Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Oscar 2020: Por Coringa, Hildur Guðnadóttir é a quarta mulher a ganhar o prêmio de trilha sonora
    Por Amanda Brandão — 10 de fev. de 2020 às 11:45
    facebook Tweet

    E a primeira em 23 anos.

    A compositora de Coringa, Hildur Guðnadóttir, ganhou o Oscar de trilha sonora original na noite de ontem, 09. Sem surpresas após conquistar diversas estatuetas na temporada de premiações, islandesa é apenas a quarta mulher a vencer na categoria e a primeira desde 1997.

    Guðnadóttir, 37 anos, ganhou anteriormente os prêmios Globo de Ouro e BAFTA pela composição da trilha sonora de Coringa. A última mulher a vencer na categoria foi a compositora britânica Anne Dudley, que venceu pelo filme Ou tudo ou Nada, de 1997.

    Entre as vencedoras em Trilha Sonora estão também Rachel Portman, por EmmaMarilyn Bergman por Yentl. Além disso, vale ressaltar que apenas sete mulheres foram nomeadas nas categorias de pontuação do Oscar.

    Em seu discurso, a compositora aproveitou para falar da importância da representação feminina. “Para as garotas, para as mulheres, para as mães, para as filhas, que ouvem a música borbulhando, por favor falem. Precisamos ouvir suas vozes”, disse ela.

    "É mágico quando se consegue ter um diálogo através da arte e não ter de discutir o que estamos a tentar fazer, mas ser mesmo capaz de ir ao lado emocional mais cru. Foi muito bonito”, falou Hildur sobre o seu trabalho.

    Anteriormente, Guðnadóttir ganhou um Grammy e um Emmy por sua trilha sonora para Chernobyl, da HBO. No Oscar, a trilha sonora de Coringa concorria com 1917, Adoráveis MulheresHistória de um Casamento e Star Wars: A Ascensão de Skywalker.

    Fora o prêmio de trilha sonora, o filme de Todd Phillips levou também Melhor Ator pelo trabalho de Joaquin Phoenix. Veja a lista completa dos vencedores.


    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top