Meu AdoroCinema
  • Meus amigos
  • Meus cinemas
  • Notas Express
  • Minha coleção
  • Minha conta
  • Promoções
  • Desconectar
The Man In the High Castle
Críticas dos usuários
Críticas da imprensa
Média
3,9
59 notas e 3 críticas
67% (2 críticas)
33% (1 crítica)
0% (0 crítica)
0% (0 crítica)
0% (0 crítica)
0% (0 crítica)
Você assistiu The Man In the High Castle ?
Birovisky
Birovisky

Segui-los 5 seguidores Ler as 182 críticas deles

4,0
Enviada em 05/03/19
h t t p s : / / rezenhando . wordpress . com /2019/03/06/rezenha-critica-o-homem-do-castelo-alto/ Ainda estou na primeira temporada, mas que série meus amigos! Baseada no conto de Philip K. Dick, visionário por trás do famoso Blade Runner, a série em questão é produzida nada mais nada menos do que por Ridley Scott e distribuída pela Amazon. Até o momento a tensão e suspense prendem nesta realidade distópica e conturbada. Um clima bélico velado pelos que desejam tomar o poder no lugar de Hitler que está doente e cada vez mais próximo da morte. Outro arco, no caso o surgimento de filmes em cápsulas no qual a resistência detêm e que mostram a realidade que conhecemos, transmitida de uma forma tão real que os personagens no qual assistem-na auto questionam se aquilo é apenas um filme, tirando o sono de nazistas e japoneses que tentam a qualquer custo recuperar e queimar os mesmos. Nunca foi tão atual a série, criando fantasias aos comunistas e dando tapas com luvas de pelica na cara de muito nego que apoia a ditadura sem saber o que foi essa fase. A narrativa também sabe como desenvolver seus personagens, oferecendo uma chance além de papéis caricatos a Cary-Hiroyuki Tagawa (Tagomi), Burn Gorman (Marshall) ou Rufus Sewell (Obergruppenführer), para bem exemplificar, ambos competentes em desenvolver personagens multifacetados e interessantes do início ao fim. O calcanhar de Aquiles? O triângulo amoroso descartável que a narrativa sente a necessidade de inserir, resquícios de YA como Crepúsculo, Jogos Vorazes e Divergente, e que esta trama dispensaria. A parte técnica representa um show a parte pelo comprometimento da equipe do design de produção em imaginar como seriam os Estados Unidos sob a égide alemã e japonesa, criando cenários remissivos de cada cultura enquanto também representativos: repare como os carros são Volkswagen em vez de Fords ou General Motors. SEGREDOS POR TRÁS DAS FILMAGENS A Fonte No livro no qual a série é baseada (O Homem do Castelo Alto), o personagem na verdade escreveu um romance que conta a história do mundo como se os aliados tivessem vencido a guerra. Na série, ao invés de escrever um romance, ele criou um filme. Olha a referência, Capitão! Em uma cena do segundo episódio, há um certo personagem no restaurante que faz um unicórnio de origami. Isto é uma menção silenciosa a uma cena de Blade Runner – O Caçador de Andróides, de Ridley Scott, que também é baseado em um livro de Philip K. Dick (Andróides Sonham Com Ovelhas Elétricas?). Iria assistir de novo? Com certeza! Minha nota é 4/5 (Por enquanto).
Clóvis D.
Clóvis D.

Segui-los Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 04/01/19
Estou assistindo a segunda temporada e achei fantástica, ideia muito boa, excelentes atuações. É uma produção muito rica em imagens e quem ainda não viu deve conferir.
Rodrigo A.
Rodrigo A.

Segui-los Ler a crítica deles

5,0
Enviada em 13/07/17
Sensacional. Série inteligente, bem amarrada e que abre espaço para o desenvolvimento dos mais variados grupos e personagens. Você simplesmente fica preso aos acontecimentos e imaginando o famoso " e se tal coisa tivesse acontecido". Série super recomendada pada os apaixonados por História.
Back to Top