Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Qual é a pior animação para rever no Disney+?
    Por Katiúscia Vianna — 15 de fev. de 2021 às 18:01
    facebook Tweet

    Não perca a chance de rever clássicos e guilty pleasures no catálogo do Disney+.

    Durante décadas, a Disney presenteou o mundo com grandes animações, mas ninguém consegue acertar 100% das vezes, não é mesmo? Dentre clássicos, também existiram aqueles filmes que não foram bem aceitos pela crítica e/ou público. Com a chance de revisitar todo o catálogo do estúdio no Disney+, que tal relembrar alguns desses projetos?

    As animações da Disney, da pior à melhor

    O AdoroCinema decidiu fazer uma lista com aquelas que são consideradas as cinco piores animações da Disney. O ranking foi feito de acordo com a pontuação dos longas no Rotten Tomatoes, que avalia a popularidade de cada filme dentre os críticos. Lembrando que, por aqui, só estão sendo considerados longas que foram lançados nos cinemas. Ou seja, as diversas sequências feitas diretamente para vídeo não contam!

    5º O Galinho Chicken Little (2005)

    Ele pode ser fofinho, mas seu filme nunca ficou entre os mais amados. O Galinho Chicken Little foi elogiado por suas qualidades técnicas, mas sua história foi considerada simples demais pelos críticos. Com 37% de aprovação, a trama traz Chicken Little afirmando que um pedaço do céu caiu por causa de um ataque alienígena, mas ninguém acredita no coitado. Agora, ele precisa provar que isso não é obra de sua imaginação e salvar os amigos. 

    4º Irmão Urso (2003)

    Essa aqui vai causar uma polêmica, pois existem grandes fãs de Irmão Urso por aí... A história de um jovem que sofre uma maldição capaz de transformá-lo em urso, para que ele veja o mundo pelos olhos dos animais, foi chamada de "pouco notável" — mesmo sendo embalada por cinco canções inéditas de Phil Collins (vencedor do Oscar por Tarzan).  Mas ganha pontos por apresentar a lição de amor e respeito pelos animais, então teve 37% de aprovação.

    Relembre irmãos famosos das animações

    3º Doug - O Filme (1999)

    A geração atual não sabe o que é Doug, mas quem cresceu nos anos 90 lembra perfeitamente desse engraçado jovem atrapalhado e seu leal cãozinho Costelinha. Mas sua aventura para as telonas não teve o mesmo sucesso dentre críticos, que descreveram a história como "esquecível". Nela, Doug e seus amigos precisam salvar um monstro da floresta (?) de ser capturado por valentões. E, como sempre, o protagonista precisa tomar coragem para se aproximar de Patti Maionese. Só 26% de aprovação.


    2º Aviões (2013)

    Carros já é considerado como um filme fraco, imagina um spin-off que segue a mesma fórmula, só que com aviões e sem a Pixar? Alias, você lembrava que esse filme existia? Nem eu. Com 25% de aprovação, Aviões acompanha (quem poderia imaginar) um avião que sonha em participar de corridas internacionais. Até ganhou uma sequência, mas nunca teve a mesma força da franquia original. E pensar que a Disney considerou lançar um outro spin-off, só que no espaço!

    Pixar: As melhores animações do estúdio da Disney

    1º Mogli - O Menino Lobo 2 (2003)

    Irônico é Mogli ter uma canção chamada "Somente o Necessário", mas ganhar uma sequência desnecessária décadas depois. Basicamente repetindo a premissa do filme original, Mogli - O Menino Lobo 2 tem apenas 18% de aprovação dentre os críticos. O consenso entre eles é que devia ter sido uma continuação lançada diretamente em vídeo. Antigamente, isso não era elogio, tempos eram outros antes do streaming.... Será que ainda vai ter continuação do live-action? Que medo.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • SUPRAMATY
      Uma animação que ainda espero uma continuação é Valente.
    • Clayton Direito Santos
      Nesta lista lista faltou uma animação sombria, lançado em 1985, que faz uma adaptação livre inspirada dos dois primeiros volumes da saga literária As Crônicas de Prydain, escrito por Lloyd Alexander, O Caldeirão Mágico. Mas de tão estranho a animação manual com efeitos de computador, não tinha músicas, cenas tensas e enredo sem pé-nem-cabeça.
    Mostrar comentários
    Back to Top