Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Bandidos na TV: Crítica da 1ª temporada
    Por Katiúscia Vianna — 06/06/2019 às 09:09
    facebook Tweet

    Série documental da Netflix relembra os tempos de Linha Direta ao contar a polêmica história de Wallace Souza.

    Nota: 3,5/5,0

    Um apresentador que mata por audiência. Tal premissa já é o suficiente para despertar a curiosidade de qualquer um. Principalmente por ser uma história real. Nova série documental da Netflix, Bandidos na TV tenta desvendar os segredos de Wallace Souza, figura artística e política extremamente popular em Manaus, acusado de ser líder de um brutal grupo criminoso.

    Logo no primeiro episódio, fica clara a figura de Wallace, até mesmo para aqueles que não são familiarizados com a história. Ex-policial, ele comandava o Canal Livre, atração que misturava denúncias com performances musicais, pedidos de espectadores e outros diversos quadros presentes, até hoje, em programas dominicais. Seu apresentador tenta ser uma mistura de Ratinho com Wagner Montes, muito falante e de postura firme, se colocando como representante do povo.

    Com produção quase amadora, o apelo popular do Bandidos na TV ganha força por sua cobertura policial, se destacando por sempre ser a primeira equipe jornalística a chegar aos locais dos crimes. E por não ter medo de expor corpos, sangue e a brutalidade de cada caso. Logo, o programa se tornou fenômeno de audiência, atingindo o primeiro lugar e levando seu apresentador para cargos políticos. O problema surge quando Wallace é acusado de ser o mandante de diversos assassinatos registrados em seu programa, incriminando ou eliminando traficantes rivais para expandir a influência de seu próprio grupo criminoso. Ou seja, basicamente explodiu uma bomba na sociedade amazonense.

    O que se sucede é uma série de investigações e reviravoltas dignas de novela mexicana, enquanto o deputado mantém um discurso de inocência, afirmando que tudo não passa de uma armação provocados por inimigos políticos. Do outro lado, uma força-tarefa policial começa a investigar a denúncia, tentando conectá-lo (e seu filho) com chocantes crimes. Mas o interessante é perceber que isso surge apenas como o pontapé inicial. Não é a toa que todo o caso já é, basicamente, apresentado em seu piloto, pois a culpa de Souza não é a única dúvida jogada ao público. Ao longo dos episódios, uma crítica sobre o poder da mídia e quais devem ser os limites das autoridades em busca de justiça retratam como nem tudo é preto ou branco. É o meio cinza e granulado que deve ser observado, num mundo onde humanos podem ser exaltados como salvadores, mesmo sendo cheio de defeitos.

    Para endosar ambos os lados, o documentário apresenta depoimentos de muitos envolvidos na história, sempre tentando inseri-los da maneira mais interessante para a narrativa, colocando imagens num recurso além das palavras. Familiares de Wallace argumentam contra os agentes responsáveis pela inspeção e os dois lados seguem travando uma batalha de anos. Ao mesmo tempo, jornalistas que cobriram o caso também opinam, intercalados com representações dramáticas com acontecimentos. Se as entrevistas podem até ficar repetitivas, é tal dramatização frequente que distrai o espectador.

    A história contada é realmente intrigante (e muitas vezes absurda) e, justamente por isso, não precisa de tantos artifícios para exaltar suas surpresas. Se as cenas recriadas até ajudam a ilustrar a narrativa, o uso de trilha sonora exagerada (com direitos a batidas de coração!) e edições dramáticas e bruscas trazem um teor artificial demais. Afinal, trata-se de uma história real, mas é apresentada num estilo semelhante ao antigo Linha Direta. Ou seja, não agrada todos os gostos.

    Por outro lado, é inegável o extenso trabalho de pesquisa do premiado diretor Daniel Bogado. Seu catálogo de imagens de arquivo transita entre diversas edições do Canal Livre até os jornais que cobriram o 'caso Wallace' na época. Um trabalho que fica mais detalhado ao perceber o grande número de entrevistados. Já o destaque mesmo é o uso de discursos do deputado em cada tópico. O cineasta consegue relacionar diferentes falas e momentos registrados de seu objeto em questão, espalhando-os por toda a narrativa retratada, sem perder qualidade ou imediatismo. É o suficiente para imaginar como foi o processo trabalhoso de Bogado, na frente de uma tela, assistindo dezenas de horas de monólogos de Souza.

