Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Oscar 2019: Qual filme deve representar o Brasil na disputa?
    Por Bruno Carmelo — 09/09/2018 às 09:45
    facebook Tweet

    Ferrugem, Benzinho, O Grande Circo Místico, As Boas Maneiras?

    No dia 11 de setembro, será anunciado o representante do Brasil na corrida pelo Oscar de melhor filme estrangeiro em 2019. O país tenta quebrar um longo jejum, que data desde 2006, quando O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias figurou entre os pré-indicados, mas não entrou na lista de cinco indicados. Nossa última indicação veio em 1999, com Central do Brasil.

    Desta vez, 22 filmes disputam uma vaga. O vencedor receberá uma verba restrita para efetuar uma longa campanha nos Estados Unidos, encontrando os votantes e apresentando o filme. Entre os concorrentes, quatro despontam como favoritos devido à repercussão internacional: Ferrugem, BenzinhoO Grande Circo Místico e As Boas Maneiras.

    Ferrugem seria uma boa aposta após a forte reação que causou em Sundance e pelo tema extremamente atual - o bullying e a relação dos jovens com a tecnologia e as redes sociais. Benzinho também despontou em Sundance, com boa resposta dos críticos, e seria o representante de uma narrativa universal sobre experiências familiares.

    O Grande Circo Místico não teve uma resposta calorosa quando foi mostrado em Cannes, mas o nome de Cacá Diegues possui um peso inegável na indústria, além de o cineasta já ter sido nosso representante no Oscar em seis ocasiões. As Boas Maneiras já foi lançado em outros países, como a França, recebendo excelentes críticas, e seria uma aposta ousada por misturar o terror e a crítica social. O país também tem documentários de peso, como Ex-Pajé, mas é raro um documentário ser escolhido em detrimento das ficções.

    Abaixo, você descobre os 22 concorrentes, por ordem de nota recebida pelos críticos do AdoroCinema. Qual é o seu preferido?


    Ferrugem, de Aly Muritiba

    Nota do AdoroCinema: 4,5/5
    Crítica: "A misoginia mostra sua face desmascarada [através de] homens que se impõem desafios que são incapazes de cumprir, covardes, perdidos, protetores dos seus e acostumados a resolver na agressão. Estão na época dos obsessivos compartilhamentos de vídeos de sexo e morte via WhatsApp". Leia a crítica completa.


    Como É Cruel Viver Assim, de Júlia Rezende

    Nota do AdoroCinema: 4,5/5
    Crítica: "Uma linha narrativa que contraria as convenções de roteiro, numa trama que diz muito mais do que o que aparenta na superfície. Sem duvidar da inteligência do público, sem aspirar impressionar seus pares, Julia Rezende vem trilhando um caminho mais do que digno no cinema comercial brasileiro". Leia a crítica completa.


    Benzinho, de Gustavo Pizzi

    Nota do AdoroCinema: 4/5
    Crítica: "Karine obviamente brilha demais, mas uma das forças de Benzinho é o elenco que se comporta como time, extremamente entrosado na alegria e nas brigas, em enquadramentos que privilegiam a junção de todos em cena". Leia a crítica completa.


    O Animal Cordial, de Gabriela Amaral Almeida

    Nota do AdoroCinema: 4/5
    Crítica: "Quando a violência explode, Gabriela Amaral se diverte tanto com pitadas de humor (a própria imagem acima é uma gag visual sutil), como ao abraçar as convenções do gênero: o gore, trilha sonora acintosa, monólogo bizarro e até espelho quebrado pra se encarar um personagem perturbado". Leia a crítica completa.


    Ex-Pajé, de Luiz Bolognesi

    Nota do AdoroCinema: 4/5
    Crítica: "O diretor jamais se esconde por trás de uma falsa objetividade, assumindo seu ponto de vista e sua presença naquele local. Ex-Pajé reconhece a sua função de representar uma realidade, ao invés de apreender a cultura alheia". Leia a crítica completa


    Yonlu, de Hique Montanari

    Nota do AdoroCinema: 4/5
    Crítica: "O ótimo trabalho de animação se apropria dos desenhos originais de Yonlu para criar movimentos próprios, enquanto personagens animados adquirem contornos reais. Recursos analógicos de iluminação e enquadramento se combinam com distorções digitais para criar uma constante sensação de não-pertencimento". Leia a crítica completa.


    O Desmonte do Monte, de Djin Sganzerla

    Nota do AdoroCinema: 4/5
    Crítica: "O extenso material de arquivo que é apresentado ao longo do documentário dá toda a profundidade necessária para ser possível o embarque a um passado que deveria ser mais notório e discutido. Além disso, a dinâmica da montagem com o material torna a experiência extremamente construtiva e esclarecedora". Leia a crítica completa.


