Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Vikings: Fim da série mostra o legado de Ragnar em seus filhos
    Por Amanda Brandão — 18 de jan. de 2021 às 12:27
    facebook Tweet

    O último episódio revela que Ivar, Björn, Ubbe e Hvitserk possuem características de Ragnar.

    Cuidado, se você não está em dia com Vikings, esta matéria contém spoilers da série.

    Como prometido, Vikings trouxe seu final no 20º episódio da 6ª temporada. Cheio de emoções e com o retorno de um personagem importante para toda a trama ao longo da produção, o final provou que Ragnar (Travis Fimmel) não morreu.

    Vikings: O que assistir após o fim da série?

    Isso porque o icônico viking esteve presente durante todos os episódios mesmo após a sua morte, na 4ª temporada. Como o criador Michael Hirst mesmo disse, o personagem continuou vivo nos diálogos e na memória da série - e agora na característica de cada filho.

    Por isso, o encerramento de Vikings não poderia ser diferente se não com menção ao legado de Ragnar. O que acontece é que isso não foi feito de maneira clara mas sim por meio de atitudes e decisões de seus filhos Björn (Alexander Ludwig), Ivar (Alex Høgh Andersen), Hvitiserk (Marco Ilsø) e Ubbe (Jordan Patrick Smith).

    Confira, a seguir, as características que cada filho de Ragnar levou de seu pai, provando o seu legado e importância para a série.

    Hvitiserk - o dilema com a fé

    No fim da sexta temporada de Vikings, a série mostrou que, assim como seu pai, Hvitiserk enfrentou o dilema com a fé. Ao longo da última leva de episódios, o personagem é visto em diversas situações questionáveis e se penalizando por seus erros - exatamente como Ragnar. Por muitas vezes foi possível ver seu pai em dúvida entre a religião viking e o catolicismo, apresentado a ele por Athelstan (George Blagden), o que era imperdoável dentre os vikings. No último episódio, portanto, vemos seu filho Hvitiserk se entregando à fé católica e levando consigo um traço de seu pai. 

    Ivar - obsessão pelo combate

    Não é à toa que Ragnar é considerado icônico, o maior guerreiro dos vikings: ele estava sempre com sede de batalha. Por quatro temporadas, vemos o personagem em diversas guerras ao lado dos vikings, seja para vencer ou perder, sendo que algumas delas era provocadas pelo próprio. E foi exatamente esse o legado que ele deixou para o seu filho, Ivar, que tem obsessão pelo combate. Como é visto na última temporada, Ivar planejou diversas guerras e até mesmo a sua morte é justamente durante uma batalha, assim como ele e seu pai sonhavam - morrer lutando pelo seu povo.

    Ubbe - vontade de explorar

    Ragnar sempre comentava o seu desejo de explorar ainda mais o globo terrestre, já que ele acreditava que exisitiam outras terras para além das europeias. Apesar de ter descoberto outros povos fora de Kattegat, foi Ubbe quem conseguiu chegar até a América na última temporada. O personagem saiu de sua terra natal em busca de novas oportunidades e de Floki (Gustaf Skarsgård), e foi lá que ele finalmente encontrou aquilo que seu pai sempre insistiu que existia - novas terras, culturas e povos. Com Ubbe, Ragnar permaneceu vivo em sua vontade de explorar.

    Björn - desejo de governar

    Desde o primeiro episódio de Vikings, Ragnar já mostrava o seu desejo e talento para governar o povo de Kattegat. Não tem como negar que, de todos os filhos, o mais semelhante em relação à este aspecto é Björn, que nas últimas temporadas demonstrava vontade de ter o mesmo cargo que seu pai, como Rei de Kattegat. Fora isso, também pode-se relacionar a devoção do personagem à sua terra natal, sempre retornando e permanecendo ao lado de seu povo, assim como Ragnar. Ambos os vikings tinham em si o sonho de tornarem-se inesquecíveis, o que foi realizado com sucesso na série.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top