Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Star Trek: Discovery
    Críticas dos usuários
    Críticas da imprensa
    Média
    4,0
    235 notas e 50 críticas
    distribuição de 50 críticas por nota
    21 críticas
    5 críticas
    2 críticas
    5 críticas
    5 críticas
    12 críticas
    Você assistiu Star Trek: Discovery ?
    Rogerio F.
    Rogerio F.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 3 críticas deles

    Crítica da série
    2,0
    Enviada em 20 de novembro de 2020
    Nada a ver com o universo star trek. Personagens muito melodramáticas. Parece muito com as piores novelas dos USA ou com as exageradas novelas mexicanas. Ficção científica, nada. Efeitos especias, sim, estão bem feitos. No entanto não sustentam o roteiro que, além de confuso, é bem banal, para não dizer: pífio. Vale mais a pena assistir e rever as séries que, sim, têm a ver com as propostas do autor que deu origem à saga. Sugestão: não perca seu tempo com essa baboseira. Há séries bem melhores.
    Djan K.
    Djan K.

    Segui-los 41 seguidores Ler a crítica deles

    Crítica da série
    0,5
    Enviada em 2 de abril de 2019
    Discovery é obra prima de como fazer tudo errado, roteiros desconexos, sem valorização de personagens, nada cativante. Fotografia escura, com um ar adolescente rebelde. Diálogos tediosos e inúteis Não respeita nada do que é star Trek. Recomendo não percam tempo.
    Antonio I.
    Antonio I.

    Segui-los 7 seguidores Ler as 4 críticas deles

    Crítica da série
    0,5
    Enviada em 6 de novembro de 2017
    Esta série é qualquer coisa, menos Star Trek. Desde o figurino exagerado (que raio aconteceu com os Klingons?), até invencionismos mais próximos de Harry Potter do que da ficção científica normal em ST spoiler: (ex: vulcanos se comunicando espiritualmente, naves se movendo com sabe-lá-o-que-é-isso de esporos como meio de locomoção, etc) , além de péssimas atuações, péssimo roteiro e de um maniqueísmo e SJW-bullshit inexistentes na franquia, nada tem a ver com o universo ST. Os efeitos especiais são bem feitos, mas tentam maquiar a completa falta de conteúdo e de coerência com o que é o universo ST. Roddenberry deve estar se mexendo no caixão. Quem está tendo o primeiro contato com ST através desta série, está tendo uma ideia completamente errada do que é este universo. Assista TOS, TNG e DS9, e conhecerá a verdadeira beleza e complexidade de Star Trek.
    Matheus H.
    Matheus H.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 8 críticas deles

    Crítica da 1 temporada
    4,5
    Enviada em 13 de novembro de 2017
    Até agora um episódio melhor que outro, eu amo as séries anteriores de star trek,todavia essa esta muito boa ,os efeitos estão dignos de cinema,as atuações são otimas,e as referências as outras séries são feitas sem deixar de avançar com uma nova narrativa,resumindo recomendo a todos
    Rodrigo F.
    Rodrigo F.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 2 críticas deles

    Crítica da série
    0,5
    Enviada em 18 de outubro de 2017
    Para a franquia Star Trek está muito abaixo do que seria esperado, história muito ruim, personagens ruins, repaginação dos Klingons ruim, a nave mais feia que já vi no universo Treker, de bom mesmo só os efeitos especiais. Muita coisa sem sentido, o universo Treker foi ignorado. spoiler: Motor de salto que usa um tardigrado?!?! Como assim? E a desculpa de colocar o bicho espetado no motor por causa de falta de memória do computador, que roteiro horrível. E o que é aquele primeiro oficial? Parece uma drag queen, não teria como ele entrar para a frota com aquela atitude, muito menos ser primeiro oficial. Não faz sentido aquele drag queen como primeiro oficial, sentido nenhum. . Uma pena, vários ganchos da Nova Geração/Deep Space Nine/Voyger até de Enterprise poderiam ter sido usados, esses roteiristas simplesmente não viram as séries. Realmente achei uma pena, eu já não esperava muito, mas não imaginava que seria tão ruim.
    Lorrant G.
    Lorrant G.

