Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Festival de Cannes 2019: A Vida Invisível de Eurídice Gusmão é um “grito contra o patriarcado”, define o diretor Karim Aïnouz
    Por Renato Hermsdorff — 24/05/2019 às 13:48
    facebook Tweet

    Equipe do filme discute "lugar de fala" e noção de "tradicional família brasileira".

    Adaptado do livro homônimo da escritora Martha BatalhaA Vida Invisível de Eurídice Gusmão conta a história de duas irmãs que, separadas pelo pai português no Rio de Janeiro da década de 1950, sofrem a falta uma da outra.

    “O filme, antes de qualquer coisa, é um grito contra o patriarcado”, resume o diretor Karim Aïnouz (Praia do Futuro), que estranhou quando o produtor, Rodrigo Teixeira, o procurou (um cineasta homem) com a proposta de adaptar um texto de cores tão femininas.

    Getty Images
    Diretor e atrizes se divertem no tapete vermelho.

    “O que eu não posso fazer é estar em um lugar de privilégio e falar pelo outro. Aqui a gente está em um lugar de cumplicidade”, diz Karim. “Eu consegui fazer o filme porque eu me perguntei sobre isso [lugar de fala], se não, tinha sido uma decisão ingênua”, ele segue, admitindo que teve dúvidas em assumir o projeto. (Confira a entrevista completa no vídeo acima).

    “Majoritariamente, a equipe toda era feminina”, lembra a intérprete de Eurídice, Carol Duarte (conhecida do grande público no Brasil por interpretar uma menina em fase de transição de gênero na novela A Força do Querer). A diretora de fotografia, responsável, portanto, por filmar as cenas de sexo e nudez, é a francesa Hélène Louvart (Pina); e a montadora é a alemã Heike Parplies (Toni Erdmann), para ficar em dois exemplos.

    Divulgação.
    Cena do filme.

    Sobre o contexto, quem sintetiza a temática do filme é Julia Stockler, que vive a irmã, Guida. “A ideia dos anos 1950 é um campo fictício para dar conta de uma construção social de hoje”.

    “Qual a família tradicional que você quer restabelecer? É essa adúltera? É essa suicida?, ratifica Gregório Duvivier, que faz o papel do marido de Eurídice - e desenterrando Nelson Rodrigues. “A Família tradicional [brasileira] é a yanomami, é a pataxó”, provoca o apresentador da HBO.

    Getty Images
    Equipe (quase) completa na sessão de gala.

    Exibido fora da competitiva do Festival de Cannes, pela mostra Um Certo Olhar, o longa vem acumulando elogios por parte da crítica especializada.

    De acordo com o texto do AdoroCinema, “O melodrama tropical [como define o diretor] também sustenta uma visão da sensualidade calcada no corpo. Adaptar o livro tão intimista de Martha Batalha constituía um desafio significativo, que os roteiristas Murilo HauserInés Bortagaray e Karim Aïnouz superaram devido ao trabalho com exterioridades, ou seja, com o impacto visível da opressão social no corpo das irmãs Eurídice e Guida”.

    A Vida Invisível de Eurídice Gusmão tem previsão de estreia em novembro no Brasil.

     

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • American Eagle
      Enquanto que Estados Unidos tá bombando com filmes blockbusters como os Vingadores, brasileiros são obrigados a contentar-se com filmecos lacradores... KKKKKKK
    Mostrar comentários
    Siga o AdoroCinema
    Trailers
    Assista ao trailer legendado
    Confira o filme nos cinemas
    O Grito Trailer Legendado
    Para Todos Os Garotos: PS. Ainda Amo Você Trailer (2) Legendado
    Parasita Trailer Legendado
    Dolittle Trailer Dublado
    Todos os últimos trailers
    Notícias de cinema Festivais e premiações
    O Chamado da Floresta: Tudo que você precisa saber antes de assistir ao filme nos cinemas
    NOTÍCIAS - Lançamentos
    segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020
    Festival de Berlim 2020: Johnny Depp estrela filme que cita tragédia de Brumadinho
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020
    Festival de Berlim 2020: My Salinger Year abre a programação com tributo à literatura clássica
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020
    Festival de Berlim 2020: My Salinger Year abre a programação com tributo à literatura clássica
    Guia do Festival de Berlim 2020
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020
    Guia do Festival de Berlim 2020
    Últimas notícias de cinema Festivais e premiações
    Melhores filmes em cartaz
    Bad Boys para Sempre
    Bad Boys para Sempre
    4,3
    Diretor: Adil El Arbi, Bilall Fallah
    Elenco: Will Smith, Martin Lawrence, Vanessa Hudgens
    Trailer
    1917
    1917
    4,3
    Diretor: Sam Mendes
    Elenco: George MacKay, Dean-Charles Chapman, Mark Strong
    Trailer
    Parasita
    Parasita
    4,3
    Diretor: Bong Joon Ho
    Elenco: Song Kang-Ho, Woo-sik Choi, Park So-Dam
    Trailer
    Jojo Rabbit
    4,2
    Diretor: Taika Waititi
    Elenco: Roman Griffin Davis, Thomasin McKenzie, Scarlett Johansson
    Trailer
    Minha Mãe É uma Peça 3
    4,2
    Diretor: Susana Garcia
    Elenco: Paulo Gustavo, Rodrigo Pandolfo, Mariana Xavier
    Trailer
    Frozen 2
    4,1
    Diretor: Jennifer Lee, Chris Buck
    Trailer
    Todos os melhores filmes em cartaz
    Back to Top