Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Retrospectiva 2018: Os principais filmes que você não viu nos cinemas
    Por Bruno Carmelo — 21 de dez. de 2018 às 09:28
    facebook Tweet

    Filmes premiados e pérolas escondidas.

    1. +
    Roma: O novo filme de Alfonso Cuarón (Gravidade) foi lançado pela Netflix e já desponta como um dos principais concorrentes ao Oscar 2019 após vencer o Festival de Veneza.
    Leia mais

    Entra ano, sai ano, e os cinéfilos correm para conseguir ver todos os grandes filmes que despontam no circuito internacional. Como o número de produções só aumenta e a quantidade de salas no Brasil se mantém estável, nem todos conseguem uma chance de estrear nas telonas.

    Além disso, muitos filmes são feitos especificamente para a televisão e o home video (caso das produções originais da Netflix e HBO, por exemplo), produzindo obras de destaque cada vez maior - vide a presença de Roma entre os favoritos ao próximo Oscar.

    Acima, você descobre vinte grandes filmes lançados em suportes alternativos à sala de cinema: plataformas digitais, video on demand, streaming e afins.

    Qual é o seu favorito? Em 2018, você viu mais filmes nos cinemas ou em casa?

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Isabele Gomes
      Concerteza assisti mais na tv dq no cinema.No cinema gostei de O Primeiro Homem e Infiltrado na Klan.Roma assisti na Netflix,mas pelo q eu vi, e filme próprio p a telona,perde um pouco na telinha.Lamentavel.
    • Marcos Adriano Dams
      Legal
    • Jonathan Kennedy
      Com certeza eu vi mais filmes no cinema do que em casa, sempre foi assim nos últimos anos.
    • Skine
      Sinceramente, eu apoio a Netflix nessa questão. Muitas pessoas não têm a oportunidade de ver o filme no cinema, por não terem acessível onde moram, por filmes assim receberem poucas sessões e em horários que a pessoa pode não estar disponível ou por falta de dinheiro (visto que filmes que marcam presença em premiações geralmente são lançados na mesma época pra aproveitar o destaque das premiações). Pessoas que assistem filmes como Roma, por exemplo, têm plena consciência da importância de se ver em tela grande, mas se não há a possibilidade, é bom ter onde recorrer. E a Netflix disponibilizou o filme nos cinemas e deu uma série de indicações para assistir o filme em casa da melhor forma, além disso eles estão incluindo o público nessa campanha pra premiações (transmitindo entrevistas, mensagens do diretor, criando o site MyRoma etc.) Sem contar que um filme com a abordagem de Roma e ainda sendo mexicano dificilmente teria uma distribuição grande, então os cinéfilos podem vê-lo e pessoas que não estão muito por dentro de filmes que não são de Hollywood ou produções aclamadas pela crítica sucessos em premiações e festivais, também têm a oportunidade de assistir. O único problema da Netflix foi não ter disponibilizado em muitos cinemas, mas é algo que podem melhorar, afinal essa foi a primeira vez que disponibilizaram. O que Cannes fez foi ridículo (até Veneza foi aberta aiinovação). A Netflix vai produzir no próximo ano 3 vezes mais que um estúdio de cinema produz, grandes cineastas estão fazendo filmes para a plataforma e vários serviços de streaming estão chegando, até quando irão ignorar isso? Estão lá para avaliar a arte ou a comercialização e a forma que o público decide consumir?
    • Vidamell Vida R.
      ei o conto eu assisti.
    Mostrar comentários
    Back to Top