Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Killing Eve: Quem são os Doze?
    Por Paola Piola — 27 de ago. de 2020 às 16:50
    facebook Tweet

    O grupo secreto que contrata Villanelle e está por trás de diversas mortes na série ainda é uma incógnita para os fãs.

    Killing Eve vem nos prendendo há três temporadas com o jogo de gato e rato de Eve (Sandra Oh) e Villanelle (Jodie Comer), mas sabemos que existe algo por trás que pode ser essencial para entender a história e a motivação de alguns personagens: os Doze, organização secreta que se comunica com Villanelle por meio de cartões-postais para informar quem será a próxima vítima. Não sabemos muito sobre quem são e o que fazem, mas resolvemos juntar algumas peças para tirar as dúvidas existentes sobre a série que estreou a 3ª temporada este mês no Globoplay.

    Killing Eve: 5 motivos para ver a série do Globoplay

    Quem são os Doze?

    "Os Doze" é uma organização misteriosa que contrata assassinos ao redor do mundo e para qual Villanelle trabalha. Apesar de não sabermos ao certo se são 12 pessoas, empresas ou o que, somos levados a crer que pode ser um conselho de 12 pessoas que têm influência na política e em organizações e não medem esforços para eliminar quem atrapalha seu caminho. E com alguma conexão grande com a Rússia, provavelmente.

    Killing Eve: As inspirações para Villanelle, a serial killer mais carismática da TV

    Quem trabalha para os Doze?

    Possivelmente, mais pessoas do que sabemos, já que nem todo "funcionário" sabe para quem trabalha, a exemplo de Villanelle na primeira temporada. Mas, até o momento, temos entre os assassinos de aluguel: Villanelle, Nadia (morta), Diego (morto) e Rhian (morto). Como conselheiros, fomos apresentados a: Konstantin (Kim Bodnia), Raymond (morto), Anton (morto) e Dasha (morta), conselheira/treinadora de Villanelle. Na 3ª temporada, conhecemos Paul (morto) e Hélène (Camille Cottin), que parecem ter cargos mais altos na corporação, inclusive sendo a francesa a responsável a anunciar para a russa que agora ela é uma "Keeper", ou seja, Villanelle pararia de matar para se dedicar a trabalhos de "gestão". Entretanto, não conhecemos mais ninguém nessa função. Além disso, temos Sergei, o contador morto nesta última temporada. 

    Quem está roubando o dinheiro dos Doze?

    No início da 3ª temporada, Sergei confessa a Konstantin que alguém roubou seis milhões de euros de uma conta dos Doze. Para amarrar essa história precisamos voltar um pouco para a primeira temporada de Killing Eve. Uma das primeiras vítimas de Villanelle foi Panda, um oficial de inteligência chinês morto por estar atrás de Frank Haleton (Darren Boyd), chefe de Eve no MI5. Frank era agente duplo para os Doze, sendo pago por uma conta nas Ilhas Cayman, já que ele precisava do dinheiro para o tratamento de câncer da esposa e a escola dos filhos em troca de informar o que acontecia no MI5.

    Depois de Frank morrer nas mãos de Villanelle no fim da temporada, a tal conta fica inativa. Até Kenny (Sean Delaney) descobrir - no início da parte 3 - que ela voltou a funcionar meses antes, com 6 milhões de euros transferidos para uma conta em Geneva. Quem poderia estar roubando? De acordo com Paul (Steve Pemberton), é Konstantin, o que faria sentido já que ele pretende se aposentar em Cuba, e essa poderia ser uma motivação para a morte de Kenny, já que aquela desculpa de que ele estava no escritório para oferecer uma vaga nos Doze ao menino não cola muito. Mas, teorias na internet também apontam para Dasha (Harriet Walter) ou até Carolyn (Fiona Shaw) como as possíveis ladras. 

    Esperamos que a 4ª temporada de Killing Eve, ainda sem data de estreia confirmada, nos dê mais informações sobre a organização e quais são suas motivações.

    Killing Eve: As perguntas que ficaram para a 4ª temporada

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top