Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Nada Será Como Antes: TV Globo exibe série em formato de filme
    Por Amanda Brandão — 19 de set. de 2020 às 10:06
    facebook Tweet

    A produção celebra a os 70 anos da TV no Brasil.

    Se hoje em dia o público vê diversos filmes e séries nas telinhas, vale lembrar que tudo começou há 70 anos. Em 18 de setembro de 1950, o Brasil dava início a uma nova era: acontecia a estreia da TV por aqui. Na época, foi inaugurada a TV Tupi em São Paulo, com equipamentos trazidos por Assis Chateaubriand.

    Uma curiosidade é que a primeira frase da TV brasileira foi: "Boa noite. Está no ar a televisão do Brasil", dita pela atriz Sonia Maria Dorce, então com seis anos de idade. Alguns meses mais tarde, em janeiro de 1951, a TV chegou também ao Rio de Janeiro.

    Em celebração aos 70 anos da chegada da TV ao Brasil, a TV Globo vai exibir Nada Será Como Antes, série que narra a história da televisão no país, em formato de telefilme. O longa será exibido no Supercine neste sábado, dia 19.



    A história de Nada Será Como Antes

    Exibida originalmente em 2016, a série traz, de forma ficcional, os bastidores da implementação da primeira emissora de televisão no Brasil. Ambientada entre meados da década de 1940 até o final dos anos 1950, a trama segue o romance do empreendedor Saulo (Murilo Benício) e da locutora de rádio Verônica (Débora Falabella).

    Acompanhando a transformação dos meios de comunicação do país, o filme fala sobre poder, paixões, ciúmes e desilusões. Além de Benício e Falabella, o elenco conta com Daniel de Oliveira, Bruna Marquezine, Leticia ColinBruno Garcia e Jesuíta Barbosa.

    Criada por Guel Arraes e Jorge Furtado, Nada Será Como Antes é roteirizada pela dupla em parceria com João Falcão.

    Curiosidades de bastidores de Nada Será Como Antes

    A produção conta com cenas filmadas em lugares conhecidos no Rio de Janeiro. Dentre eles o Palácio Tiradentes, Urca, Flamengo, Copacabana e no município de Vassouras.

    Fora isso, a TV Globo precisou recriar alguns ambientes no Projac já que o personagem de Benício recria em estúdio na estação de trem russa, com direito a neve artificial. Os Estúdios Globo foram cenografados em 360 graus, como um galpão, dando a ideia de se estar em uma locação externa.

    Além do elenco, direção e estética visual, o grande destaque da série é a trilha sonora. Para ambientar a história nos anos 40 e 50, a trama conta com nomes importantes da música brasileira como Dorival e Nana Caymmi, Maysa e Gal Costa.

    Completam a trilha vozes internacionais como Dick FarneyDiana Krall e Steve Marvin. Nada Será Como Antes conta também com 25 músicas criadas para as vinhetas dos programas, radionovelas e telenovelas que se passam dentro do seriado.

    Melhores filmes nacionais para assistir no Globoplay 

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • Jonas Furtado Bittencourt
      Haha, nossa que ideia brilhante
    Mostrar comentários
    Back to Top