Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    O Predador: Fox apaga cena com ator que cometeu crime sexual
    Por João Vitor Figueira — 6 de set. de 2018 às 15:00
    facebook Tweet

    Steven Wilder Striegel foi condenado em 2010 por tentar seduzir uma adolescente de 14 anos pela internet. Ator já trabalhou como diretor Shane Black em outros projetos do cineasta, como Homem de Ferro 3 e Dois Caras Legais.

    Por pouco O Predador, novo filme da franquia de terror e ação iniciada na década de 1980, não contou com um predador da vida real em seu elenco. Segundo informações da Variety, a Twentieth Century Fox retirou do corte final do longa-metragem ainda inédita uma sequência que mostrava o ator Steven Wilder Striegel, que foi condenado por crimes sexuais no ano de 2010.

    Quem alertou sobre o passado do ator ao estúdio foi Olivia Munn, que contracenou com Striegel em uma cena na qual sua personagem é alvo de um flerte do personagem de seu colega de elenco. Em agosto deste ano, Munn alertou a Fox sobre o registro do ator no cadastro nacional de criminosos sexuais após descobrir sobre seu caso.

    Em julgamento, Striegel se declarou culpado por dois delitos sexuais no início desta década — oferecer o risco de ferir uma criança e seduzir um menor de idade por computador. Ele confessou ter entrado em contato com uma adolescente de 14 anos de idade pela internet na tentativa de manter um relacionamento sexual com ela. Por conta do crime, Striegel ficou seis meses preso.

    Olivia Munn e Jacob Tremblay em O Predador.


    "Nosso estúdio não estava ciente do passado do Sr. Striegel quando ele foi contratado", disse um porta-voz da Fox para a Variety. "Nós não descobrimos sobre o passado dele durante o processo de casting por conta das limitações legais que impedem os estúdios de verificarem os antecedentes dos atores."

    Shane Black, diretor do filme, é um amigo pessoal de Striegel e escalou o ator em alguns dos filmes que dirigiu, como Homem de Ferro 3 (2013) e Dois Caras Legais (2016). O cineasta defende a escalação dele no projeto, que chega aos cinemas brasileiros no próximo dia 13 de setembro. "Eu, pessoalmente, escolho ajudar um amigo. Eu entendo que outras pessoas possam desaprovar, uma vez que sua condenação se deu por conta de uma acusação envolvendo um tema sensível que não deve ser encarado com leveza."

    Ao jornal L.A. Times, Munn contou que achou "ao mesmo tempo surpreendente e incômodo", que Black não tenha compartilhado com o restante do elenco e equipe do filme a informação sobre o passado do ator. "Entretanto, eu estou aliviada em saber que quando a Fox finalmente recebeu a informação, o estúdio tomou a atitude correta ao deletar a cena que conta com Wilder antes do lançamento do filme."

    Munn é uma das milhares de vozes ativas contra o assédio e má conduta sexual de maneira geral em Hollywood. Na eclosão do movimento #MeToo, a atriz denunciou o assédio sofrido por parte do produtor e diretor Brett Ratner. Munn contou que Ratner se masturbou na frente dela sem seu consentimento e se vangloriava falsamente de ter tido relações sexuais com a atriz. Em função desta e de outras acusações contra o cineasta, Ratner perdeu contratos e viu alguns de seus projetos serem suspensos.

    O Predador conta com Boyd Holbrook, Sterling K. Brown, Jacob TremblayKeegan-Michael KeyTrevante Rhodes no elenco.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • Jonathan K
      sempre vão tem gente na indústria que ainda abusam das mulheres, não tem como, o melhor é cortar o mal pela raiz, antes que cresça.
    • Dinho Machado
      bla bla
    • ChadGrey
      Não te chamaria pedófilo, não mereces isso... 23 anos e namorar uma miuda de 15 não só me dá pena mas não é de ti que precisas de ajuda, mas sim pena dela.
    • Punisher
      Essas acusações são ridiculas, uma garota de 14 anos não é nenhuma criança, é uma adolescente, e existem muitos homens maiores de idade que namoram meninas de até 13 anos, isso é perfeitamente normal. eu por exemplo tenho 23 e namoro uma bela garota de 15 anos, e se qualquer politicamente correto ousar me chamar de pedofilo, as chances dele(a) receber um vá se f0der como resposta são bem grandes.
    • Braian C
      Foda se se acharem que sou farinha do mesmo saco, mas acho ridículo esse reação popular principalmente das mulheres a respeito de sexo com adolescentes. Estupro é uma coisa, tentar seduzir uma menina de 14 a ficar com a gente é outra. Isso não tem nada a ver com crime, uma vez que é apenas tentativa. E pela internet pra deixar mais leve o fato? Chamar de assédio sexual um pedido pra transar pela internet é um absurdo infantil. Uma menina de 14 anos não é nenhuma criançinha e sabe muito bem se defender. Bando de palhaços atrapalha a vida de um profissional por conta de uma besteira. Eu curto cantar menininhas de 14 foda se.
    • Vidamell Vida R.
      eitha
    • Jc V.
      Se o cara foi condenado e já cumpriu a pena ele já pagou seu débito com a sociedade. Não me parece justo perseguir eternamente alguém. Então acho que ele devia estar no filme.Até estava pensando em assistir esse filme, agora não vou. Como protesto (não que meu dinheiro vá fazer muita diferença kk).Sou (muito) a favor do #Metoo, mas barrar o cara pelo crime que ele já pagou judicialmente é simplesmente anti-democrático...
    Mostrar comentários
    Back to Top