Copa do Cinema: O melhor do cinema holandês
Hoje, a Holanda entra em campo contra a forte seleção da Espanha, reeditando a final da Copa de 2010. Aqui no AdoroCinema, você relembra alguns dos principais sucessos do cinema holandês!

A Holanda foi representada no festival de Cannes recentemente pelo controverso Borgman, sobre um homem misterioso que consegue se introduzir em uma família e transformar a vida das pessoas. Apesar das boas críticas e do sucesso no país, o filme nunca foi distribuído no circuito comercial brasileiro.

Talvez a última produção 100% holandesa nos cinemas brasileiros tenha sido o road movie Jackie, ironicamente passado nos Estados Unidos, e falado majoritariamente em inglês. O filme é estrelado pelas irmãs Carice Van Houten e Jelka Van Houten, muito populares na Holanda.

Este drama holandês foi destaque em alguns dos festivais mais prestigiosos do mundo, como Berlim e Toronto. Movimento Browniano mostra uma médica que tem casos com alguns de seus pacientes, apesar de ser casada. O filme surpreendeu por não julgar os personagens, retratando o adultério de maneira realista e respeitosa.

A Holanda tem uma grande tradição em filmes de terror, e um bom exemplar do gênero é o assustador A Centopéia Humana. Na trama, um cirurgião demente decide unir os tubos digestivos de pessoas raptadas, colando a boca de um no ânus do outro... É grotesco, nojento e muito original. Com o sucesso, a produção já ganhou duas sequências.

Não é só no Brasil que as comédias populares têm grande sucesso. Uma das maiores bilheterias recentes na Holanda foi a comédia Costa!, adaptada de uma série de televisão de mesmo nome. A trama gira em torno de jovens garotos e garotas se divertindo nas praias espanholas, dançando e namorando. Sem surpresas, a crítica torceu o nariz para o filme, mas o público compareceu aos cinemas em peso.

O sombrio Caráter, de Mike Van Diem, é um dos filmes mais premiados da história do cinema holandês. A trama gira em torno de um filho ignorado pelo pai, que busca descobrir as razões dessa rejeição. O garoto cresce e torna-se um advogado de sucesso, mas logo conhece os mistérios de sua família... Caráter venceu o Oscar e o Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro, além de ser selecionado na Semana da Crítica do festival de Cannes.

Um dos maiores clássicos do cinema holandês é um filme recente, A Excêntrica Família de Antônia, vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro. Combinando comédia e drama, ele mostra a saga de várias gerações em uma família, pelo olhar da forte matriarca.

"Use as escadas. Use as escadas. Pelo amor de Deus, use as escadas!" Com esse slogan hilário, O Elevador Assassino foi um imenso sucesso na Holanda e no mundo. Apesar do baixo orçamento, a história de um elevador que mata os seus passageiros foi um fenômeno no festival de Cannes e ganhou distribuição mundial pela Warner Bros.

Talvez o maior sucesso de bilheteria da história do cinema holandês seja o divertido e erótico Louca Paixão, sobre uma intensa relação entre um homem mais velho e uma jovem garota. A direção é do cineasta mais conhecido do país: Paul Verhoeven, que depois se mudou para os Estados Unidos e fez clássicos como Robocop (1987) e Instinto Selvagem (1992).

O ingênuo Fanfare conquistou uma das maiores bilheterias do cinema holandês. A comédia sobre duas pequenas fanfarras inimigas foi a primeira ficção dirigida pelo aclamado documentarista Bert Haanstra.

Comentários

  • Barbara Martins

    Nossa, achei SUPER legal conhecer um pouco do cinema holandês, com o qual quase não tenho contato.