Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Venom é a maior estreia da semana
    Por Rafaela Ferreira — 04/10/2018 às 10:05
    facebook Tweet

    Papillon também é destaque.

    Venom, um dos maiores vilões do Cabeça de Teia, ganha seu filme-solo e chega dominando as telonas deste final de semana. Interpretado por Tom Hardy, o longa apresenta Eddie Brock, um jornalista investigativo, que tem um quadro próprio em uma emissora local. Um dia, ele é escalado para entrevistar Carlton Drake (Riz Ahmed), o criador da Fundação Vida, que estaria usando simbiontes alienígenas em testes com humanos, muitos deles mortos como cobaias. Lá, ele é infectado por um dos simbiontes e se trasnforma em Venom. Dirigido por Ruben Fleischer, o longa é exibido em 1.470 salas. 

    A segunda maior estreia da semana é Papillon. Exibido em 62 cinemas, o filme de Michael Noer conta a história de Henri Charrière (Charlie Hunnam), pequeno bandido do subúrbio de Paris da década de 30, conhecido como Papillon, que foi condenado à prisão perpétua por um crime que não cometeu. Enviado para a Ilha do Diabo, na Guiana Francesa, ele conhece Louis Dega (Rami Malek), homem que Papillon promete ajudar em troca de auxílio para escapar da prisão.

    Para informações sobre os horários das sessões, acesse nosso guia de programação.

    Confira abaixo os trailers, críticas e a opinião da imprensa sobre os filmes que estreiam nesta semana.

    Venom

    "Com ares de filme trash e uma narrativa absolutamente esquemática, o filme o tempo todo transita entre a violência milimetricamente calculada - leia-se, sem sangue - com absurdos irônicos sem qualquer humor, entremeados por cenas de ação estreladas pelo personagem central onde reinam efeitos especiais questionáveis". Leia a crítica completa e a opinião da imprensa.

    Papillon

    "Superar o filme de Schaffner era mais difícil do que fugir da Ilha do Diabo e este novo Papillon passa longe disso. Há que se louvar, no contexto de 2018, a importância do comentário sobre o sadismo do sistema penal, as denúncias colaterais aos horrores do colonialismo e a moral sobre o valor da integridade individual diante de um contexto opressivo, mas tudo isso já estava lá de forma muito mais completa em 1973. Ainda assim, mesmo inferior, Papillon entretém."

    Leia a crítica completa e a opinião da imprensa.

    Mare Nostrum

    "Ainda que dentro de uma estrutura estática e pouco ambiciosa, o diretor Ricardo Elias demonstra a capacidade de observar as famílias e a classe média com empatia, porém sem miserabilismo ou idealização. O olhar cotidiano às vidas excepcionais de Roberto e Mitsuo constitui a principal singularidade do projeto". Leia a crítica completa e a opinião da imprensa.

    O Futuro Adiante

    "Divertido, extremamente feminino e tocante, O Futuro Adiante representa a inabalável força de uma intensa amizade genuína ao mesmo tempo em que retrata a transformação de filhas em (suas) mães e mulheres às voltas com desejos, memórias e laços. O tempo passa, mas certas coisas são imutáveis". Leia a crítica completa e a opinião da imprensa.

    Ponto Cego

    "Ao intercalar emoções de maneira fabulosa, como em uma montanha-russa, Ponto Cego não só é um retrato de como o racismo age em nossa sociedade como também nos auxilia a entender mais sobre sua existência de um modo que só o cinema consegue traduzir: aproximando a arte do que é trivial". Leia a crítica completa e a opinião da imprensa.

    Verão em Rildas

    "Os personagens são desprovidos de complexidade e diferenciação, soando incapazes de levarem a termo o projeto de que falam. Diante de tamanho despreparo, o roteiro transmite uma ideia caricatural da juventude progressista incapaz de executar qualquer ação concreta e, portanto, de efetuar qualquer mudança social". Leia a crítica completa e a opinião da imprensa.

    Juliet, Nua e Crua

    "Com problemas estruturais de roteiro que prejudicam a história como um todo, pelos caminhos fáceis que assume em determinados momentos, Juliet, Nua e Crua é uma comédia romântica agradável calcada especialmente em seu elenco e no relacionamento entre fãs e ídolos, com seus exageros típicos de lado a lado. Quando investe nisso, o filme acerta em cheio". Leia a crítica completa e a opinião da imprensa.

    Os Invisíveis

    Leia a opinião da imprensa.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • Jonathan K
      Consegui assistir dois filmes. Venon (6,0). E Papillom. (7,0).
    • Marcos Adriano Dams
      Papillon
    • IT ☠
      Pior estreia..
    • Felipe F.
      Até queria ver o Venom, mas ai vi as criticas e desanimei
    Mostrar comentários
    Siga o AdoroCinema
    Trailers
    Perdida Teaser Original
    Te Quiero, Imbécil Trailer Oficial
    Um Crime para Dois Trailer Legendado
    Emma Trailer Legendado
    The Vast of Night Trailer Original
    Velozes & Furiosos 9 Trailer Legendado
    Todos os últimos trailers
    Últimas notícias de cinema
    Mês do Orgulho LGBTQI+: 5 filmes para fugir do comum
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    sexta-feira, 5 de junho de 2020
    Por que os filmes de Tim Burton têm estéticas semelhantes?
    NOTÍCIAS - Personalidades
    sexta-feira, 5 de junho de 2020
    Superestreia Telecine: Parasita é a escolha deste sabádo (6/6)
    NOTÍCIAS - Lançamentos
    sexta-feira, 5 de junho de 2020
    Sessão da Tarde (05/06): Agente 86 quase teve Jim Carrey como protagonista
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    sexta-feira, 5 de junho de 2020
    Sessão da Tarde (05/06): Agente 86 quase teve Jim Carrey como protagonista
    Diretor de Midsommar e Hereditário promete que seu próximo filme será uma comédia de terror
    NOTÍCIAS - Visto na Web
    sexta-feira, 5 de junho de 2020
    Diretor de Midsommar e Hereditário promete que seu próximo filme será uma comédia de terror
    Últimas notícias de cinema
    Filmes da semana
    de 04/06/2020
    Lançamentos da semana
    Back to Top