Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Kathleen Turner critica os salários milionários dos astros de Hollywood
    Por Bruno Carmelo — 3 de set. de 2018 às 12:05
    facebook Tweet

    "De quanto dinheiro uma pessoa precisa?".

    Vingadores - Guerra Infinita custou mais de US$300 milhões para ser feito. Liga da Justiça tem um orçamento estipulado em US$300 milhões. Enquanto isso, Robert Downey Jr. ganha mais de US$20 milhões por cada interpretação do Homem de Ferro, e Denzel Washington conquistou o mesmo valor por O Gângster e Chamas da Vingança.

    Para muitas pessoas, esses valores são normais - seriam as "regras do jogo" de uma indústria gigantesca como Hollywood. Mas para a atriz Kathleen Turner, esta realidade deveria ser questionada: "Eu considero essencialmente imorais as centenas de milhões de dólares que gastam nos filmes hoje", ela afirmou ao Observer.

    "De quanto dinheiro uma pessoa precisa? Você só consegue morar numa casa de cada vez. Talvez fosse melhor estipular que os estúdios paguem uma parte desta quantia a organizações ou instituições educativas", continua a atriz, sugerindo que grande parte do orçamento é desperdiçada pela falta de ensaios prévios:

    Kathleen Turner em Peggy Sue, seu Passado a Espera (1986)

    "Se os atores têm tempo para fazer suas escolhas no ensaio, você não precisa pagar o aluguel da locação ou o salário de centenas de membros da equipe. Isso pouparia dinheiro na hora de filmar. Mas nunca fazem isso". Turner confessa que, na última vez em que pediu mais tempo de ensaio antes de uma gravação, ouviu como resposta que teria que trabalhar de graça neste período.

    Turner ainda critica a dificuldade de Hollywood em escalar atores e atrizes para papéis diferentes daqueles que os tornaram famosos. "Eles acham que você não é capaz de fazer mais nada. Só olham para o que sabem que você é capaz de fazer. Isso afeta mulheres muito mais do que os homens. Existe uma ideia na cultura norte-americana, e mais especificamente na produção de filmes em Hollywood, de que mulheres são intercambiáveis, e usadas basicamente como objetos".

    Mais conhecida pelos papéis em Peggy Sue, seu Passado a Espera (1986) e A Guerra dos Roses (1989), Turner trabalhou recentemente em Debi & Lóide 2 e Nurse: A Enfermeira Assassina.

    Kathleen Turner em Debi & Lóide 2 (2014)
    facebook Tweet
    Links relacionados
    Pela web
    Comentários
    • Aldheine
      Concordo com ela
    • Jonathan K
      seria uma boa ideia, mais a indústria não enxerga dessa forma.
    • beFour
      até que ela não falou tanta besteira assim...
    • Vidamell Vida R.
      ela quer briga né?!Por mim, não briguem, é só o que eu quero.
    Mostrar comentários
    Back to Top