Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Django e Suspiria, clássicos do Cinema Italiano, vão virar séries de TV
    Por Laysa Zanetti — 8 de abr. de 2015 às 15:14
    facebook Tweet

    Clássicos italianos das décadas de 1960 e 1970 vão ganhar versões internacionais em formato televisivo.

    Django vai ficar livre novamente - e dessa vez o seu destino é a televisão.

    Dois grandes clássicos do cinema italiano, Django (1966) e Suspíria (1977) serão adaptados para séries de TV. A decisão veio após um acordo entre a Atlantique Productions, uma produtora francesa que visa séries que possam atingir o mercado global, e a Cattleya, produtora italiana independente de Cinema e TV. Os dois projetos serão rodados em língua inglesa, e representam um grande avanço para a indústria italiana no mercado internacional.

    Django é um faroeste originalmente protagonizado por Franco Nero e dirigido por Sergio Corbucci. O personagem rapidamente tornou-se um ícone que deu origem a uma franquia em seu nome, e foi inspiração para o longa-metragem de Quentin Tarantino, Django Livre (2012). No filme original, Django está em uma missão para vingar a morte da esposa, e acaba enfrentando duas gangues que agem na fronteira do México. A ideia da adaptação é manter o conceito inicial do roteiro, mas mesclando "elementos da narrativa moderna para a TV."

    Suspíria é uma trama de suspense e mistério. O filme, dirigido por Dario Argento, é inspirado no romance Suspiria de Profundis, do autor inglês Thomas De Quincey, e conta a história de Suzy Bannion (vivida por Jessica Harper), uma jovem americana que parte para a Alemanha para estudar em uma academia de dança, mas o ambiente perturbador e o clima sombrio acabam a assustando cada vez mais. Porém, a série vai sofrer alterações. A adaptação será focada no personagem de De Quincey, que em um estilo Sherlockiano, vive em viagens entre Londres e Roma para desvendar mistérios sombrios. Argento também estará no projeto, e será supervisor artístico da obra.

    "É um marco na nossa estratégia fazer esta parceria com alguns dos produtores mais criativos da Europa," relatou o presidente da Atlantique, Olivier Bibas. "Nossa ambição é produzir duas séries que combinem personagens inesquecíveis, comentários sociais e muita força política."

    A primeira temporada de cada série terá 12 episódios com 50 minutos de duração cada. O projeto é que elas continuem por mais temporadas. Porém, ainda não há mais detalhes dos projetos, como elenco, equipes, emissora ou datas de lançamento.


    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • Tainan Queiroz
      E agora quem vem é o terceiro de vingadores.
    Mostrar comentários
    Back to Top