Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    The Walking Dead S09E12: Os sanguinários e impiedosos Sussurradores
    Por Vitória Pratini — 4 de mar. de 2019 às 19:11
    facebook Tweet

    Leia a nossa crítica de "Guardians", 12º episódio da 9ª temporada.

    AMC

    ATENÇÃO! Contém spoilers do episódio 12 da 9ª temporada de The Walking Dead, "Guardians".

    Seguindo a passos lentos, The Walking Dead está apresentando um pouquinho a cada episódio o modo de vida de seus novos vilões, os Sussurradores. Descrentes de uma sociedade tradicional, eles vivem como nômades e temem sua Alfa, tal como em uma matilha. Para ter suas reclamações ouvidas, só desafiando a líder — como acontece em "Guardians", em uma cena perturbadora e necessária para escancarar a personalidade (se não estava evidente) de Alfa.

    Ainda que traga ares introdutórios, a série tem sido bem sucedida em inspirar temor e terror, tal como nas primeiras temporadas. Samantha Morton tem feito um bom trabalho como a impiedosa Alfa, fria até mesmo com sua própria filha; enquanto Ryan Hurst apresentou um Beta bastante temível e racional. Destaque para a cena em que Beta retira o rosto de um zumbi para fazer uma máscara, e para a sequência em que Alfa, com o apoio dele, mata dois dos membros do seu grupo por tê-la desafiado (um deles degolado!). A cena arrepiante e sanguinária pode ser comparada com o terror de Negan matando com sua Lucille — claro que o impacto teria sido maior se ao menos tivéssemos criado alguma conexão com os Sussurradores mortos.

    AMC

    Enquanto a liderança dos vilões foi um destaque positivo do episódio, não se pode dizer o mesmo do arco de Henry (Matthew Lintz). Em uma decisão tanto corajosa quanto estúpida, o rapaz resolve se infiltrar entre os Sussurradores para salvar Lydia (Cassady McClincy), com quem criou uma forte conexão, honrando o legado de Carl dos quadrinhos. Como se isso não fosse o bastante, quando ele é resgatado por Daryl (Norman Reedus) e Connie (Lauren Ridloff), insiste em levar a menina junto. Enquanto isso é uma premissa para o episódio seguinte, não deixa de ser uma escolha burra, tomada por impulso. Além disso, TWD perdeu a chance de aproveitar a deficiência de Connie como um benefício quando eles se disfarçam de Sussurradores, frente à sequência visualmente interessante envolvendo a personagem no capítulo anterior. Isso porque os sons certamente são uma distração e/ou dificuldade quando se usa uma máscara no escuro. Destaque para o "Cão", que segue sendo um dos personagens mais carismáticos da série.

    AMC

    Por outro lado, Alexandria voltou a aparecer na produção, após vários episódios centrados em Hilltop e no Reino. Enquanto Michonne (Danai Gurira) segue com regras rígidas quanto à segurança da comunidade, apoiada por Aaron (Ross Marquand) — que agora é pai da pré-adolescente Gracie (que era membro dos Salvadores e foi adotada pelo rapaz, lembra?).

    O arco insiste em jogar Michonne, uma das mais sensatas da situação, contra os demais personagens acerca da feira que unirá todas as comunidades, a fim de ajudar o Reino, que está praticamente caindo aos pedaços. Afinal, como disse Siddiq: "o que significa para Alexandria sobreviver se o Reino cair?". Como se só Michonne e Aaron pensassem sobre a iminente ameaça dos recém-descobertos Sussurradores.

    Gurira protagoniza, ainda, ótimas cenas ao lado de Negan (Jeffrey Dean Morgan) — sobre um líder dar conselhos a outro — e Judith. A menina tem ótimas tiradas, que são executadas com perfeição pela pequena Cailey Fleming, mais uma vez surpreendente. Desafiando sua mãe, ela levanta o questionamento que parece dar malha para o restante da temporada: as pessoas podem mudar?

    AMC

    Um ponto negativo do episódio, no entanto, foi focar no triângulo amoroso — ou melhor, quarteto — entre Rosita (Christian Serratos), Padre Gabriel (Seth Gilliam), Siddiq (Avi Nash) e Eugene (Josh McDermitt). Nenhum dos personagens é carismático ou interessante o suficiente para carregar um arco como este nas costas, ainda que seja uma temática quase novelesca. A conversa artificial entre Gabriel e Eugene causa estranhamento no público, ao invés de conexão. Além do mais, é difícil ver qualquer um deles, com exceção talvez de Siddiq, como um par adequado para a personagem de Serratos. O foco, quase emocional, em cada um deles (os novos veteranos da série, com as saídas de Rick e Maggie), parece servir como uma premissa futura, que causará impacto quando a guerra com os Sussurradores estourar.

    Os novos episódios da 9ª temporada de The Walking Dead são exibidos todos os domingos, às 23h30 nos canais Fox e Fox Premium.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • blmmg
      Destaque para o Cão, que segue sendo um dos personagens mais carismáticos da série.kkkk o cão mau aparece
    Mostrar comentários
    Back to Top