Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Scoobynatural: O fator mais bizarro sobre o crossover de Supernatural e Scooby-Doo é que realmente funciona (Crítica)
    Por Katiúscia Vianna — 10 de abr. de 2018 às 22:29
    facebook Tweet

    Inusitado? Sim. Divertido? Também!

    Supernatural nunca teve medo de investir em tramas, digamos assim, inusitadas. Episódio inspirado em Feitiço do Tempo. Dean (Jensen Ackles) sendo capaz de falar com cachorros. Os irmãos Winchester acordando numa realidade paralela onde são atores que estrelam um show chamado Supernatural... Essas são só algumas das bizarras historias já retratadas. Mesmo assim, muita gente foi pega de surpresa com o anúncio de um crossover com Scooby-Doo. Como misturar ambos os estilos de uma maneira orgânica, ao mesmo tempo construindo uma história divertida e respeitosa para um dos desenhos mais clássicos da TV? E, por mais absurdo que possa soar: eles conseguiram!

    Resumidamente, Sam (Jared Padalecki), Dean e Castiel (Misha Collins) se encontram presos num episódio de Scooby-Doo. Trata-se de uma homenagem ao episódio "A Night of Fright Is No Delight", onde o famoso cachorro pode ganhar uma fortuna se sobreviver uma noite numa casa assombrada. Assim, o trio precisa desvendar o caso para descobrir como voltar ao "mundo real, porém fica claro que o mistério da vez não é daqueles vistos no show animado. Nada de bonecos falsos: as vítimas estão mortas de verdade, com sangue para todos os lados. Nada de máscaras: é um verdadeiro fantasma que surge ali.

    Por um lado, é divertido ver como o episódio - intitulado "Scoobynatural" - traz outras referências clássicas do desenho original. Tipo os bordões dos personagens ou as típicas corridinhas ao som de "Scooby Doo, Where are you!". Ver Dean comendo gigantes sanduíches ao lado de Salsicha e Scooby-Doo ou Castiel tendo que segurar os amendontrados amigos é algo bem criativo. Ao mesmo tempo, insere elementos de supernatural como o uso de sal e aparições de ectoplasma. E ainda tem espaço para brincar com ambos os lados, quando Sam questiona como a turma de Scooby Doo vê um corpo e sai logo para investigar, sem nem prestar ajuda ou respeito à vítima...Tudo feito de uma maneira bem equilibrada e coesa com a história apresentada.

    Quando os dois mundos se encontram, o respeito com o Scooby-Doo original é retratado através da insistência de Dean para manter Fred, Daphne, Velma, Salsicha e Scooby inocentes diante do mundo sobrenatural. Mas vai dizer que não foi hilário ver o pessoal da Máquina do Mistério perdendo a cabeça ao descobrir que fantasmas são reais? Ou com a surpresa de Salsicha ao perceber que ele pode realmente quebrar um braço? A solução final não foi das mais criativas, mas foi uma boa forma de encerrar tal arco e manter os caminhos de ambos os shows.

    Pelo lado negativo, é meio decepcionante ver como todos os personagens ficaram presos em uma personalidade específica. Sim, trata-se de um episódio divertido, porém isso não significa que não poderia ter algum tipo de desenvolvimento. Por exemplo, Dean basicamente serviu para soltar apenas frases engraçadas... o tempo todo. No início, é engraçado, mas depois torna-se apenas repetitivo. Essa proposta de exagerar as 'personas' de Sam e Dean já aconteceu em outros episódios engarrafados, por exemplo, o piloto do spin-off Bloodlines, que acabou não vingando.

    No final de contas, o grande acerto aqui também é um dos grandes trunfos da popularidade de Supernatural: não ter medo de rir de si mesmos. É inegável que a criatividade é um dos principais fatores que permitem sua longevidade. Além do leal e grande grupo de fãs, é claro... Talvez o show tenha mais histórias interessantes pra contar. Basta surgirem as oportunidades certas para isso.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Mauricelio Gouveia
      Ri demais desse episódio, temporada muito boa e com dublagem brasileira, ainda melhor.
    • Olavo Vatrin
      Só senti falta dos dubladores originais. Mas eles já estão velhos e alguns já partiram. Só o Fred foi o mesmo dublador que eu conhecia.
    • mary g.
      pos e
    • Ana Lima
      Fazia anos q não assistia a sobrenatural, amei o episódio mas de verdade não é para crianças!
    • Maykon Coutinho
      Não concordo com a crítica. Se a solução final não foi uma das mais criativas, porque ela não sugeriu alguns finais? Criticar é muito mais fácil que criar.Episódio Sensacional!! Que venham outros Crossovers..
    • K?tia F.
      Você não tem noção do que é crítica???Tem que ver os erros e acertos, a jornalista não estudou tantos anos pra falar gostei!Tenha senso de ridículo e respeite o trabalho alheio, teve acertos e exageros sim, isso se chama comentar, não diga simplesmente gostei, ou então, não abra a boca pra insultar os outros !!!Concordei e muito com a crítica, foi melhor que eu esperava mas ficou Dean ficou além do normal mesmo, mas deu para assistir de boa!!!Parabéns a adoro cinema e a jornalista katiúscia pelo trabalho!
    • Pezão Grandão Jr.
      Quanta bosta jornalista escreveu, episodio foi sensacional
    • marco junior
      Quero assistir dublado
    Mostrar comentários
    Back to Top