Meu AdoroCinema
    Roberto Rossellini
    facebookTweet
    Atividades Diretor, Roteirista, Produtor mais
    Nacionalidade Italiano
    Nascimento 7 de maio de 1906 (Roma, Itália)
    Morte 4 de junho de 1977 aos 71 anos de idade
    74
    anos de carreira
    16
    filmes e séries lançados

    Biografia

    - Foi casado com a atriz Ingrid Bergman, entre 1950 e 1957.- Pai da atriz Isabella Rossellini.

    Filmografia

    Eu Sou Ingrid Bergman
    Eu Sou Ingrid Bergman
    25 de dezembro de 2015
    Bergman & Magnani: The War of Volcanoes
    Bergman & Magnani: The War of Volcanoes
    Data de lançamento desconhecida
    Banho de Sangue
    Banho de Sangue
    1 de janeiro de 1971
    Rogopag – Relações Humanas
    Rogopag – Relações Humanas
    Data de lançamento desconhecida
    Tempo de Guerra
    Tempo de Guerra
    Data de lançamento desconhecida
    Índia: Matri Bhumi
    Índia: Matri Bhumi
    1 de janeiro de 1960
    O Medo
    O Medo
    1 de janeiro de 1955
    Romance Na Itália
    Romance Na Itália
    1 de janeiro de 1955
    Toda a filmografia

    Foto

    Notícias

    Mostra de cinema fará retrospectiva de Luchino Visconti, diretor de Morte em Veneza
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018
    Comentários
    • Rafael Vespasiano
      Santo Agostinho é uma cinebiografia que o diretor Roberto Rossellini fez para a TV italiana, como parte de um projeto de várias cinebiografias de personalidades/intelectuais históricas. Santo Agosinho é apenas um filme razoável, que beira o puro didatismo. Não condiz com seus outros grandes trabalhos.
    • Rafael Vespasiano
      Francisco, Arauto de Deus:"Francisco, Arauto de Deus", de 1950, é uma pequena obra-prima do gênio italiano Roberto Rossellini. Considerado pela própria Igreja Católica, um dos melhores filmes religiosos de todos os tempos, junto com "O Evangelho Segundo São Mateus", do também italiano, Pier Paolo Pasolini. Rossellini dos ótimos, "Roma, Cidade Aberta", "Stromboli", "Viagem à Itália", "Paisà", "O Messias de Rossellini", entre outros, fez de "Francisco, Arauto de Deus", um trabalho simples, mas comovente e cativante sobre a vida de São Francisco, utilizando atores não profissionais, característica do estilo que o próprio Rossellini idealizou chamado "Neo-Realismo". Ótimo filme! NOTA: 8,0.
    Mostrar comentários
    Back to Top