Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Rocky Horror Picture Show 45 anos: Relembre outras versões do filme
    Por Ygor Palopoli — 21 de ago. de 2020 às 22:07
    facebook Tweet

    De um musical em Glee até uma reimaginação do longa de 1975, lembramos que clássicos nunca morrem.

    Influenciado pelo matrimônio de um grande amigo, Brad Majors (Barry Bostwick) decide pedir sua noiva, Janet Weiss (Susan Sarandon), em casamento. Antes da cerimônia eles partem em uma viagem de carro, mas acabam se perdendo. Para piorar a situação, o carro quebra e está chovendo bastante. Eles vão até um castelo próximo em busca de ajuda e são recepcionados por Riff Raff (Richard O'Brien), o criado do dr. Frank N Furter (Tim Curry), dono do local. Brad e Janet estranham o visual e o comportamento de todos, sem imaginar que Frank N Furter dedica a vida à libido e o prazer. Seu novo plano é criar um homem musculoso, Rocky (Peter Hinwood), que possa atender aos seus anseios sexuais.

    Assim dita o parágrafo da sinopse de uma das obras mais interessantes e subversivas de nosso cinema no último século, The Rocky Horror Picture Show. Considerado um musical fora de qualquer premissa padrão da época de 70, o longa de Jim Sharman atravessou gerações até chegar ao nosso momento atual com 45 anos de muita consistência.

    Mas, no meio do caminho, diversas versões surgiram, seja através de revitalizações e reimaginações da obra ou em referências na cultura popular, com personagens que cantam e dançam de acordo com as mesmas cenas. Pensando nisso, o AdoroCinema veio relembrar alguns destes momentos em forma de uma singela homenagem!

    VERSÕES DE REMAKES

    cine clássicos: Os erros do remake de Rocky Horror – Salada de CinemaRocky Horror Picture Show refaz um clássico com o elenco certo, mas as  ideias erradas

    Por incrível que pareça, de 1975 até aqui, não houveram muitas tentativas de remakes. No início dos anos 2000, alguns estúdios chegaram a sondar a possibilidade, mas desistiram por receio de que a adaptação da temática para os dias atuais acabasse ficando complicada e houvessem muitas críticas. 

    No entanto, no ano de 2016, a ideia finalmente foi para a frente nas mãos da Fox. Pensando justamente na subversão, o protagonismo acabou indo para a atriz transgênero Laverne Cox, famosa por seu papel em Orange is the New Black, que conseguiu entregar uma performance bastante interessante e intencionalmente distante de Tim Curry, que tornou-se um símbolo próprio para o personagem.

    As opiniões foram divisivas, já que era quase um consenso que o filme original não precisava de um remake, mas a nova versão procura se afastar da inspiração, mantendo ainda sua essência. Outra diferença considerável era o teor "teatral" do novo filme dirigido por Kenny Ortega, que mostrou números feitos ao vivo com platéia real reagindo.

    HOMENAGENS EM SÉRIES

    Never Forget The Horror Of 'The Rocky Horror Glee Show' | Decider

    No quinto episódio da segunda temporada de Glee, The Rocky Horror Glee Show, o filme foi relembrado o tempo inteiro e praticamente todas as performances ali eram inspiradas nas músicas do longa, o que o tornou conhecido para uma parte da geração atual que não era muito familiarizada com The Rocky Horror Picture Show. 

    Outras séries sem maiores relação com musicais também fizeram referências e homenagens, como Cold Case (2ª temporada, episódio 21: "Creatures Of The Night"), que fez paralelos com a história do longa e encerrou com uma de suas músicas. O grupo RBD, da série Rebelde, também cantou a música The Time Warp em espanhol em sua principal turnê, mas não levou o conteúdo para a série.

    REFERÊNCIAS EM FILMES E MÚSICAS

    Cena As Vantagens de Ser Invisível - The Rocky Horror - Don't Dream it be  it - YouTube

    É possível ver Rocky Horror em uma infinidade de livros, músicas e filmes. Falando um pouco mais do território cinematográfico, a adaptação As Vantagens de Ser Invisível traz alguns de seus personagens reencenando a peça do filme e traz também diversos debates entre os protagonistas a respeito da qualidade do longa. 

    Na música, além do já citado RBD, artistas do pop internacional como Britney Spears fizeram referências à estética do filme em diversas ocasiões. No caso da Britney, o videoclipe de Hold It Against Me traz várias cenas inspiradas na obra original. Vale lembrar que no Teatro, a peça foi reencenada várias e várias vezes, até mesmo aqui no Brasil com o ator Marcelo Médici no papel principal.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top