Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    50º Festival de Roterdã começa nesta segunda (1/02) com filme brasileiro competindo na mostra principal
    Por Alexandre Ferraz — 1 de fev. de 2021 às 21:00
    facebook Tweet

    Edição de aniversário do festival se adapta aos novos tempos e traz dois filmes brasileiros, Madalena e Carro-Rei, em suas principais competições.

    A 50ª edição do Festival Internacional de Cinema de Roterdã começa hoje (01/02) na Holanda e, desta vez, acontece em formato estendido e híbrido, sendo parte online e parte presencial. Até o dia 07 de fevereiro ocorre a primeira parte do festival, totalmente online para imprensa internacional e público local devido às medidas de segurança contra a pandemia do novo Coronavírus. Depois, ele seguirá com programação diversificada até o início de junho, quando entre os dias 02 e 06, data em que completa 50 anos de história, deverá apresentar eventos presenciais e festivos.

    Um Animal Amarelo: Longa de Felipe Bragança terá estreia mundial no Festival de Roterdã (Teaser exclusivo)

    Durante a sessão de fevereiro, serão exibidos os filmes das principais mostras, com produções do mundo inteiro, dentre seleções de longas-metragens, como na principal competição "Tiger Competition", e curtas, dentro da "Ammodo Tiger Short Competition''. Dentre os selecionados, estão os filmes brasileiros Madalena, dirigido pelo estreante em longas Madiano Marcheti e parte da competição principal, e Carro Rei, da diretora Renata Pinheiro, concorrendo na "Big Screen Competition". O Brasil costuma ter uma grande participação desde edições anteriores do festival.

    Cena do filme Carro-Rei

    O Festival de Roterdã tem a tradição de buscar filmes independentes, artisticamente inventivos e um olhar voltado à descoberta de novos cineastas. Em paralelo, a mostra não competitiva "Limelight" traz uma seleção de filmes mais conhecidos, como First Cow, o mais novo trabalho da americana Kelly Reichardt, e o filme de abertura Riders of Justice, do cineasta dinamarquês Anders Thomas Jensen, fora outras produções premiadas e exibidas em festivais como os de Veneza e Toronto.

    Além dos filmes, o festival traz também um conjunto de conversas e palestras com nomes do cinema disponíveis para todo o mundo por meio de sua plataforma. Participam das chamadas "Big Talks" o ator dinamarquês Mads Mikkelsen, protagonista do filme de abertura Riders of Justice, a diretora Kelly Reichardt, que também recebe o prêmio de reconhecimento "Robby Müller Award", o diretor francês Benoît Jacquot e a atriz Charlotte Gainsbourg, que colaboraram no filme Suzanna Andler, que também integra a seleção, dentre outros.

    Cena do filme Riders of Justice

    No AdoroCinema você pode acompanhar as principais mostras e atualizações dos destaques do Festival de Roterdã de 2021.

    MESMO EM TEMPOS ADVERSOS, FESTIVAL APRESENTA SELEÇÃO RECHEADA DE ESTREIAS

    Pela dificuldade de exibição em cinemas frente ao cenário atual, houve a preferência de algumas produções não se inscreverem nos festivais que adotaram o formato online. Porém, isso não foi o suficiente para diminuir o apelo da programação desta edição de Roterdã, que conta com 27 premieres mundiais de filmes de mais de 25 países. Abaixo, confira a seleção da mostra principal de longas-metragens:

    Tiger Competition

    • Agate Mousse - Líbano
    • Bebia, à mon seul désir - Geórgia, Reino Unido
    • Bipolar - China
    • Black Medusa - Tunísia 
    • A Corsican Summer (I comete) - França
    • Mighty Flash (Destello Bravío) - Espanha
    • The Edge of Daybreak - Tailândia/Suíça
    • Feast - Holanda 
    • Friends and Strangers - Austrália 
    • Gritt - Noruega 
    • Landscapes of Resistance - Sérvia/Alemanha/França
    • Liborio - República Dominicana/Porto Rico/Catar
    • Looking for Venera - Kosovo/Macedônia 
    • Madalena - Brasil
    • Mayday - EUA
    • Pebbles - Índia 
     
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top