Copa do Cinema: O melhor do cinema espanhol
Hoje a Espanha entra em campo contra a seleção chilena, e o AdoroCinema aproveitou para lembrar alguns dos vários clássicos do cinema espanhol. Conhece todos esses filmes?

O cinema espanhol está em cartaz nos cinemas brasileiros com a comédia dramática O Que os Homens Falam, que reúne um elenco excepcional de atores espanhóis e latino-americanos: Ricardo Darín, Javier Camara, Luis Tosar, Eduardo Noriega, Alberto San Juan... A trama convence pela sinceridade das conversas entre esses homens.

Talvez as animações espanholas não sejam tão conhecidas mundo afora, mas o belo Justin e a Espada da Coragem prova que o país pode competir com os grandes. A trama gira em torno de um garoto que sonha em ser cavaleiro, contra a vontade do pai, que quer vê-lo como advogado.

A Espanha surpreendeu em 2012 ao fazer uma releitura de Branca de Neve em versão muda e em preto e branco. O filme foi multipremiado e representou o país na corrida pelo Oscar de melhor filme estrangeiro.

Entre os exemplares do cinema de gênero, Cela 211 é um ótimo filme de suspense, combinando tensão social com incríveis cenas de ação, revelando todo o talento do jovem diretor Daniel Monzón. O filme foi indicado a nada menos que 16 prêmios Goya, o Oscar espanhol, e venceu oito estatuetas, incluindo de melhor filme e melhor ator (Luis Tosar).

Os espanhóis sempre tiveram uma grande tradição no cinema de terror. [REC] foi um grande sucesso na Espanha e no mundo inteiro, mostrando uma reportagem dentro de um prédio repleto de zumbis. Com a boa repercussão, já foram feitas duas sequências desta história.

Outro diretor de talento que despontou no cinema espanhol recentemente foi Juan Antonio Bayona. Com orçamentos reduzidos e muita imaginação, ele dirigiu uma porção de filmes de terror simples e assustadores. O Orfanato é um bom exemplo desta produção.

O cineasta Álex de la Iglesia é um nome singular na Espanha, por conseguir misturar bom humor com cenas trash e assustadoras. O sangrento Crime Ferpeito mostra um romance falso entre dois vendedores de uma loja, que tentam esconder um assassinato.

Já faz décadas que Pedro Almodóvar é considerado um maiores cineastas do cinema espanhol. Tudo Sobre Minha Mãe marca uma guinada em sua carreira, quando ele começa a passar das comédias extravagantes para os dramas mais complexos.

Cría Cuervos é provavelmente um dos filmes mais bonitos da história do cinema espanhol. Esta é a triste história de uma garotinha (Ana Torrent) que deve aprender como funciona a morte após perder o pai. A direção é do mestre Carlos Saura.

Luis Buñuel é um dos maiores mestres do cinema espanhol, tendo dirigido uma porção de filmes ousados, geralmente associando o sexo à religião. No excelente Viridiana, uma noviça tem a sua vida transformada após ser seduzida pelo tio.

Comentários