Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Kati Critica: Justiça para o Homem-Aranha de Andrew Garfield!
    Por Katiúscia Vianna — 7 de jul. de 2019 às 09:35
    facebook Tweet

    Tom Holland, adoro tuas piruetas. Tobey, obrigada pelos memes. Mas Garfield também merece nosso amor.

    Katiúscia Vianna é uma redatora do AdoroCinema que acumulou mais de duas décadas de cultura inútil e decidiu transformar isso num emprego. Nessa jornada, ela tem a missão de representar os fandoms barulhentos e/ou esnobados do Twitter, falar das séries que a crítica ignora e celebrar as '"farofas" que trazem alegria para o povo. Ou seja, os guilty pleasures! Com um ponto de vista 'singular' (ou doido, depende de quem opina), surge a coluna Kati Critica — misturando açúcar, tempero e um pouco de haterismo zoeiro.

    Quem acompanha essa humilde coluna, já sabe que sou defensora da prática correta do haterismo — ou seja, aquele feito com conhecimento sobre o assunto abordado. Sim, isso deve ser tratado de forma séria, como assunto téorico, num tema digno de monografia, para esses jovens não ficarem xingando aleatoriamente no Twitter. Ou no Instagram. Sei lá qual é a moda dessa geração atual...

    Porém, é importante saber se portar do outro lado da narrativa, lutando contra o haterismo que você considera injustiça. E esse é o tema do texto de hoje, pronto para ser xingado nos comentários. Depois de defender a escalação de Robert Pattinson como Batman, o Kati Critica se aventura por outra polêmica nerd para exaltar o Homem-Aranha de Andrew Garfield!

    Agora, não me entenda errado: O Espetacular Homem-AranhaA Ameaça de Electro formam a saga mais fraca do Cabeça de Teia. O primeiro é até suportável, mas o segundo chega a ser quase ofensivo para a inteligência humana. Mas nada disso é culpa do protagonista, que constrói quem considero ser o melhor Peter Parker live-action das telonas.

    Eu não disse Homem-Aranha. Disse Peter Parker, ou seja, o lado "comum" do personagem. Preste atenção antes de surtar. 

    Sinceramente, os três fazem ótimos trabalhos. Tobey Maguire foi responsável por humanizar o personagem, mostrando como a transição para o heroísmo pode ser uma grande jornada, o que também abriu portas para o fenômeno atual do gênero nas telonas. Já Tom Holland acerta quase tudo, principalmente ao unir Peter e seu alter ego — afinal, quem não morre de rir com ele apreciando o braço do Soldado Invernal (Sebastian Stan) no meio da treta do aeroporto em Capitão América: Guerra Civil (ou Vingadores 2.5, como chamo carinhosamente)? Prioridades.

    Por outro lado, todo mundo sabe que Garfield é um bom ator, vide como ele é o único dos três que já recebeu uma indicação ao Oscar (por Até o Último Homem). Shade básico aqui. Então, ele usa sua experiência para encarnar um jovem imperfeito, adorável e atrapalhado ao mesmo tempo. Sem falar que é responsável por começar a inserir o humor, tão sumido na franquia de Sam Raimi. Então, mesmo que o roteiro te irrite a ponto de começar uma campanha implorando para a Sony devolver o Homem-Aranha para a Marvel, você gosta dele.

    Sem falar que valorizo uma pessoa também zoeira na vida real.

    Ainda usarei seu próprio haterismo contra vocês: Andrew Garfield é perfeito como Peter Parker. A prova? As melhores partes de seus filmes são sobre a vida pessoal do personagem. Então, alguém retruca "Ah, ele é muito bonito pra ser nerd..." Todo mundo no cinema é mais bonito do que a realidade, minha gente! Sem falar que isso é bullying, pois existem bonitinhos "CDFs" (sim, ainda uso termos de gerações passadas).

    Obviamente, não dá para defender o Peter Parker de Andrew Garfield sem mencionar sua química com a Gwen Stacy de Emma Stone. Só para deixar claro, não tenho nada contra a MJ de Zendaya, que está desenvolvendo um casal maravilhoso com Tom Holland. Por sua vez, eu tenho críticas para a Mary Jane de Kirsten Dunst mesmo. Não importa o quanto seja "OTP" (One True Pairing/Um Par Verdadeiro), não é legal abandonar o noivo no altar. É engraçado se você é só um convidado da festa e eu sempre sonhei em ver isso na realidade (ou alguém respondendo "Eu!" ao "Fale agora ou cale-se para sempre!)? Sim. Mas não para a pessoa que está lá.