    As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra

    Nota do AdoroCinema: 3,5/5
    Crítica: "A construção minuciosa de As Boas Maneiras transforma a relação de servidão de Clara a Ana em um romance comovente e convincente dentro da proposta absurda do longa. Além desse amor imensurável tornar crível a transição para sua segunda metade, traça um panorama dilacerante sobre o comportamento do negro na sociedade". Leia a crítica completa


    Paraíso Perdido, de Monique Gardenberg

    Nota do AdoroCinema: 3,5/5
    Crítica: "Praticamente um dream team do cinema brasileiro contemporâneo, o elenco mostra-se afinado no palco e no chão, entregando o máximo mesmo nas mais breves sequências - Marjorie Estiano reforça o título de destaque da temporada nacional". Leia a crítica completa.


    Não Devore meu Coração, de Felipe Bragança

    Nota do AdoroCinema: 3,5/5
    Crítica: "As belezas de Não Devore Meu Coração vão muito além do imaginário de fuga representado pelas fronteiras entre países. O filme abre-se à possibilidade do sonho, da releitura histórica pela metáfora do amor impossível". Leia a crítica completa


    Unicórnio, de Eduardo Nunes

    Nota do AdoroCinema: 3,5/5
    Crítica: "Nunes tem um controle impressionante da narrativa, que se comprova no fato de que o filme encontra sua força nos momentos não verbais. Por sinal, o primeiro terço é quase sem diálogos e é, de longe, o mais eficiente". Leia a crítica completa


    Talvez uma História de Amor, de Rodrigo Bernardo

    Nota do AdoroCinema: 3,5/5
    Crítica: "Divertido e bem produzido, Talvez uma História de Amor traz um inusitado frescor a um gênero tão batido, pelos rumos que sua narrativa envereda. Com um elenco carismático e em sintonia, trata-se de um filme leve que cumpre bem seu objetivo". Leia a crítica completa.


    Alguma Coisa Assim, de Mariana Bastos e Esmir Filho

    Nota do AdoroCinema: 2,5/5
    Crítica: "Tecnicamente, o filme tem seu valor, especialmente na fotografia de Marcelo Trotta [...]. No final das contas, o longa não traz muito de novo com relação ao curta. Quem era fã da obra original vai gostar de ver o desenvolvimento dos personagens". Leia a crítica completa


    Antes que Eu me Esqueça, de Tiago Arakilian

    Nota do AdoroCinema: 2,5/5
    Crítica: "Muito bem intencionado e honesto, o filme se perde em uma imensa desorganização narrativa. Os personagens são simpáticos, mas a sucessão de eventos e atitudes são pouco desenvolvidas, gerando a sensação de que o material poderia entregar uma obra bem mais enxuta". Leia a crítica completa.


    Entre Irmãs, de Breno Silveira

    Nota do AdoroCinema: 2,5/5
    Crítica: "O cansaço em torno dos personagens acaba sendo inevitável, também devido ao tom novelesco da própria narrativa, praticamente desprovido de qualquer emoção - o que é até mesmo um contrasenso, diante do histórico do diretor". Leia a crítica completa


    Canastra Suja, de Caio Sóh

    Nota do AdoroCinema: 2,5/5
    Crítica: "Os conflitos individuais parecem verossímeis graças ao trabalho de fotografia: com longos planos-sequência em câmera na mão, cria-se uma excelente dinâmica dentro da casa, registrando cada detalhe dos corpos e dos movimentos". Leia a crítica completa


    Aos Teus Olhos, de Carolina Jabor

    Nota do AdoroCinema: 2/5
    Crítica: "Por mais que seja um tema atualíssimo e cotidiano, Aos Teus Olhos peca por ser extremamente raso. A intencional ausência de maiores informações acerca dos personagens centrais, de forma a replicar na tela o que acontece nas redes sociais, faz com que o filme em si tenha pouquíssimo material a ser trabalhado ao longo de 90 minutos de duração". Leia a crítica completa


    Encantados, de Tizuka Yamasaki

    Nota do AdoroCinema: 2/5
    Crítica: "História interessante e ensinamento importante, no entanto, por si só não fazem cinema de qualidade e Encantados é prejudicado em especial pela montagem truncada e nada sutil, que destrói o ritmo da trama". Leia a crítica completa


    O Grande Circo Místico, de Cacá Diegues

    Nota do AdoroCinema: 1,5/5
    Crítica: "O filme fica aquém do retrato de deslumbramento comum ao circo: os números são burocráticos, executados na maior parte do tempo diante de uma plateia vazia. A trupe é composta por pessoas que permanecem neste local há gerações, mas não revelam apego particular às artes circenses". Leia a crítica completa.


    Além do Homem, de Willy Biondani

    Nota do AdoroCinema: 1,5/5
    Crítica: "O roteiro resgata noções fortes do que constituiria a identidade nacional, de acordo com o imaginário popular: a malandragem, a informalidade das relações, o 'jeitinho', a corrupção tacitamente aceitada, o calor tropical que supostamente nos tornaria mais sexuais, mais afáveis, porém menos confiáveis". Leia a crítica completa


    O Caso do Homem Errado, de Camila de Moraes

    Nota do AdoroCinema: 1,5/5
    Crítica: "As intenções do documentário são de extrema relevância neste país em que a juventude negra constitui o principal alvo da violência policial e de violações de direitos humanos. [...] Infelizmente, os caminhos cinematográficos encontrados para veicular esta importante mensagem são bastante fracos". Leia a crítica completa.


