Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Insatiable é cancelada após 2ª temporada
    Por Ygor Palopoli — 14 de fev. de 2020 às 15:02
    facebook Tweet

    A fome acabou.

    Se você faz parte do time de pessoas que era contra a polêmica exibição de Insatiable, as notícias são boas: o cancelamento da série acaba de ser confirmada pelo TV Line. Estrelada por Debby Ryan, a comédia já havia sido atacada por internautas que a acusaram de gordofobia, incitação a ridicularização de pessoas obesas e bullying. 

    Anteriormente, a atriz Alyssa Milano já havia ido ao Twitter para responder um internauta, dizendo que o programa não voltaria para sua terceira parte: "não estaremos retornando, infelizmente", disse ela em menção a um tweet questionando se ainda seria possível vê-la novamente atuando em Insatiable

    Na trama, Debby interpretava Patty, uma adolescente acima do peso que após um incidente com um morador de rua é internada e obrigada a ficar sem comer por meses, conseguindo finalmente emagrecer. Rapidamente, a menina junta-se ao advogado Bob (Dallas Roberts) para começar um treinamento como miss e poder se vingar de todos que zombaram de sua aparência.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Leone Braga Frauches
      mentalidade de gente horrorosa que não se cuida
    • Leone Braga Frauches
      Não há nada bonito em ser obeso.
    • Fernando
      a primeira temporada achei interessante o tema, não gostei do desfecho final e a segunda temporada se tornou um desastre, uma mistura de dexter com comédia, como conseguiram estragar a série, acho que deveria fazer um último episodio explicando o futuro da Regina e os personagens principais, a Patty vai pra cadeia? o Bob consegue provar inocência? A primeira temporada dou nota 7, a segunda temporada 3.5
    • Leo Mendes
      Boa notícia. Espero que os envolvidos (principalmente da parte técnica) se mantenham empregados em outras produções. O cancelamento dessa série reflete uma nova mentalidade onde não se tolera mais esse discurso fácil de que para ser feliz é preciso estar dentro de certos padrões de beleza. A audiência já não compra isso com tanta facilidade e os roteiristas precisam cavar mais fundo se quiserem lidar com esse tema. A militância cumpriu bem o seu papel de mostrar que certos clichês não funcionam mais . . .
    • Henrique Araújo
      A série que militava contra padrões de beleza mais que a própria militância
    Mostrar comentários
    Back to Top