    Ainda mais se o noivo corno for Daniel Gillies, que, anos depois, ia virar meu querido Elijah Mikaelson de The Vampire Diaries/The Originals e "BFF" do AdoroCinema. Desculpa Tobey, mas quem trocaria um astronauta bonito com dinheiro por um jornalista fracassado e menos atraente? Isso é roteiro incoerente.

    Enfim, voltando para Peter e Gwen. Sei que não devemos shipar pessoas da vida real (por respeito e tal), mas fiz com Garfield e Stone, me julguem. Talvez faça até hoje. Então, essa química era transmitida nas telas, formando um casal bonito, tinham cenas até sensuais... E até traz uma nova utilidade para a teia do herói: o boy magia tem pegada!

    Foi justamente essa forte conexão entre os dois que faz a morte de Gwen ser tão impactante em A Ameaça de Electro — também se tornando a única parte decente de toda a história, quase te fazendo esquecer aquele vilão insuportável do Jamie Foxx, caracterizado como se fosse um personagem de A Praça é Nossa. Você torce para a jovem ser salva, mesmo já sabendo seu final trágico das HQs. E quem arrasa novamente na atuação nessa hora? Andrew Garfield, levando o público a sofrer junto com ele. Olha como ele chora.

    Agora, veja como o Tobey chora. 

    É realmente triste ver o potencial do ator desperdiçado numa franquia presa pela ambição de produtores. Principalmente, quando lembramos como Andrew é um grande fã do Homem-Aranha. LLembra da alegria dele vestindo o uniforme do herói durante a Comic-Con? "[Fiquei] lutando para tentar alcançar algo idolatrado na minha mente. O legal é que o Peter Parker também fazia isso. Criou esse símbolo com o qual não conseguia viver. Ele nunca se sentiu o bastante, eu nunca me senti o bastante e nunca senti que pudesse fazer o bastante. E não consegui salvar aqueles filmes… Mesmo querendo isso e não conseguindo dormir direito [risos]", contou a revelação em A Rede Social, em 2015. Eu estou aqui para dar um abraço, se você quiser, viu mozão?

    Felizmente, tanto Peter como Andrew conseguiram seguir em frente. É inegável como Tom Holland é maravilhoso no papel, cercado por um elenco cheio de carisma e inserido num universo bem desenvolvido. Já Andrew construiu uma elogiada carreira, já foi indicado ao Oscar, ganhou Tony Award... O menino não tem do que reclamar, principalmente quando seu salário é um valor o qual nunca verei pessoalmente em toda minha vida.

    Isso sem falar como não tive tempo de colocar o pessoal do Homem-Aranha no Aranhaverso nesse papo. Afinal, são seis heróis para debater e essa coluna já está longa demais. E eu tenho um favoritismo pela Spider-Gwen (Hailee Steinfeld) por motivos de 'girl power'.

    E o Spider-Ham (John Mulaney)... pois ele é um porco.

    Jack Johnson também constrói um Peter Parker bem legal na animação, usando apenas a voz, sem falar que Miles Morales (Shameik Moore) é divo, te amo, cara! Mas todo mundo sabe que o melhor personagem de qualquer filme do Homem-Aranha é o J.K Simmons como J. Jonah Jameson.

    Moral da história: É possível fazer uma boa atuação num filme ruim. Desde que você não assuma um corte de cabelo emo e dance pelas ruas se achando o John Travolta do bairro. Vocês acharam mesmo que eu ia deixar essa chance passar? 

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Filipe Nascimento
      O melhor Aranha, na minha opinião. Concordo com matéria de todos os ângulos possíveis.
    • Henrique Brum
      Melhor aranha de todos, o visual do 2 estava perfeito, olhos grandes, magrelo rs..o humor mais sarcástico e zoeiro e mais heroico/ confiante tb... Cenas de luta espetaculares nos 2 filmes...pena os filmes terem tantas falhas...
    • BruceHulk smashBanner
      Agora com o tal Spider-Verse a Sony bem que podia continuar a trilogia Garfield.
    • Marco Antonio Silva Da Costa J
      O ator é muito bom, mas daquele filme só se salva o CGI do Aranha...
    • Denis F.
      Eu sempre pensei assim também. Apesar dos filmes serem medíocres, eu ainda acho o Peter Parker de Garfield o melhor dos três.
    Mostrar comentários
    Back to Top