Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Amigo de Aluguel: Primeiras impressões da 2ª temporada
    Por Bruno Carmelo — 2 de mar. de 2019 às 08:10
    facebook Tweet

    O quarteto continua engraçado como nunca.

    Divulgação

    Quando estreou, em 2017, Amigo de Aluguel foi uma grata surpresa entre as produções nacionais da TV paga.

    A comédia brasileira da O2 Filmes, exibida no Universal TV, reuniu alguns dos maiores talentos para comédia (Felipe Abib, Luciana Paes, Thiago Amaral, Christiana Ubach) com participações especiais de alto nível e uma premissa bastante original: acompanhar a vida de um ator frustrado, contratado para interpretar personagens reais e consertar as vidas alheias, enquanto a sua própria vida está uma bagunça.

    Dia 3 de março, a segunda temporada chega ao ar, e a imprensa foi convidada a assistir aos dois primeiros episódios: "O Padre", em que Fred interpreta um padre católico responsável por realizar um batismo de fachada, e "Indiana Jones", no qual ele encarna o "tio de aluguel" para uma garotinha cuja mãe está ocupada demais para acompanhá-la numa gincana infantil.

    Divulgação

    Como de costume, os melhores momentos da série ocorrem nas peripécias de Fred exagerando na criação dos personagens e improvisando muito além do necessário. As cenas com o falso padre criando um "batismo VIP" enquanto envolve Sara (Luciana Paes) na confusão são hilárias, e o elenco de apoio, com destaque para Micheli Machado, está excelente. A série ainda se beneficia pelo aspecto lúdico de fazer os personagens acreditarem numa farsa evidente.

    Ao mesmo tempo, é bom ver outros personagens se desenvolvendo um pouco, ao exemplo da ex-esposa de Fred, Carla (Júlia Ianina), que ganha espaço para manifestar sua frustração profissional. Jun Ho (Thiago Amaral) e Angelina (Christiana Ubach) são personagens promissores, interpretados por atores com recursos de sobra para transitar entre o drama e o humor, no entanto os amigos de Fred ainda são subaproveitados dentro da trama.

    A relação entre Fred e o filho se desenvolve, evitando a ideia de repetição da temporada anterior, mas as agradáveis coincidências de cada episódio - os personagens interpretados pelo protagonista sempre têm relação direta com as atividades do filho - poderiam se desdobrar em dinâmicas diferentes. Os dois primeiros episódios reafirmam o grande potencial da série, que poderia se desenvolver bastante caso ganhasse espaço para novas temporadas.

    Divulgação

    Na coletiva de imprensa, a criadora e roteirista da série, Josefina Trotta, resumiu muito bem a trajetória de Fred: "Ele é o seu próprio empecilho. Ele tenta mudar o tempo todo, mas sempre fracassa, o que faz dele ainda mais encantador". Thiago Amaral completa, elogiando a série por seu "grau de sofisticação": "Não tem jargões, não é uma comédia escrachada. A graça vem das situações, da tomada de câmera. É algo leve".

    Para Dainara Toffoli, também criadora, roteirista e diretora, Amigo de Aluguel se destaca por ser uma rara comédia procedural, com episódios independentes, cenários novos e a possibilidade de trazer atores diferentes a cada semana. Resta torcer para que a Universal TV continue investindo nessa série e apoiando o humor nacional de qualidade.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top