Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Estúdios e artistas de Hollywood apoiam movimentos antirracistas
    Por Amanda Brandão — 1 de jun. de 2020 às 17:36
    facebook Tweet

    O movimento Black Lives Matter tomou conta também da indústria do entretenimento.

    Em meio à pandemia do Coronavírus, o movimento Black Lives Matter tomou conta também da indústria do entretenimento no Brasil e no mundo. Ao longo do último final de semana, protestos tomaram conta das ruas dos Estados Unidos após o brutal assassinato de George Floy por um policial e uma onda de apoio foi iniciada.

    Em um movimento nunca antes visto, não apenas celebridades de Hollywood, mas também grandes empresas se pronunciaram sobre o assunto. Netflix, Amazon, Hulu, HBO, Warner, YouTube e também a Disney usaram suas contas nas redes sociais para deixarem claras as suas posições, apoiando a causa. Em português, o nome do movimento pode ser traduzido para Vidas Negras Importam.

    Hollywood contra o racismo

    YouTube foi o primeiro a tocar no assunto por meio de de um post no Twitter. A plataforma de vídeos se declarou "contra o racismo e a violência" e anunciou uma doação de US$ 1 milhão para "enfrentar injustiças sociais". Em seguida, várias outras gigantes do entretenimento seguiram o exemplo: HBO, HBO Max, TBS e TNT mudaram seus nomes na rede social para #BlackLivesMatter e publicaram mensagens de apoio.

    No sábado, a conta brasileira da Netflix repostou a publicação da conta norte-americana e relembrou casos ocorridos no Brasil. As concorrentes Amazon Prime Video e o Globoplay também se movimentaram e inclusive replicaram a mensagem da plataforma, dizendo que estão juntos nessa luta. Em sua conta principal, o Prime Video publicou uma imagem que diz: "Estamos juntos com a comunidade negra - colegas, artistas, escritores, contadores de histórias, produtores, nossos telespectadores - e todos os aliados na luta contra o racismo e a injustiça".



    A Disney, por sua vez, compartilhou uma declaração para os funcionários assinada pelo CEO Bob Chapek, pelo presidente executivo Bob Iger e pela diretora de diversidade, Latondra Newton. "Nós também percebemos que agora, mais do que nunca, é a hora de todos nós fortalecermos nosso compromisso com a diversidade e a inclusão em todos os lugares”, diz um dos trechos da carta.



    A Marvel Entertainment também usou o Twitter para se pronunciar por meio de uma imagem que diz: "Nós nos posicionamos contra o racismo. Nós nos posicionamos a favor da inclusão".

    Já a Paramount, dona de franquias como "Missão Impossível" e "Transformers", também se comprometeu com a justiça: seu diretor executivo Jim Gianopulos fez uma declaração via e-mail para todos os funcionários, carta que foi publicada pela Variety.

    Atores de Hollywood no movimento #blacklivesmatter

    Enquanto isso, diversos atores também entraram no movimento, não apenas nas redes sociais, mas também nas ruas: Michael B. Jordan, Timothée Chalamet, Tessa Thompson, Ariana Grande, entre muitos outros.



    Enquanto isso, a atriz Viola Davis, sempre bastante vocal nas redes sociais sobre o tema, aproveitou também para pedir justiça pelo brasileiro João Pedro.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top