Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Roma é eleito melhor filme do ano pela associação de críticos de Nova York
    Por Renato Furtado — 29 de nov. de 2018 às 18:45
    facebook Tweet

    Alfonso Cuarón reafirma seu favoritismo para o Oscar.

    Se Alfonso Cuarón já era um dos grandes favoritos para os principais troféus da temporada de premiações 2018/2019, agora o mexicano consolida-se no front dos concorrentes. Roma, vencedor do Leão de Ouro do Festival de Veneza, foi eleito melhor filme do ano pela associação de críticos de Nova Iorque, influente sindicato que pode alavancar as chances do longa semi-autobiográfico no Oscar e nos demais eventos (via Variety).

    Ainda que os títulos recentes que venceram a honraria da imprensa especializada nova-iorquina não tenham levado a principal estatueta do Oscar, boa parte saiu-se muito bem nas premiações com inúmeras indicações, como nos casos de La La Land e Boyhood. A validação dada pelos críticos de Nova Iorque pode ser mais um fator de peso para que a Academia considere Roma mais firmemente, uma vez que o preconceito tradicional da organização face aos produtos do streaming pode ser um dos principais obstáculos do projeto de Cuarón.

    Confira a seguir a lista completa de vencedores, que ainda inclui vitórias de Ethan Hawke (First Reformed) e Regina King (Se a Rua Beale Falasse):

    MELHOR FILME

    Roma

    MELHOR DIREÇÃO

    Alfonso Cuarón (Roma)

    MELHOR PRIMEIRO FILME

    Eighth Grade

    MELHOR ATOR

    Ethan Hawke (First Reformed)

    MELHOR ATRIZ

    Regina Hall (Support the Girls)

    MELHOR ATOR COADJUVANTE

    Richard E. Grant (Poderia me Perdoar?)

    MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

    Regina King (Se a Rua Beale Falasse)

    MELHOR DOCUMENTÁRIO

    Minding the Gap

    MELHOR ROTEIRO

    First Reformed

    MELHOR FOTOGRAFIA

    Roma

    MELHOR FILME ESTRANGEIRO

    Guerra Fria

    MELHOR ANIMAÇÃO

    Homem-Aranha no Aranhaverso

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • Jonathan Kennedy
      Eu sabia, Roma é uma obra prima digna de reconhecimento mundial, viva o Afonso Cuaron, levou três premios somente neste e vai vir muitos outros.
    Mostrar comentários
    Back to Top