Meu AdoroCinema
  • Meus amigos
  • Meus cinemas
  • Notas Express
  • Minha coleção
  • Minha conta
  • Promoções
  • Desconectar
Kati Critica: Está na hora de perdoar o Robert Pattinson que brilhou no Sol
Por Katiúscia Vianna — 26/05/2019 às 10:20
facebook Tweet

Batcaverna, Batmóvel, Battinson...

Katiúscia Vianna é uma redatora do AdoroCinema que acumulou mais de duas décadas de cultura inútil e decidiu transformar isso num emprego. Nessa jornada, ela tem a missão de representar os fandoms barulhentos e/ou esnobados do Twitter, falar das séries que a crítica ignora e celebrar as '"farofas" que trazem alegria para o povo. Ou seja, os guilty pleasures! Com um ponto de vista 'singular' (ou doido, depende de quem opina), surge a coluna Kati Critica — misturando açúcar, tempero e um pouco de haterismo zoeiro.

Senhoras e senhores, precisamos conversar. Nas últimas semanas, uma guerra de opiniões foi instaurada na internet. Não estou falando de "Juntos e Shallow Now" — também conhecido como o meme recordista em envelhecer rápido, pois já não tinha graça desde as seis da tarde do mesmo dia. Tudo começou mesmo quando anunciaram que Robert Pattinson é o favorito para ser o novo intérprete do Batman. E, obviamente, já existe um povo chato reclamando da escalação, pois o nome do ator é, imediatamente, conectado com a saga Crepúsculo.

Antes de seguir esta coluna, acho importante fazer um esclarecimento: sim, eu fui fã da franquia baseada nos livros de Stephenie Meyer, mesmo sendo a primeira a embarcar na zoeira hoje, pois é um guilty pleasure pesado. Não vou negar que ainda sinto um certo carinho por determinadas cenas. Ou que fiquei empurrando pessoas para conseguir um bom lugar no cinema em dia de estreia. Ou como era tão #TeamEdward que ganhei um DVD, meio stalker, que mostrava todos os lugares preferidos do Rob Patts em Los Angeles. Ou que ainda tenho os DVDs duplos de todos os cinco filmes.

Inclusive, acho sempre legal ressaltar que o DVD de Amanhecer - Parte 2 tem um documentário (de quase uma hora) sobre como fizeram os efeitos especiais de Renesmée, a filha de Edward e Bella (Kristen Stewart). Como se tivessem orgulho daquilo!

Renesmée: a boneca real e assustadora vs os efeitos especiais, também assustadores.

Logo, entendo como a franquia é zoada, nunca sendo um exemplo de qualidade cinematográfica — apesar de ainda estar revoltada por não terem indicado o hino "A Thousand Years" ao Oscar, mas estão de boas em valorizar a fanfic soft porn dessa bagaça, botando "Earned It" na disputa. Retomando, sei ser racional sobre Crepúsculo. Tendo dito isso, mando uma mensagem especial para os haters que já estão xingando a possível contratação de Robert Pattinson. Parafraseando Elsa: LET IT GO!

Vocês estão julgando o moço por uma saga que terminou sete anos atrás. Em 2012, a gente achava que o mundo ia acabar, ao ponto que já tinha até um filme absurdo sobre isso, com John Cusack. Naquela época, Taylor Swift estava começando a sair do country. Andrew Garfield era o Homem-Aranha. O primeiro Vingadores ainda estava chegando aos cinemas. "Gangnam Style" era legal! #DropTheMic

via GIPHY

Desde então, ele já fez tanta coisa diferente. Virou queridinhos de filmes independentes e/ou conceituais, para tentar fugir do estigma de vampiro que brilha no Sol, numa vibe shine bright like a Diamond, como já dizia Rihanna. E Pattinson até foi bem elogiado por algumas de suas performances, como em The Rover - A Caçada (2013), Z - A Cidade Perdida (2016), Bom Comportamento (2018) e o ainda inédito The Lighthouse. Então, custa dar uma chance para o garoto?

Todo mundo comete erros nessa vida. Participar daquele jogo de "verdade ou consequência" que não devia, beijar a pessoa errada, ou cortar a franja curta demais. E todo mundo tem que pagar contas, até o pessoal de Hollywood. Tudo bem que tais valores variam: alguns precisam pagar boletos, enquanto outros aceitam fazer participação num filme bomba só para pagar reforma da cozinha... Basta lembrar que Will Smith fez Depois da TerraNicole Kidman se envolveu em A Feiticeira, e nunca entenderei como Al Pacino topou fingir ser interessado num Adam Sandler de peruca em Cada um Tem a Gêmea que Merece. Sem falar os elencos estrelados de grandes bagunças como O Destino de JúpiterSob o Mesmo Céu e Para Maiores.

via GIPHY

Então, se alguém chega para você, por volta dos seus vinte anos de idade, e fala que foi aprovado para estrelar a adaptação de um livro de sucesso (mesmo que o personagem seja meio estranho e frígido)... Quem não toparia? Ainda mais um desconhecido na vida.

E antes que comecem, sei que terá um pessoal revoltado nos comentários, gritando em caps lock "HEY, ELE FEZ HARRY POTTER!". Para eles, respondo: o garoto aparece em — praticamente — um filme, morre, e ainda leva uma pisada na cara de um homem sem nariz. Depois disso, até eu ia querer uma franquia para chamar de minha, só de raiva!

