Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    César 2020: Roman Polanski ganha prêmio de Melhor Diretor sob protestos; Os Miseráveis leva Melhor Filme
    Por Vitória Pratini — 28 de fev. de 2020 às 20:28
    Atualizado 29 de fev. de 2020 às 01:07
    facebook Tweet

    Veja a lista completa de vencedores!

    Artur Widak/NurPhoto via Getty Images; Divulgação

    O César Awards, considerado o "Oscar do cinema francês", aconteceu nesta sexta-feira (28) em Paris, na França, e premiou o elogiado Os Miseráveis como Melhor Filme, que levou outras duas estatuetas; o oscarizado Parasita como Melhor Filme Estrangeiro e Perdi Meu Corpo na categoria de Animação.

    No entanto, o evento também concedeu três prêmios para O Oficial e o Espião, incluindo Melhor Diretor para Roman Polanski, promovendo debandada do local, como da indicada Adele Haenel, estrela de Retrato de uma Jovem em Chamas. Vale lembrar que o cineasta é oficialmente considerado um foragido da justiça norte-americana devido às acusações de assédio sexual com uma menor de idade e não pode sair da França. Polanski nem o elenco e a equipe de O Oficial e o Espião compareceram à cerimônia do César Awards, e o cineasta afirmou que não iria para evitar ser "linchado", porém, isso não impediu um protesto de mais de cem pessoas em frente ao Salle Pleyel em Paris.

    Confira a lista completa de vencedores abaixo.

    MELHOR FILME
    Os Miseráveis

    MELHOR DIRETOR
    Roman Polanski (O Oficial e o Espião)

    MELHOR FILME ESTRANGEIRO
    Parasita

    MELHOR ATRIZ
    Anaîs Demoustier (Alice e o Prefeito)

    MELHOR ATOR 
    Roschdy Zem (Oh Mercy!)

    MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
    Fanny Ardant (La Belle Époque)

    MELHOR ATOR COADJUVANTE
    Swann Arlaud (Graças a Deus)

    ATRIZ REVELAÇÃO
    Lyna Khoudri (Papicha)

    ATOR REVELAÇÃO
    Alexis Manenti (Os Miseráveis)

    MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
    La Belle Époque (Nicolas Bedos)

    MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
    O Oficial e o Espião (Roman Polanski, Robert Harris)

    MELHOR ANIMAÇÃO
    Perdi Meu Corpo

    MELHOR DOCUMENTÁRIO
    M.

    MELHOR ESTREIA
    Papicha

    MELHOR TRILHA SONORA
    Perdi Meu Corpo (Dan Levy)

    MELHOR FOTOGRAFIA
    Retrato de uma Jovem em Chamas (Claire Mathon)

    MELHOR FIGURINO
    O Oficial e o Espião (Pascaline Chavanne)

    MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO
    La Belle Époque (Stéphane Rosenbaum)

    MELHOR EDIÇÃO
    Os Miseráveis (Flora Volpelière)

    MELHOR SOM
    Alerta Lobo (Nicolas Cantin, Thomas Desjonquères, Raphaël Mouterde, Olivier Goinard, Randy Thom)

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top