    Para aqueles apaixonados por absurdas histórias policiais, Bandidos na TV é um prato cheio. Mas se o Canal Livre tinha uma camada superficial e sensacionalista, é preciso destruir os recursos artificiais da nova série documental para enxergar sua verdadeira crítica. Não basta escolher um lado. É preciso aceitar os erros de todos e pensar como podemos ser melhores indivíduos daqui em diante.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Daniel N.
      Muito forte, muito intensa... ao mesmo tempo que havia apontamentos de atitudes milicianas, as provas robustas são de inocentar o então deputado: Parlamentares que concordam que não há provas mas se rendem à repercussão do Fantástico, uma Força Tarefa que, até quando sabendo que estava sendo filmada, agia com tortura psicológica... o cara não era bonzinho, mas não se compara com o demônio que pintavam... num exercício de empatia, chega a dar aperto no peito de dó do massacre.
    • Célio Oliveira
      Não é muito minha praia este tipo de série, mas Bandidos na TV conseguiu me prender até o fim, principalmente por mostrar as duas versões ao mesmo tempo, fazendo o telespectador se questionar constantemente se Wallace Souza era culpado ou inocente.Me baseando somente no que foi relatado na série, acredito que Wallace Souza era culpado, e ao mesmo tempo sofreu perseguição política. Creio na culpabilidade dele como miliciano, pois era ex policial e viu seu irmão perder a vida decorrente do vício em drogas, e ao começar a trabalhar na TV cobrindo crimes, acabou conciliando o seu poder e influencia adquirido para dar fim na vida de traficantes e bandidos em geral. As provas me pareceram contundentes com relação a participação da família com a milicia. Armas e balas encontradas no quarto do Rafael, lista de traficantes mortos, fotos de encontros do Wallace com Moa e F. do 40, telefonemas, etc.Mas ao se tornar deputado e bater de frente contra políticos corruptos, chefes de tráfico e facções, rede de pedofilia, etc. seus adversários políticos se aproveitaram de seus crimes como miliciano para frear o seu crescimento político, acabando com sua credibilidade e de toda sua família, isso se torna ainda mais evidente quando se é constatado que a força tarefa foi criada pelo até então governador Eduardo Braga, que era rival político declarado de Wallace. Outro ponto intrigante é que muitas das testemunhas alternavam suas versões, como se estivessem sendo forçadas pela força tarefa a entregar algo incriminatório do Wallace (algumas até afirmam que estavam sendo coagidas).Enfim, acho que a intenção central da força tarefa não era acabar com um chefe de tráfico de Manaus, mas frear o crescimento e poder de um deputado, que ao mesmo tempo tinha culpa no cartório. Tanto é que após o fim de seu caso, as facções tomam conta de toda região com aqueles assassinatos brutais nos presídios.
    Mostrar comentários
    Siga o AdoroCinema
    Séries mais esperadas
    Love, Victor
    1
    Love, Victor
    Elenco: Michael Cimino (II), Ana Ortiz, Nick Robinson
    Comédia, Drama
    Estreia
    19 de junho de 2020 em Hulu
    Todos os vídeos
    Reality Z
    2
    Reality Z
    Elenco: Sabrina Sato, Guilherme Weber, Emílio de Mello
    Comédia, Terror
    Estreia
    10 de junho de 2020 em Netflix
    Perry Mason (2020)
    3
    Perry Mason (2020)
    Elenco: Matthew Rhys, John Lithgow, Juliet Rylance
    Drama, Crime
    Estreia
    21 de junho de 2020 em HBO
    Todos os vídeos
    Adventure Time: Distant Lands
    4
    Adventure Time: Distant Lands
    Elenco: Jeremy Shada, John DiMaggio, Hynden Walch
    Aventura, Animação
    Estreia
    25 de junho de 2020 em HBO Max
    Novas séries mais esperadas
    Últimas notícias de séries
    Control Z: 5 curiosidades sobre Zión Moreno
    NOTÍCIAS - Personalidades
    sexta-feira, 29 de maio de 2020
    Control Z: 5 curiosidades sobre Zión Moreno
    Crítica: Em Defesa de Jacob, da AppleTV+, se apoia no mistério e no peso da dúvida
    NOTÍCIAS - Produção
    sexta-feira, 29 de maio de 2020
    Crítica: Em Defesa de Jacob, da AppleTV+, se apoia no mistério e no peso da dúvida
    The 100: Série ganha novas imagens da 7ª temporada
    NOTÍCIAS - Produção
    sexta-feira, 29 de maio de 2020
    The 100: Série ganha novas imagens da 7ª temporada
    13 Reasons Why: Hannah Baker deve aparecer na 4ª temporada?
    NOTÍCIAS - Visto na web
    sexta-feira, 29 de maio de 2020
    13 Reasons Why: Hannah Baker deve aparecer na 4ª temporada?
    Expresso do Amanhã: De onde você conhece Daveed Diggs?
    NOTÍCIAS - Personalidades
    sexta-feira, 29 de maio de 2020
    Expresso do Amanhã: De onde você conhece Daveed Diggs?
    Control Z: Netflix renova série para a 2ª temporada
    NOTÍCIAS - Negócios
    sexta-feira, 29 de maio de 2020
    Control Z: Netflix renova série para a 2ª temporada
    Notícias de séries
    Back to Top