Logo após o início,o filme já irá pular para "seis anos depois",então terá que prestar bastante atenção a história.Mas quando assistimos,não podemos descartar a ideia que o filme parece meio que um 007 com fraca produção.Até porque temos ali,Olga Kurylenko onde já tinha aparecido na franquia 007 em 2008,quando fez Quantum of Solace,ao lado de Daniel Craig.
    Isis Lourenço
    Isis Lourenço

    Segui-los 5428 seguidores Ler as 753 críticas deles

    3,5
    Enviada em 11 de março de 2016
    Eu gostei até porque nunca vi os filmes 007,então assisti sem comparação,muita ação e suspense que é o que promete.
    Roberto Carlos M.
    Roberto Carlos M.

    Segui-los 2802 seguidores Ler as 443 críticas deles

    1,0
    Enviada em 29 de fevereiro de 2016
    Assisti no canal telecine premium hd, achei bem fraquinho, história mal produzida e mal dirigida, atuações nem um pouco convincentes, cenas de ação mal elaboradas, com certeza esse filme marca a decadência de Pierce Brosnan, salvou-se dublagem muito boa...
    Sidney  M.
    Sidney M.

    Segui-los 21598 seguidores Ler as 1 082 críticas deles

    3,0
    Enviada em 22 de novembro de 2014
    Nunca fui muito de prestigiar os filmes de Pierce Brosnan, não acho ele muito carismático ou pouco convincente em seus papéis. Mas resolvi de assistir esse November Man, e de fato não é o melhor filme de ação já feito, mas também não nenhuma tragédia. Trás bons momentos de ação, e perseguição. O filme pode incomodar muitos, por ter vários clichês e pouca originalidade na trama.
    Ricardo M.
    Ricardo M.

    Segui-los 10859 seguidores Ler as 697 críticas deles

    4,0
    Enviada em 24 de dezembro de 2015
    Espionagem em alta.

    Se desvencilhar de um personagem de sucesso é sempre complicado no cinema, que o diga Pierce Brosnan e seu 007 que é sempre citado como referência ao ator, ainda mais quando se trata de filmes de espionagem e ação como este interessante November Man.

    Nesta produção americana, Brosnan interpreta Peter Devereaux, um experiente agente que tem como uma de suas funções treinar o calouro David Mason (Luke Bracey), porém, durante uma fracassada missão em Montenegro que resulta na morte de uma criança, ele resolve se afastar da CIA e seguir sua vida como um civil normal. Cinco anos após o ocorrido, Devereaux é contatado pelo seu antigo chefe na CIA, Hanley (Bill Smitrovich), para uma complicada missão por baixo dos panos, visando resgatar uma agente infiltrada na Rússia e que corre sérios riscos de ser morta.

    A trama envolve investigações sobre a ação de um forte político russo em situações de guerra na Chechênia e trafico de adolescente para a prostituição. Interessante ressaltar que há uma grande quantidade de pessoas no enredo que vão sendo apresentadas pouco a pouco, tendo a devida importância de forma moderada. Essa gama de personagens secundários ajuda a compilar a história e dar uma melhor compreensão da gravidade do que é exposto, sem nunca parecer previsível, inclusive com diversas reviravoltas envolvendo personagens importantes na história.

    Caracterizado como filme de ação, e porque não dizer que é merecido, o longa tem sim suas sequências; neste quesito possuem charme na execução e edição, algumas inclusive causando expectativa e suspense até sua conclusão.

    Pierce Brosnan, como sempre, competente em seu papel de espião que tenta se afastar do famoso agente britânico e até consegue pela forma mais incisiva e brutal de seu personagem; a atriz ucraniana Olga Kurylenko, que tem grande importância na história, não adiciona muito; já Luke Bracey chama atenção por sua boa atuação, graças ao status de pupilo que tentar caçar e superar seu professor, mas que ainda sim consegue moldar seu personagem de forma interessante e carismática.

    NOVEMBER MAN - UM ESPIÃO NUNCA MORRE, apesar do subtítulo forçar a barra pelo passado do ator Pierce Brosnan, ainda tem potencial próprio e mesmo tratando-se de um filme cujo propósito maior é espionagem, tem momentos de ação e diversão de sobra. Sua história complexa exige atenção redobrada para não deixar os pormenores passarem despercebidos.
    Alexandre G.
    Alexandre G.

