Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Emmy 2018: Surpresas e esnobados da lista de indicações
    Por Laysa Zanetti — 12 de jul. de 2018 às 13:50
    facebook Tweet

    Chegou a hora de reclamar!

    A lista mais aguardada, mais polêmica e mais querida e odiada entre os espectadores de séries de TV está no ar. A Academia de Artes e Ciências Televisivas divulgou os indicados ao 70º Emmy Awards, e enquanto você pode conferir a lista completa aqui, também pontuamos as maiores surpresas — positivas e negativas.

    Esnobadas

    The Good Place: A comédia da NBC produzida por Mike Schur e protagonizada por Kristen Bell mais uma vez ficou de fora da premiação mais badalada da TV, apesar do favoritismo da crítica. A série recebeu duas indicações nas categorias de atuação (para Ted DansonMaya Rudolph como atriz convidada), mas ficou de fora das categorias principais.

    Insecure: A série da HBO produzida e protagonizada por Issa Rae foi indicada fotografia e melhor atriz, mas ficou de fora da categoria de melhor comédia. Uma pena, sobretudo dada a excelência da segunda temporada.

    One Day at a Time: Para não dizer que a série foi completamente esnobada, a ótima comédia da Netflix recebeu uma indicação em montagem.

    Better Things: A série do canal FX recebeu uma indicação para sua protagonista (e criadora) Pamela Adlon, mas parou por aí, uma esnobada completa em roteiro e direção.

    Dear White People: Apesar de ser uma franca querida do público e da crítica, Dear White People ficou completamente de fora das indicações.

    Killing Eve: Ótima surpresa do ano, a série Killing Eve recebeu lá suas duas indicações, para Sandra Oh como melhor atriz (drama) e em melhor roteiro. No entanto, a quantidade de elogios que ela veio ganhando ao longo dos últimos meses pedia que houvesse sido lembrada também em outras categorias maiores.

    Twin Peaks: O Retorno: Não que tenha sido completamente esquecida. A terceira temporada de Twin Peaks levou 9 indicações em categorias técnicas, contando direção e roteiro em série limitada. Entretanto, dada a sua natural relevância, é no mínimo estranho que não tenha sido nomeada em 'melhor série limitada'. E olha que a lista de indicados na categoria não está tão incrível assim.

    Jodie Comer: Grande parte dos elogios recebidos por Killing Eve têm destino certo. Comer interpreta a antagonista Villanelle, e a transforma em uma personagem perturbadora e carismática. A sua ausência entre as indicadas a melhor coadjuvante é uma grande falta.

    Kyle MacLachlan: O astro da terceira temporada de Twin Peaks, Kyle MacLachlan não interpretou apenas um, mas três personagens em O Retorno. Icônico como sempre, a sua não indicação é uma surpresa muito negativa. 

    Emilia Clarke: A HBO decidiu indicar a Daenerys Targaryen de Game of Thrones como atriz principal da sétima temporada. A estratégia não deu certo, e ela acabou caindo para a concorrência.

    Kit Harington: O mesmo aconteceu com o nosso Jon Snow. O merecimento aqui é questionável, mas mesmo assim, a ausência acaba sendo uma surpresa.

    Al Pacino: Protagonista do telefilme Paterno, a sua indicação era algo quase certo entre os apostadores. Infelizmente, apostamos errado.

    D'Arcy Carden: A Janet de The Good Place muitas vezes é o ar principal dos episódios. O mérito da atriz aqui é transformar uma personagem que é literalmente mecânica em um ponto cômico e muito orgânico. Pela segunda vez, ela ficou de fora das indicadas.

    Mandy MooreThis Is Us recebeu oito indicações, incluindo quatro de atuações. Mas a intérprete de Rebecca Pearson, que deu um show na segunda temporada, não está na lista. Quem sabe no próximo ano.

    Alison BrieGLOW recebeu dez indicações, inclusive uma para Betty Gilpin, mas Alison Brie foi excluída. Estrela da série, ela demonstra aqui toda a sua flexibilidade dramática e cômica, em um papel totalmente distinto do que fez anteriormente em Mad Men ou Community. Merecia.

    Brendan Fraser: ABSURDO! Brendan Fraser é uma das melhores partes de Trust, não apenas pela quebra da quarta parede ou pelo seu incrível chapéu. O retorno do astro às telas foi memorável para o público, mas pelo jeito, não para a Academia.

    SURPRESAS

    Veteranas e figura repetidas de anos anteriores, Modern Family, How to Get Away With MurderRay DonovanLiev Schreiber ficaram de fora. Outra que foi completamente esquecida foi Roseanne, provavelmente em virtude da polêmica racista envolvendo Roseanne Barr.

    O que você achou da lista em geral?

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • John
      Achei um absurdo The Good Fight não ter sido indicada a nada. Foi uma das melhores séries deste ano, com atuações e roteiros absurdos de bons.
    • Tim Meme
      Eu tinha certeza que Alison Brie tinha sido indicada S.Q.N., o Donald Sutherland por trust, Billions tem um ótimo elenco...
    • Du
      Talvez esteja faltando categorias apropriadas para Twin Peaks: The Return...Faltou ali um Mendigo do ano, ou Maior quantidade de referências em um único episódio, ou mesmo Melhor episódio nunca dirigido por Stanley Kubrick - com certeza ganharia Melhor plano sequência desde True Detective S01E04...Brincadeiras à parte, Twin Peaks merecia mesmo mais reconhecimento, os caras definiram o que seria a TV há mais de duas décadas atrás, e redefiniram agora com essa obra-prima inigualável.
    • Nois Critica Mermo
      Concordo que foi uma baita injusta a ausência do Kyle MacLachlan, mas de Twin Peaks não. Sou fã da série, mas a terceira temporada foi sofrível e a audiência pífia. Não tinha por que ser indicada
    • Mickael B.
      desventuras em série merecia ser indicado pelo menos nas categorias técnicas
    • Pedro Henrique A.
      Noah Schnapp tbm foi esnobado de novo infelizmente
    • Vidamell Vida R.
      Massa!!!!!!!
    Mostrar comentários
    Back to Top