Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Festival do Rio 2019: Fim de Festa, Ressaca e Breve Miragem de Sol estão entre os grandes vencedores
    Por Laysa Zanetti — 20 de dez. de 2019 às 11:55
    facebook Tweet

    Veja a lista completa!

    Chegou ao fim nesta quinta-feira (19) a 21ª edição do Festival do Rio. Após nove dias de intensa programação na capital carioca, os grandes vencedores foram anunciados em evento ocorrido no Museu do Amanhã, que reuniu impresa, componentes do júri, atores e realizadores.

    A Première Brasil, que teve júri presidido por Mariza Leão e composto por Bárbara Paz, Christine Bardsley, José Eduardo Belmonte, Susanna Lira e Waldir Xavier escolheu Fim de Festa, de Hilton Lacerda, e REssaca, de Vincent Rimbaux e Patrizia Landi, respectivamente como o melhor longa de ficção e o melhor longa de documentário. Confira abaixo a lista de vencedores:

    Melhor Longa Ficção: Fim de Festa, de Hilton Lacerda
    Melhor Longa Documentário: Ressaca, de Vincent RimbauxPatrizia Landi
    Melhor Curta: A Mentira, de Klaus Diehl e Rafael Spínola
    Melhor Direção de Ficção: Maya Da-Rin, por A Febre
    Melhor Direção Documentário: Vincent Rimbaux e Patrizia Landi, por Ressaca
    Melhor Atriz: Regina Casé, por Três Verões
    Melhor Ator: Fabricio Boliveira, por Breve Miragem de Sol
    Melhor Atriz Coadjuvante: Gabriela Carneiro da Cunha, por Anna
    Melhor Ator Coadjuvante: Augusto Madeira, por Acqua Movie
    Melhor Fotografia: Miguel Vassy, por Breve Miragem de Sol
    Melhor Montagem: Renato Vallone, por Breve Miragem de Sol
    Melhor Roteiro: Hilton Lacerda, por Fim de Festa
    Prêmio Especial do Júri: para o som do filme A Febre - Felippe Schultz Mussel e Breno Furtado (Som direto), Felippe Schultz Mussel e Romain Ozanne (Edição de som) e Emmanuel Croset (Mixagem)
    Menção Honrosa: Favela é Moda, de Emílio Domingos e M8 – Quando a Morte Socorre a Vida, de Jeferson De

    VOTO POPULAR:
    Melhor Longa Ficção: M8 - Quando a Morte Socorre a Vida, de Jeferson De
    Melhor Longa Documentário: Favela é moda, de Emílio Domingos
    Melhor Curta: Carne, de Camila Kater

    A mostra Novos Rumos, que teve júri composto por Flávia Castro, João Pedro Zappa e Vicente Saldanha, escolheu Sete Anos em Maio como o maior vencedor:

    Melhor Filme: Sete Anos em Maio, de Affonso Uchôa
    Menção honrosa (longa): Marcelo Diorio, ator e co-roteirista de Rosa Azul de Novalis
    Melhor Curta: Revoada, de Victor Costa Lopes
    Menção honrosa (curta): Bonde, de Asaph Luccas
    Prêmio Especial do Júri: ChãoCamila Freitas

    Já o Prêmio Félix, dedicado aos filmes com temática LGBT e com júri formado por Dannon Lacerda, Galba Gogóia, Luana Dias e Bruno Duarte, escolheu:

    Melhor Longa Ficção: Retrato de Uma Jovem Em Chamas, de Céline Sciamma
    Melhor Longa Documentário: Lemebel, um Artista contra a Ditadura Chilena, de Joanna Reposi Garibaldi
    Melhor Longa Brasileiro: Alice Júnior, de Gil Baroni
    Prêmio Especial do Júri: Bicha-Bomba, de Renan de Cillo
    Menção Honrosa: Camille Cabral, pela atuação em luta dos direitos humanos

    E, por fim, a Mostra Geração premiou também o longa Alice Júnior como o melhor filme pelo Júri Popular.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    Mostrar comentários
    Back to Top