Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Sex Education
    Críticas dos usuários
    Críticas da imprensa
    Média
    4,5
    1192 notas e 90 críticas
    distribuição de 90 críticas por nota
    48 críticas
    25 críticas
    6 críticas
    3 críticas
    3 críticas
    5 críticas
    Você assistiu Sex Education ?
    Phellype M
    Phellype M

    Segui-los 414 seguidores Ler as 353 críticas deles

    Crítica da 1 temporada
    3,5
    Enviada em 15 de fevereiro de 2020
    Mais uma produção original Netflix! Agora com o público alvo: "Teen", Sex Education, é literalmente uma versão dissipada de "American Pie", apesar da sua enorme popularidade entre os jovens de hoje, eu particularmente, não vi nada de novo e nem original, inclusive, é uma série bem adolescente, temos temas bem típicos, são situações previsíveis e longe de serem "nostálgicas", são ao inverso disso! Mostram, as piores coisas que acontecem na vida de um adolescente... Elenco Ok, Eric rouba a cena, pois lembra muito o Phellyx, rs enfim é uma série básica! Acredito que seja específica para o público que se identifica, pois já para os adultos, talvez não seja a melhor opção! Sua trama é muito peculiar e até muito infantil em alguns episódios, não tem maturidade e nem projeção para maiores... Coisa que você vê e muito em "ELITE".
    Phellype M
    Phellype M

    Segui-los 414 seguidores Ler as 353 críticas deles

    Crítica da 2 temporada
    4,5
    Enviada em 12 de abril de 2020
    Uau! Que temporada foi essa? Diferentemente da anterior, temos aqui uma mudança drástica na sua trama, temos os personagens mais aprofundados e melhor explorados! A comédia não é mais o seu ponto alto, e sim o drama de cada história e sub tramas, eu mesmo, me emocionei bastante, com esses últimos episódios, foram fortes e com grande representatividade! Eu particularmente, não gostei da primeira temporada, mas essa segunda, conseguiu me conquistar, apesar de eu ser fã de séries "Teen", Sex Education, mostra a sua evolução e proposta! Foram muitos temas abordados, com sutileza e naturalidade, muito bem explorados nessa temporada! Apesar do drama, agora bem aproveitado, vemos uma dinâmica mais autêntica e promissora! A cada personagem, existe carisma e entrega nos seus papéis, sua trilha sonora é maravilhosa! Tivemos novos personagens em cena, o roteiro é muito melhor desenvolvido, e a cada episódio é uma aula sobre o assunto alí abordado... Agora só resta aguardar a próxima temporada, e ver a sua nova trama.
    Luana O.
    Luana O.

    Segui-los 23 seguidores Ler as 251 críticas deles

    Crítica da 1 temporada
    4,0
    Enviada em 6 de março de 2020
    Boa série, trás uma temática importante a ser discutida, principalmente a questão da sexualidade, do preconceito, bullying.... É uma série comum. Tanto se falou, esperava um pouco mais da série.
    Unlimited
    Unlimited

    Segui-los Ler as 7 críticas deles

    Crítica da 1 temporada
    0,5
    Enviada em 26 de janeiro de 2020
    Primeiro que essa serie é muito nonsense uma utopia feita para segurar o publico leigo adolescente e os punheteiros pedófilos. porno adolescente ta liberado ? Seria a Netflix tentando agarrar assinantes pedófilos e começando a adicionar pornografia explicita no catalogo ? ou voltamos para os anos 90 ?. Sites porno são multados e até banidos com seus proprietários presos se postarem porno adolescente *mas a Netflix pode tudo liberado.* porno adolescente lésbico, gay, hétero. Segundo que : são muitos clichês fantasiosos de romance gay com diferencial do porno adolescente explicito de forma nonsense. Pura utopia, uma escola onde todos os alunos podem transar em qualquer lugar sem consequências. e um incentivo ao publico juvenil a não respeitarem o espaço escolar na vida real. Pelo visto a netflix está começando a ter materiais pornográficos e vai desbancar sites pornos no futuro próximo. está fazendo mais uma cesta de ovos dela em cima da guerra social da comunidade lgbt. A serie é até educativa, tirando os clichês de drama forçado e a utopia para segurar publico, mas é um tipo de educação contraditória , como analogia é como fazer a pessoa usar drogas para ela não desejar usar drogas. pois a serie incentiva os adolescentes a fazerem sexo em qualquer lugar sem camisinha e procurarem clinica de aborto com frequência como se na vida real fosse normal e ainda mostram uma clinica de aborto que tem fregueses regulares. Acredito que essa serie vai responder processos etc, não demora muito assim que a grana do suborno da censura acabar.
    Thais C
    Thais C

    Segui-los 2 seguidores Ler as 91 críticas deles

    Crítica da série
    4,5
    Enviada em 9 de fevereiro de 2020
    Fantástica, uma história jovenil, engraçada e que aborda várias temas da nossa atualidade, sexualidade, empoderamento, assédio, aceitação, drogas... Umas das melhores séries da Netflix. Recomendo
    Hell C
    Hell C

    Segui-los 1 seguidor Ler as 78 críticas deles

    Crítica da série
    4,5
    Enviada em 18 de maio de 2020
    Série maravilhosa, trata de vários temas delicados e importantes, como a descoberta sexual, sexualidade e aborto, etc... De forma leve e descontraída! super necessária nos tempos de hoje, recomendo a todos os jovens.
    JoNy Costa
    JoNy Costa

    Segui-los Ler as 9 críticas deles

    Crítica da série
    1,0
    Enviada em 25 de fevereiro de 2020
    Sem história e não tem nenhum objetivo. Asa Butterfield ainda faz um bom trabalho e a história toca em assuntos importantes mas nada disso salva a série, um roteiro fraco e as mesmas ideias na 1 e 2 temporada.
    Joabe O.
    Joabe O.

