Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Enquanto Estivermos Juntos: Conheça a história real do filme de K.J. Apa
    Por Bruno Botelho — 26 de nov. de 2020 às 12:47
    facebook Tweet

    Filme conta a história real do relacionamento do cantor Jeremy Camp com Melissa Lynn Henning-Camp

    Enquanto Estivermos Juntos, novo filme estrelado pelo ator de Riverdale K.J. Apa, é mais que uma história de romance qualquer, na verdade é baseada em uma história real emocionante de Jeremy Camp.

    A obra foca em como o famoso cantor de rock cristão (interpretado por Apa) indicado ao Grammy, que teve a religião como essencial para superar as dores de sua vida, principalmente, quando a esposa Melissa (interpretada por Britt Robertson) descobriu estar com câncer. “Esse filme é sobre uma jornada através de seu maior medo. É sobre sair do outro lado ainda acreditando”, afirma K.J. Apa em detalhes sobre o filme.

    Enquanto Estivermos Juntos é baseado em história verdadeira

    O filme Enquanto Estivermos Juntos é baseado na história verdadeira de Jeremy Camp, escrita no livro "I Still Believe".

    A história conta o breve romance do cantor com sua primeira esposa Melissa Lynn Henning-Camp. Tragicamente, Melissa foi diagnosticada com câncer de ovário pouco antes de ela e Camp se casarem em outubro de 2000. Ela morreu em fevereiro de 2001, poucos meses depois do casamento.

    Vinte anos depois, Jeremy Camp se casou novamente e tem filhos. O cantor tem envolvimento na produção dos diretores Andrew ErwinJon Erwin como produtor executivo. 

    Morte da esposa de Camp quase custou a fé

    O foco do filme é na relação do cantor com a sua religiosidade. Até a morte de sua esposa em 2001, Camp sempre era devoto a sua fé cristã, até considerando por algum tempo em entrar no ministério.

    Ele percebeu sua paixão pela música quando começou a escrever acompanhamentos para as adorações de seu pai Tom Camp (Gary Sinise no filme), que é pastor.

    Após a morte de Henning, Camp teve que lidar com dor, raiva e frustração com Deus. Ele então tentou encontrar forças no que ela lhe disse na cama do hospital: "Se uma vida é mudada pelo que eu passo, tudo vale a pena”, contou à revista People. Com isso, o artista mergulhou na religião para lidar com suas dores emocionais.

    Música-tema do filme é inspirada em momento de dor e esperança

    I Still Believe, título original do filme, é também o nome da primeira música que o cantor escreveu após a tragédia, que fala sobre esperança em meio à dor.

    “Há esperança no fim das dificuldades”, diz Camp para a People. “Em vez de virar as costas e ser uma pessoa zangada e amarga com Deus, isso me tornou mais forte.”

    Confira o videoclipe oficial da música, com cenas do filme:

    Jeremy Camp se emocionou com o filme

    Jeremy Camp, em entrevista ao CinemaBlend, elogiou muito a atuação de K.J. Apa no filme, dizendo que ele fez um trabalho tão bom e verdadeiro que trouxe à tona todas as emoções, além de ressaltar também a química entre KJ e Britt como muito real. Quanto à experiência de assistir um filme sobre sua vida, ele disse: “Foi difícil. É a pergunta que as pessoas me fazem: 'Você está animado por ter um filme da sua vida?' E é claro que estou, mas você está revivendo a parte mais escura da sua vida, a parte mais difícil dela. Eu estava com minha família e estávamos assistindo e tive que sair pois eu estava chorando, apenas chorando”. 

    Emocionante, não é mesmo? E você, está preparado para chorar também assistindo ao filme? Enquanto Estivermos Juntos já está nos cinemas. Prepare os lencinhos.
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top