Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    5 filmes que fazem a gente chorar de felicidade
    Por Amanda Brandão — 11 de jun. de 2020 às 12:13
    facebook Tweet

    Extraordinário dá um "quentinho no coração", né?

    A sétima arte consegue fazer com que o espectador sinta-se parte daquele momento que está passando nas telinhas ou telonas e, automaticamente, seja arrebatado por sentimentos sinceros que surgem graças às vivências dos personagens.


    Com isso, muitas vezes o cinema faz chorar de tristeza, mas também de emoção e alegria. Portanto, o filme não precisa ter um fim trágico ou triste para que encha o coração de tanta felicidade que as lágrimas acabam escorrendo pelo rosto, mesmo que com um sorriso estampado.


    Por vezes, estas obras possuem alguma lição de moral ou alguma superação do personagem que fazem com que a gente reflita sobre situações da vida. Por isso, o AdoroCinema listou 5 filmes que nos fazem chorar de felicidade.


    As mensagens de Divertida Mente fazem chorar

     

    Cheio de mensagens sobre maturidade e autoconhecimento, Divertida Mente faz chorar sem deixar triste. O longa acompanha Riley, uma garota de 11 anos de idade que deve enfrentar mudanças importantes em sua vida quando seus pais decidem se mudar. Dentro do cérebro da garota, convivem várias emoções diferentes, como a Alegria, o Medo, a Raiva, o Nojinho e a Tristeza. 

    Discussão de bullying em Extraordinário

     

    Em Extraordinário, Jacob Tremblay é Auggie Pullman, um menino que sofre com uma doença genética que afeta sua formação facial. O longa acompanha a jornada de superação do personagem que começa a frequentar uma escola regular aos 10 anos, após anos estudando em casa e distante do trato social. Com isso, ele precisa lidar com o bullying e sensação de ser sempre observado por todos à sua volta. O elenco conta com Julia Roberts, Owen Wilson e com a brasileira Sônia Braga. Extraordinário está disponível no Telecine.


    A maternidade é realmente emocionante em Benzinho

     

    As lições que a maternidade traz estão entre as mensagens de Benzinho, filme brasileiro de 2018. O drama familiar acompanha Irene (Karine Teles), uma mulher batalhadora, que se desdobra para dar atenção aos quatro filhos, superar os fracassos do marido, Klaus (Otávio Müller), e ajudar a irmã, Sônia (Adriana Esteves). O maior desafio de sua vida surge quando ela precisa se despedir do primogênito, Fernando (Konstantinos Sarris), convidado para jogar handebol na Alemanha.

    À Procura da Felicidade enche o coração de esperança

     

    Toda a trajetória de À Procura da Felicidade é emocionante e resgata a nossa fé na humanidade. O filme conta a história de Chris (Will Smith), homem que passa por grandes dificuldades financeiras e acaba sendo abandonado pela mulher. Com custódia do filho Christopher (Jaden Smith), ele tenta achar um emprego melhor para poder dar uma boa vida à sua família, mas seu estágio não oferece salário. Sem dinheiro e com dívidas, ele faz de tudo para botar um teto sobre a cabeça do filho.

    As relações familiares nos inspiram em Um Laço de Amor 

     

    As crianças também ensinam os adultos e enchem os olhos de emoção. Em Um Laço de Amor, Chris Evans é Frank Adler, um homem solteiro que cria sua jovem sobrinha Mary (Mckenna Grace), uma menina prodígio. Ele planeja oferecer uma vida escolar normal para a jovem de sete anos, mas os planos são frustrados quando as habilidades de matemática de Mary chamam a atenção da mãe de Frank.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top