    Segui-los 3 seguidores Ler a crítica deles

    Crítica da série
    5,0
    Enviada em 22 de janeiro de 2020
    Muito boa a série tanto á 1° quanto a 2° temporada,aborda muitos assuntos sobre sexo que ainda nos dias de hoje muitas pessoas não tem facilidade de falar. E sempre deixando aquele gostinho de de quero mais... Aguardando ansioso pela 3° temporada.
    Anna Bastos
    Anna Bastos

    Segui-los 1 seguidor Ler as 19 críticas deles

    Crítica da série
    0,5
    Enviada em 18 de junho de 2020
    Infelizmente não tem como dar 0. Mais uma série teen ridícula da Netflix, sem nenhum propósito, série chata ao extremo.
    Nadia L.
    Nadia L.

    Segui-los Ler a crítica deles

    Crítica da série
    0,5
    Enviada em 9 de abril de 2020
    Em tempos de quarentena eu, ávida por diversão, fui conferir a tão falada série. Que decepção! Asa Butterfield é um fofo, só precisa aprender a atuar. A série é apresentada como uma comédia, mas não consegui rir: o estilo de humor envolve vômito em profusão, personagens que usam Viagra e depois não sabem como resolver a ereção prolongada, personagens que têm chato(!), um adolescente virgem cuja mãe, uma terapeuta sexual, coleciona vibradores e objetos eróticos... O pior: no site IMDB, as críticas são unânimes em afirmar que a segunda temporada é muito pior. Sério, dá pra piorar?? Se você tem mais de 15 anos de idade e mais de 2 neurônios, não perca seu tempo e parta pra outra.
    Jefersom Carlos da Silva
    Jefersom Carlos da Silva

    Segui-los Ler a crítica deles

    Crítica da série
    1,0
    Enviada em 24 de janeiro de 2020
    Historia fraca, elenco fraco, precisa melhorar muito para ganhar mais estrelas, talvez alguns personagens mais experientes.
    Andrey Moraes
    Andrey Moraes

    Segui-los Ler a crítica deles

    Crítica da série
    2,0
    Enviada em 23 de janeiro de 2020
    Achei que a série foca muito em sexo em vez de trazer histórias igual as outras séries, ela aborda temas bons, mas nem por isso deixa de ser fraca
    José Henrique Ferreira Magalhães
    José Henrique Ferreira Magalhães

    Segui-los Ler as 20 críticas deles

    Crítica da série
    5,0
    Enviada em 7 de novembro de 2020
    Todo o conjunto de descobertas que eu tive e lições que eu aprendi nessa série são incontáveis. Boas atuações, boas histórias, boa temática, é uma das jóias raras da Netflix.
    Artur Magnus
    Artur Magnus

    Segui-los Ler as 10 críticas deles

    Crítica da 2 temporada
    4,5
    Enviada em 26 de janeiro de 2020
    Conseguiu superar a primeira temporada, em inúmeros sentidos, vale totalmente seu tempo. Enquanto na primeira temos vários temas problemáticos sendo abordados, na segunda temporada temos a resolução de inúmeros desses conflitos, bem como a adição de inúmeros outros. Nessa etapa, lidamos com pressão familiar, retidão de caráter e até assédio sexual, todos no devido contexto. O espectador já encontra-se apegado aos personagens, de forma a potencializar esse sofrimento em conta dos personagens. É espetacular ver todos os conflitos tanto pelos olhos dos adolescentes quanto pelo dos adultos, conseguimos ver como em cada etapa da vida levamos coisas diferentes mais a sério e como vários problemas estão presentes em todas as fases do amadurecimento. Novamente a identidade audiovisual está de parabéns, a trilha sonora brilha quando tem que brilhar e te coloca pra baixo quando deve colocar, não temos só finais felizes nessa etapa e a escolha do som nesses momentos fez toda a diferença. Havia ficado viciado na trilha sonora da primeira temporada ano passado, e acredito que ocorrerá o mesmo para a segunda.
    Artur Magnus
    Artur Magnus

    Segui-los Ler as 10 críticas deles

    Crítica da 1 temporada
    4,0
    Enviada em 26 de janeiro de 2020
    Completa surpresa, veio ano passado como quem não queria nada e tornou-se mais um dos sucessos da Netflix, aclamado tanto pela crítica quanto pelo público. Os personagens são muito cativantes e nos sentimos envolvidos por seus dramas e preocupações. Em alguns casos problemas simples de adolescentes os quais como espectador vemos que não são grande coisa, apesar de já ter sofrido da mesma maneira por problemas similares quando na mesma idade dos personagens . Em outros vemos problemas e temas bem mais sérios sendo abordados, temas mais pesados como dependência química e homofobia são postos em pauta dentro do contexto da série, onde fica claro o impacto na vida de todos os personagens. Vale muito a pena assistir, apesar de um pouco adolescente a série consegue trazer temas ótimos de maneira não repetitiva, ponto alto fica pra identidade visual e trilha sonora. Até certo ponto da temporada não pude dizer se a série passava-se no passado ou presente, de tão bem caracterizado o ambiente.
    Back to Top