    Dedo na Ferida, de Silvio Tendler

    Nota do AdoroCinema: Sem crítica (por enquanto!)

    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Jonathan Kennedy
      As Boas Maneiras, Benzinho, Ferrugem ou Animal Cordial poderiam entrar os outros não!
    • GusHR
      As Boas Maneiras deveria ser o escolhido.Já foi lançado nos EUA (não sei por que o texto não menciona isto), sob boas críticas. É um filme de gênero, mas que aborda questões de classe, raça e sexualidade que estão em voga. Chega dessa história de enviar o filme com mais cara de Oscar. Faz duas décadas que isso não dá certo.
    • Alan
      Adoraria que Benzinho fosse escolhido, pelas características universais e o tom de cinema bem latino-americano .Mas Ferrugem é outro que pode competir bem, especialmente pq tem feito bonito nos festivais dentro dos EUA e tem uma condução madura, um ótimo roteiro, com temas atuais, e o Aly Muritiba já foi pré-finalista em curta-metragem...O Grande Circo Místico não tem a menor chance... Circo é um assunto saturado pra América do Norte e Europa, e só entrou em Cannes pelas relações do festival com o Cacá (mas pelos membros que vão votar aqui, pelo pertil, duvido que não o escolham), só que críticas estão mornas e apontam um fator negativo contra mulheres (algumas personagens sofrem abuso no filme) e isso vai contra o Time'sUp. (Tiro no pé).Mas o melhor é As Boas Maneiras, é o filme brasileiro mais prestigiado em festivais internacionais, com muitos elogios, um grandioso filme autoral, só que pra essa categoria é muito arriscado. Porém é o único que já estreou nos EUA, e isso é de suma importância.A torcida fica para Benzinho e Ferrugem (e As Boas Maneiras). Mas, como sempre, os produtores brasileiros deixam pra última hora. Vários países já estão com campanhas em andamento, e prêmios como o Globo de Ouro e Spirit Awards não precisam de menção oficial e já abriram inscrição. Não ter distribuição internacional, especialmente nos EUA é um tiro no pé. Se Roma for indicado pelo México será o único candidato latino-americano e vai vencer a estatueta. Os candidatos da Europa, como sempre, são mais numerosos e com maior visibilidade. A estratégia de marketing é a cereja do bolo. Sem apoio da crítica e passagem em grandes festivais, nem distribuição, nenhum filme estrangeiro tem a menor chance. Um prêmio lá é antes tudo - Política - E esse prêmio quer muito mais audiência do reconhecimento de fato aos melhores, mas é uma grande vitrine pra artistas estrangeiros se firmarem (bem suas indústrias).
    • Palhaço Bingo
      Benzinho ou O Grande Circo Místico.
    • Vidamell Vida R.
      Animal cordial ou Ferrugem.
    Mostrar comentários
    Siga o AdoroCinema
    Trailers
    O Poço Trailer Original
    Minha Mãe É uma Peça 3 Trailer
    Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica Trailer (3) Dublado
    Aves de Rapina Trailer Legendado
    Sonic - O Filme Trailer (2) Legendado
    Velozes & Furiosos 9 Trailer Legendado
    Todos os últimos trailers
    Notícias de cinema Festivais e premiações
    Festival de Cannes: Presidente do júri, Spike Lee fala sobre o adiamento do evento
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    sexta-feira, 20 de março de 2020
    Oscar 2021: Academia avalia mudanças necessárias com surto de Coronavírus
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    quinta-feira, 19 de março de 2020
    Daytime Emmys 2020 é cancelado em prevenção ao Coronavírus
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    quinta-feira, 19 de março de 2020
    Daytime Emmys 2020 é cancelado em prevenção ao Coronavírus
    Festival de Cannes 2020 é oficialmente adiado
    NOTÍCIAS - Festivais e premiações
    quinta-feira, 19 de março de 2020
    Festival de Cannes 2020 é oficialmente adiado
    Últimas notícias de cinema Festivais e premiações
    Melhores filmes em cartaz
    O Destino Bate à sua Porta
    O Destino Bate à sua Porta
    3,5
    Diretor: Bob Rafelson
    Elenco: Jack Nicholson, Jessica Lange, John Colicos
    Chronic
    Chronic
    Diretor: Michel Franco
    Elenco: Tim Roth, Sarah Sutherland, Robin Bartlett
    Trailer
    Virando a Página
    Virando a Página
    3,4
    Diretor: Marc Lawrence (II)
    Elenco: Hugh Grant, Marisa Tomei, Allison Janney
    Trailer
    O Anjo Ferido
    Diretor: Emir Baigazin
    Elenco: Nurlybek Saktaganov, Madiar Aripbai, Madiar Nazarov
    Trailer
    A História da Eternidade
    4,1
    Diretor: Camilo Cavalcante
    Elenco: Irandhir Santos, Marcelia Cartaxo, Zezita Matos
    Trailer
    Sinfonia da Necrópole
    3,2
    Diretor: Juliana Rojas
    Elenco: Eduardo Gomes, Luciana Paes, Hugo Villavicenzio
    Trailer
    Todos os melhores filmes em cartaz
    Back to Top