    Segui-los 2 seguidores Ler a crítica deles

    Crítica da série
    0,5
    Enviada em 15 de outubro de 2017
    A série não apresenta absolutamente nada da essência de Star Trek. Jamais a Federação usaria uma forma de vida como escrava a fim de atingir seus objetivos, como usam o animal que se parece com um tardígrado. Jamais um capitão da frota agiria como o Lorca age, mandando como se ele fosse o rei soberano da nave. Isso não é Star Trek e nunca será. Não há filosofia, não há essência, não há resolução de problemas de forma inteligente. Minha opinião para a série ser de sucesso: primeiro, é um absurdo a história se passar no século 23, 10 anos antes do Kirk. Não há lógica, a tecnologia usada na série é absurdamente alta, acredito que a história deveria se passar no século 25 ou 26 pra cima. Segundo: fã de verdade, que conhece a série profundamente, que assistiu a série original, a Nova Geração, Deep Space 9, Voyager e Enterprise (que é exatamente o meu caso) não aguenta mais essa história de batalha com os Klingons, queremos ver o que se passa depois da história da Voyager (que é a mais velha na linha do tempo), sugestão: poderiam ter desenvolvido uma guerra com os Cardassianos por exemplo, ou com outra espécie qualquer do Quadrante Delta, Beta ou Gama. Enfim, isso é o que penso da nova série. A linha do tempo foi completamente alterada, os personagens não seguem a filosofia/essência da série e tudo o mais que disse em cima. Paciência, infelizmente não possuem a capacidade de produzir algo de qualidade intelectual, só visual.
    Nilton A.
    Nilton A.

    Segui-los Ler as 2 críticas deles

    Crítica da série
    5,0
    Enviada em 8 de outubro de 2017
    Fora de sério os 2 primeiros episódios! A produção está fazendo um elo entre todas as séries originais e a cinematografia dos novos filmes do cinema de J.J.! Finalmente teremos de volta " Jornada nas Estrelas". Vida longa e próspera para nossos sonhos de infância!
    Marcelo Neuri H
    Marcelo Neuri H

    Segui-los Ler a crítica deles

    Crítica da série
    2,0
    Enviada em 9 de abril de 2019
    Em primeiro lugar, é a MINHA opinião: respeito 100% os gostos de vocês, mas não acham que essa nova série da Franquia Star Trek ao invés de se chamar "Star Trek: Discovery" deveria se chamar "Star Trek: Michael"? Sinceramente: assisti já a TODAS as séries ST e mesmo com Deep Space Nine, cujo arco principal (e personagem principal) era Benjamin Sisko NUNCA teve tanto foco a somente UM personagem. Praticamente TODOS os episódios tem Michael. TODOS os arcos passam por ela, ela muitas vezes tem a opinião/decisão final (inclusive sobre o capitão Pike!)... não: para mim o pior defeito de "Discovery" não é o excesso do "politicamente correto" mas sim o "empoderamento" da personagem Michael...
    Bruno B.
    Bruno B.

    Segui-los Ler a crítica deles

    Crítica da série
    1,0
    Enviada em 11 de março de 2018
    Pra quem realmente é fã da série e assistiram clássicos como Next generation, original, ou deep space nine, sabe o que é imersão no universo da franquia. Personagens que são explorados e que nos cativam. Historia que nos prende do início ao fim. Nessa primeira temporada da Discovery é centrado na personagem principal Michael Burnham que ao meu ver foi muito.mal explorado assim como outros personagens interessantes como Saru, Stametes... Tudo foi ocorrendo muito rápido e pra piorar tudo uma história mesquinha e sem graça que não poderia isso ser chamado de star trek. Um lixo.
    Adriano S.
    Adriano S.