Por outro lado, vamos parar um minuto e jogar umas verdades na mesa? Existe uma parte tóxica do fandom de quadrinhos que reclama de tudo. Não queriam o Heath Ledger de Coringa, enquanto hoje o usam como padrão máximo para qualquer coisa, tanto que ele ganhou o Oscar póstumo por essa performance em Batman - O Cavaleiro das Trevas. Falaram mal da Margot Robbie, mas sua Arlequina ficou com escoliose de tanto carregar Esquadrão Suicida nas costas. Nem preciso explicar Ryan Reynolds saindo de Lanterna Verde para Deadpool. No futuro, já sabemos que vocês irão xingar quem for escalado como o novo Wolverine, e por aí vai! 

Confesso que, quando soube da notícia, fiquei bem animada, mas também tive pena, pois imaginei como Rob Patts ia sofrer com críticas desses "fãs haters". Então, me liguei... Ele fez a saga Crepúsculo. Ele brilhava no Sol. Foi obrigado a declamar frases como "You'd Better Hold on Tight, Spider Monkey".

Se ele superou o bullying dessa época, aguenta qualquer parada. E quem melhor para interpretar Bruce Wayne do que um homem forte diante das adversidades da vida? Filosofei demais nesse final? Provavelmente. Mas o argumento ainda vale. 

Assumam: o Robert Pattinson tem o perfil físico de Bruce Wayne. Ele tem cara de menino riquinho, meio estranho, revoltado com a vida, que decide dar porrada em geral. Parece uma explicação muito simplista do Batman e serei xingada por isso, mas eu só gosto da Mulher-Maravilha e do Flash, então nem ligo. E para ficar musculoso, só precisa de dedicação. Lembra como Taylor Lautner saiu de menino franzido para The Rock júnior no período entre Crepúsculo e Lua Nova?

via GIPHY

Está preocupado com as cenas de ação? Atualmente, as edições dessas sequências do gênero são tão picotadas e confusas, que ninguém vai reparar qual é o rosto por debaixo da máscara. Pode ser um dublê, cinco pessoas diferentes usando o mesmo uniforme, e até o Adam Sandler ali que você nem irá perceber. A expressão "magia do cinema" existe por um motivo, ela engana a gente!

Resumindo, lembre sempre da regra básica do haterismo, caros amigos! Para falar mal com propriedade, tem que ver primeiro, pois não adianta julgar antes do conjunto completo. (Exceto a série Insatiable da Netflix. Aquilo estava errado desde o primeiro trailer, não tinha salvação.) Se Pattinson for realmente escalado e The Batman for um desastre, o mundo não vai acabar. A gente superou o trauma causado pelos mamilos do uniforme do Homem-Morcego de George Clooney, nada pode ser mais bizarro que isso. Eu acho...

Mas não me entendam errado: memes relacionando Crepúsculo e Batman serão sempre bem-vindos (Afinal, piadas envolvendo vampiros e Homem-Morcego são muito óbvias para a gente perder essa oportunidade!). 

Moral da história: Pode falar mal de Crepúsculo, menos da trilha sonora. Por ela, sou capaz de cair na porrada. "Decode" é vida.

facebook Tweet
Links relacionados
Pela web
Comentários
Mostrar comentários
Siga o AdoroCinema
Trailers
Turma da Mônica - Laços Trailer
Divino Amor Trailer
Pets - A Vida Secreta dos Bichos 2 Trailer (5) Dublado
Annabelle 3: De Volta para Casa Trailer Legendado
O Olho e a Faca Trailer
O Rei Leão Teaser Legendado
Todos os últimos trailers
Últimas notícias de cinema
In-Edit Brasil 2019: Confira a lista de vencedores do Festival Internacional do Documentário Musical
NOTÍCIAS - Festivais e premiações
terça-feira, 25 de junho de 2019
Dicas do Dia: Interestelar e Procurando Dory são os destaques
NOTÍCIAS - Lançamentos
terça-feira, 25 de junho de 2019
Festival de Veneza 2019: Diretora argentina Lucrecia Martel será presidente do júri em 2019
NOTÍCIAS - Festivais e premiações
segunda-feira, 24 de junho de 2019
Últimas notícias de cinema
Melhores filmes em cartaz
Toy Story 4
4,4
Diretor: Josh Cooley
Trailer
Vingadores: Ultimato
4,3
Diretor: Joe Russo, Anthony Russo
Elenco: Robert Downey Jr., Chris Evans, Mark Ruffalo
Trailer
Graças a Deus
4,2
Diretor: François Ozon
Elenco: Melvil Poupaud, Denis Ménochet, Swann Arlaud
Trailer
Aladdin
Aladdin
4,1
Diretor: Guy Ritchie
Elenco: Will Smith, Mena Massoud, Naomi Scott
Trailer
Rocketman
Rocketman
4,1
Diretor: Dexter Fletcher
Elenco: Taron Egerton, Jamie Bell, Richard Madden
Trailer
Dor e Glória
Dor e Glória
4,0
Diretor: Pedro Almodóvar
Elenco: Antonio Banderas, Asier Etxeandia, Leonardo Sbaraglia
Trailer
Todos os melhores filmes em cartaz
Back to Top