Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Inacreditável
    Inacreditável
    Completa
    Desde 2019 / Drama, Policial, Suspense
    Título original : Unbelievable
    Direção: Susannah Grant
    Elenco: Kaitlyn Dever, Toni Collette, Merritt Wever
    Nacionalidade EUA
    Canal original Netflix
    Usuários
    4,0 93 notas e 10 críticas
    notar :
    0.5
    1
    1.5
    2
    2.5
    3
    3.5
    4
    4.5
    5
    Vou ver

    Sinopse & Info

    Uma jovem menina de 18 anos (Kaitlyn Dever) que contou à polícia ter sido estuprada dentro de seu próprio apartamento, e depois voltou atrás em sua versão. O caso só pôde avançar, de fato, quando duas detetives do sexo feminino (Toni Collette e Merritt Wever) assumiram a liderança e compreenderam melhor o contexto da ocasião.
    1
    Temporada
    8
    Episódios
    Temporada 1
    Kaitlyn Dever
    Personagem : Marie
    Toni Collette
    Personagem : Grace Rasmussen
    Merritt Wever
    Personagem : Karen Duvall
    Annaleigh Ashford
    Personagem : Lilly
    Veja o elenco completo
    Fotos
    Netflix se junta a ONU para celebrar o Dia Internacional da Mulher
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    quarta-feira, 4 de março de 2020

    Netflix se junta a ONU para celebrar o Dia Internacional da Mulher

    PGA Awards 2020: Parasita, O Irlandês e 1917 são indicados ao prêmio do sindicato dos produtores
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    terça-feira, 7 de janeiro de 2020

    PGA Awards 2020: Parasita, O Irlandês e 1917 são indicados ao prêmio do sindicato dos produtores

    Na televisão, Olhos que Condenam, Fleabag e Big Little Lies também estão na competição.
    Globo de Ouro 2020: As apostas do AdoroCinema para as categorias de TV
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    domingo, 29 de dezembro de 2019

    Globo de Ouro 2020: As apostas do AdoroCinema para as categorias de TV

    The Crown? Fleabag? Chernobyl? Quem vai levar a melhor?
    SAG Awards 2020: O Escândalo e The Marvelous Mrs. Maisel dominam as indicações
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

    SAG Awards 2020: O Escândalo e The Marvelous Mrs. Maisel dominam as indicações

    O Irlândes, Era Uma Vez em... Hollywood, The Morning Show e O Método Kominsky também concorrem a diversos prêmios.
    Globo de Ouro 2020: História de Um Casamento lidera indicações; confira a lista completa
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

    Globo de Ouro 2020: História de Um Casamento lidera indicações; confira a lista completa

    Cerimônia de premiação acontece no dia 5 de janeiro.
    10 Notícias sobre esta série

    Como assistir essa série

    Comentários

    • Carlos Maurício Ardissone
      Totalmente de acordo! Sou católico, já fui praticante, mas não vi desrespeito nenhum na cena, além de, como frisou, ter a ver com a personagem. Mesmo os que acreditam em Deus podem, por vezes, se revoltar com Ele e não há gravidade nenhuma nisso. Que exagero!
    • Andries Viljoen
      Essa minissérie é adaptação do premiado artigo da ProPublica sobre um caso de abuso sexual ignorado pela polícia na época, mas que se tivesse sido investigado poderia ter evitado vários outros. A obra é dividida em duas sub-tramas que contem gêneros diferentes:A primeira trama - e o que mais te marcou - é o que envolve a Marie Adler interpretada brilhantemente pela atriz Kaitlyn Dever onde a mesma afirmou que tinha sido estuprada, ocorre que foi humilhada pelas autoridades locais (investigadores homens, que não deveriam ser os responsáveis por esse contato com a vítima, ao meu ver), não acreditando na sua versão, fato que acabou devastando a vida da moça, tendo uma trama mais dramática;A contrapartida a outra sub-trama acontece anos depois quando duas detetives investigam uma série de abusos sexuais, procurando o agressor a todo custo, neste ponto, a trama já se transforma em um enredo investigativo, convidando o espectador a juntar peça por peça para desvendar o caso, e mais, mostrando com clareza como o sistema é falho e quebrado.Aqui assistimos às consequências da descrença em relação ao depoimento de uma das vítimas, vivida por Kaitlyn Dever, e como isto a obriga de uma forma frequente a reviver o trauma de ser estuprada ‘várias’ vezes. Paralelo a isto, a série ainda critica o sexíssimo estrutural dentro da polícia e justiça.Marie precisa relatar a agressão sexual para pessoas diferentes, ou como ela é indiciada por declaração caluniosa.É terrível e mesmo assim não tão inacreditável, vemos todos os dias as vítimas sendo condenadas, a vítima além do trauma, revive a violência tentando provar ser a vítima, vendo sua vida ser destruída e seu psicológico massacrado.É um assunto tão complexo e por se tratar de uma história real é ainda mais delicado.
    • Cilene R
      Excelente série! Mostra que apesar de muito bons, os policiais nos EUA, realmente se deixam levar por preconceitos. Neste caso uma garota com histórico sócio-familiar conturbado é desacreditada quando dá uma queixa de estupro.
    • Vítor Prado
      Cenas de estupro - OkAbuso policial - OkXingar Deus - InaceitávelPorra, faz parte da personagem o seu suposto desrespeito, que é completamente crível pensando em como é construída aquela personagem, uma mulher livre, sem fé, sem amarrasComo isso pode ser um problema?Até fica claro que ela mesma admite que passou dos limites, mas parece que sua fé é fraca de mais pra compreender uma linha de texto contextual de uma representação ficcional, dá licença
    • Silvana luiza
      Gostei muito da serie! No entanto achei um desrespeito à forma como a personagemGrace Rasmussen falou se referindo a Deus. A serie é boa, não precisava apelar desrespeitando a crenças de muitos, fiquei chocada! Único ponto fraco da serie. Portanto, não assistiria novamente para não poluir a mente. Isso na versão dublada. Só minha opinião!
    • Marilu M
      A sutileza feminina nessa serie e incrível .
    Mostrar comentários
    Back to Top