    Segui-los 1 seguidor Ler as 8 críticas deles

    Crítica da série
    4,0
    Enviada em 27 de setembro de 2017
    Série da Netflix que focou em qualidade nas cenas em CG. não sou um faz dá série clássica, mas sei da sua essência. Gostei muito da qualidade das CG e dos enquadramentos, sempre bem colocado no clima da cena. O fato de colocar uma mulher no comando que mistura o Capitão Kirk e Spock foi sacada master, além de colocar uma humana numa educação Vulcano. o que me deixou confuso foi introdução dos vilões, sendo que não tem nada explicativo, apenas o motivo. os 2 episódios de visto logo em seguida se torna um filme,faltando apenas parte final que deixou um elo paga próximo episódio. aconselho a as vezes para a série e pesquisar no Google as informações dada na série, como os vilões, a federação, a tecnologia de dobra e outros
    David E
    David E

    Segui-los Ler as 2 críticas deles

    Crítica da série
    2,5
    Enviada em 25 de setembro de 2017
    Até agora, muita ação e pouca ficcção científica. A série claramente não respeita a lógica da franquia, parece mesmo querer fazer algo completamente novo, desconectado das demais séries. Os principais pontos positivos é o grupo de atores (com duas mulheres em papéis principais) e a história novelizada.
    Marcelo i.
    Marcelo i.

    Segui-los Ler a crítica deles

    Crítica da série
    5,0
    Enviada em 25 de setembro de 2017
    não irei dizer nada do que vi, mas achei novamente o sentido da frase, po mas que mer...... terminou, agora só semana que vem, ou sera que não?
    Edna C.
    Edna C.

    Segui-los Ler a crítica deles

    Crítica da série
    5,0
    Enviada em 11 de outubro de 2017
    Gostei! Todas as continuações de Star Trek fazem a devida referência a série original e apresentam características próprias que valem a pena acompanhar. Não acho mesmo que tenham que ser cópias do original. Pra mim basta o universo apresentado ser uma continuação, exemplo para a hierarquia, os protocolos, missão etc VI a série original e muitos episódios de suas "derivadas". Adorei! Que venham mais temporadas.
    a.po.po@hotmail.com
    a.po.po@hotmail.com

    Segui-los Ler as 4 críticas deles

    Crítica da série
    5,0
    Enviada em 26 de setembro de 2017
    Excelente série vale a pena acompanhar. Ótimos atores e direção de arte e efeitos especiais muito bons.
    Victor E.
    Victor E.

    Segui-los Ler as 9 críticas deles

    Crítica da série
    4,5
    Enviada em 21 de novembro de 2017
    A série começou um pouco distante da essência de Star Trek, com uma premissa "clifhanger", focada nas sequências de ação, com batalhas estelares e intrigas espaciais. Mas lá pelo terceiro episódio, depois que o arco inicial cumpriu sua função na trama, ela vira Star Trek de raiz. Tudo que Roddenberry idealizou está ali: diversidade, curiosidade, destemor dos capitães para enfrentar o desconhecido, medo dos cadetes do mesmo, conflitos entre personagens, e dentro deles mesmos, propondo incessante interrogação... Até mesmo o sacarsmo e o mundo idílico sombrio de DS9 estão ali. Só derrapa em alguns aspectos visuais. O visual das naves parece copiar as dos filmes atuais, mas é preciso sempre lembrar que. série é datada, e aparentemente está na cronologia "canônica", e não na linha alternativa desenvolvida por J.J. Abrahams, até porque se passa anteriormente aos eventos que rompem com o "cânon" de ST. A única falha real me parece o visual dos Klingons, que parecem uma mistura de remanos de ST:Insurrection com múmias egípcias. No mais, o DNA de Jornada nas Estrelas está bem ali.
    Back to Top