Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Festival de Brasília 2018: Série Impuros aborda a guerra entre policiais e traficantes no Rio de Janeiro (Primeiras impressões)
    Por Bruno Carmelo — 21 de set. de 2018 às 17:30
    facebook Tweet

    Um olhar ao mundo cão da marginalidade carioca.

    Impuros 1ª Temporada Teaser

    O espectador deve estar acostumado aos filmes e séries em que os policiais perseguem jovens traficantes pelas ruas estreitas das favelas, num tiroteio frenético. No primeiro episódio da série Impuros, exibido no 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, a situação se inverte: é o traficante que caça o policial dentro de uma comunidade.

    O projeto, dirigido por Tomás Portella (Operações Especiais) e René Sampaio (Faroeste Caboclo), apresenta a vida de Evandro (Raphael Logam), jovem que sonha em conseguir um bom emprego e sair do local onde vive. Mas ele é forçado a entrar no exército, o que muda os seus planos. Para complicar a situação, o irmão traficante é assassinado por policiais. Em busca de vingança, Evandro entra para o mundo do tráfico e compra briga com os policiais corruptos.

    O episódio se concentra na história de origem do protagonista, por isso ainda não desenvolve personagens centrais interpretados por Rui Ricardo DiazFernanda Machado e Leandro Firmino. O pontapé inicial explora o imaginário da criminalidade não muito distinto de NarcosCidade de Deus ou Tropa de Elite. O ambiente é semelhante: guerras de vingança ou disputas de território, muitos tiroteios, perseguições, e mulheres transformadas em meras coadjuvantes, no caso, as mães ou namoradas dos protagonistas - pelo menos neste trecho inicial. A câmera na mão e a edição fragmentada ampliam a sensação de urgência.

    Apesar da fala de Portella ao público, elogiando a possibilidade de contar uma história sem maniqueísmo, é difícil não ver a vilania fácil de personagens como um jovem burguês, um militar que dispensa o irmão de Evandro do exército ("A gente não gosta de vagabundo nem marginal"), e principalmente o líder dos policiais corruptos, numa forte cena de confronto com a mãe de Evandro (a ótima Cyria Coentro).

    Por colocar a entrada no tráfico como ponto de ruptura para a história, Impuros deve mudar bastante nos episódios seguintes, concentrando-se em personagens diferentes e conflitos novos. De qualquer modo, a série da Fox vai precisar apresentar elementos mais originais caso queira se distinguir de tantos projetos sobre honra e vingança nas favelas.

    Impuros estreia na Fox Premium dia 19 de outubro.

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top