    Segui-los 5 seguidores Ler as 7 críticas deles

    3,0
    Enviada em 13 de novembro de 2014
    Repleto de muita ação vale a pena conferir, validou o que eu pensava, um filme que relata vida de um ex agente que tem que retornar para salvar o Estado.
    mas com muita ação e boa história.
    Joao Alves
    Joao Alves

    Segui-los 4 seguidores Ler as 10 críticas deles

    3,0
    Enviada em 16 de novembro de 2014
    Daniel Craig deveria assistir aos filmes do Pierce Brosnan pra ver se ele aprende a fazer o trabalho direito. Esse sim, um dos melhores 007 da história.
    Lúcio T.
    Lúcio T.

    Segui-los 457 seguidores Ler as 242 críticas deles

    2,5
    Enviada em 17 de agosto de 2016
    Um mestre contra seu pupilo? O pupilo que quer matar seu mestre? Eitchaaaaa!!!!! Não estou acostumado a ver isso nas telonas, então, ponto positivo para o diretor Roger Donaldson (dirigiu bons filmes como EFEITO DOMINÓ de 2008, A EXPERIÊNCIA de 1995, A FUGA de 1994 entre outros) que adapta uma obra literária de Bill Granger chamada There Are no Spies (1986) e resgata o ator Pierce Brosnan (vestiu o terno do famoso espião britânico James Bond entre 1995 e 2002 somando 4 filmes e em sua carreira tem a bagagem de mais 46) ao gênero de espionagem, interpretando Peter Devereaux (o "mestre")! Como principais protagonistas temos também o ator Luke Bracey (atuou em CAÇADORES DE EMOÇÃO: ALÉM DO LIMITE de 2015, EU, ELE E ELA de 2015, MONTE CARLO de 2011 e em mais 3 filmes) que interpreta novato David Mason (ou seja, o "pupilo") e a bela e exótica Olga Kurylenko, que interpreta a mocinha Alice que acaba no fogo cruzado "sem querer querendo". Tem outros atores conhecidos que fazem o vilão (ou vilões), colegas de trabalho e amante por uma noite, então, atuam razoavelmente bem. O enredo é pura adrenalina na veia e a trama é uma mistura de enredos sobre personagens ao meu ponto de vista! Seriam eles 007 com Batman (versão Ben Affleck 2016) e Jason Bourne. Ou seja, a história é sobre um espião que sai de sua aposentadoria no cargo (no caso Brosnan voltando encarnando Bond, James Bond mas enfurecido como Batman, sem charme, sem dó) e entra em uma caçada frenética fugindo da agência para qual trabalhou (Bourne, Jason Bourne). Possui uma subtrama política interessante que cutuca certas pessoas. Tudo para ser o best do best do gênero de ação e espionagem! Acrescenta belas paisagens e voilá (!!!!!), o filme é mediano..... Donaldson parece se preocupar apenas com ação e esquece de uma boa adaptação de roteiro (sendo que este já esta todo feito desde 1986), com arranjos forçados para que as cenas pudessem acontecer, falhas visíveis (como por exemplo, o ex-espião Peter atira reto uma vez, atinge o corpo do adversário que cai para sua direta, Peter atira de novo reto e acerta o corpo a sua direta! Será que temos um "Q" de O PROCURADO de 2008?), não explica ou deixa de lado certo acontecimentos e personagens, não explora tanto o professor versus aluno e que seria a parte mais legal mas acabou sendo apenas uma perseguição de gato e rato e o rato sempre leva a melhor (opa, alguém lembrou do TOM & JERRY?), enfim, um ótimo material desperdiçado em só boas cenas de ação e clichês. E o final, além de ter um erro grotesco de confundirem o nome da personagem, é deveras fraco, fraco, fracooooo! Também achei que certas atrizes não foram bem selecionadas para seus papéis, não pela atuação, mas pelas personagens, sei lá..... E o trailer que "vende" uma coisa e é totalmente outra, av marys! As vezes o espião realmente não deve morrer, apenas ficar aposentado...
    Quer ver mais críticas?
    • As últimas críticas do AdoroCinema
    Back to Top