Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Vis a Vis: Por que quem viu La Casa de Papel precisa assistir?
    Por Katiúscia Vianna — 20 de abr. de 2020 às 14:36
    facebook Tweet

    Fã de Nairóbi também deve ser fã de Saray!

    Se tem duas séries que sempre surgem nas recomendações da Netflix, são La Casa de Papel e Vis a Vis. Não é a toa, afinal são dois fenômenos de popularidade nas redes sociais, e fazem parte do grupo de bem-sucedidas tramas espanholas da plataforma. Mas você acompanha somente as aventuras do Professor (Alvaro Morte) e não está sabendo nada sobre a jornada de Macarena Ferreiro (Maggie Civantos)?

    Bem, o AdoroCinema surge com uma lista de motivos para fazer qualquer fã de La Casa de Papel se apaixonar por Vis a Vis:

    La Casa de Papel e Vis a Vis compartilham o mesmo criador

    Sabe quando já criam expectativa ao redor de uma série, somente porque ela é projeto de algum produtor famoso, como Ryan Murphy ou Shonda Rhimes? O mesmo acontece nesse caso, já que Álex Pina é o responsável por ambos os sucessos espanhóis da Netflix. Vis a Vis também tem Esther Martínez Lobato como criadora, moça que ainda asina alguns episódios de La Casa de Papel.

    Najwa Nimri em Vis a Vis e La Casa de Papel
    Nairóbi e Inspetora Sierra são amigas na prisão

    Mais do que um criador, La Casa de Papel e Vis a Vis compartilham dois nomes em seu elenco. Intérprete da queridinha Nairóbi, Alba Flores também é a cigana Saray Vargas, enquanto Najwa Nimri vive Zulema, a mais perigosa detenta da penitenciária feminina Cruz del Sur — bem diferente da inspetora Alicia Sierra em LCDP. Quer um bônus? A primeira temporada de Vis a Vis conta com participação de Belen Cuesta, a Manila da trupe do Professor.

    Conheça a carreira de Alba Flores, a Nairóbi em La Casa de Papel

    Misturas de drama e ação contém algumas semelhanças

    Se você parar e analisar, ambos os programas possuem algumas características em comum, fazendo uma conquistar o público da outra. Para começar, elas acompanham momentos de tensão em ambientes fechados, seja o Banco da Moeda ou um presídio. Aliás, as duas ocasiões também exigem vestimentas especiais, vide o macacão vermelho do grupo de bandidos de LCDP ou o uniforme amarelo das detentas de Vis a Vis. Dramas com toques de ação, essas séries também se destacam por trazer personagens femininas complexas e empoderadas no centro de sua narrativa, investindo na representatividade e no girl power.

    Após quatro temporadas, Vis a Vis vai ganhar um spin-off em El Oasis - já viu o trailer? Por sua vez, La Casa de Papel encerrou sua quarta parte e deve ser renovada por mais um ano. Confira nossa crítica.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top