Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Estudo aponta que 64% das roteiristas estadunidenses já foram vítimas de assédio
    Por Renato Furtado — 30 de jul. de 2018 às 20:30
    facebook Tweet

    A eclosão do movimento #MeToo apenas fez surgir uma ponta do iceberg do lado mais sórdido da indústria.

    Variety Magazine

    Quase dois terços. Esta é a perturbadora e avassaladora quantidade de mulheres roteiristas que já foram vítimas de assédio sexual em seus locais de trabalho, apontou um estudo encomendado pelo Sindicato de Roteiristas dos Estados Unidos (WGA). 11% dos membros masculinos também revelaram que sofreram assédio e que diversos membros do Sindicato já presenciaram algum tipo de conduta reprovável do tipo (via Variety).

    Os líderes do Writer's Guild enviaram uma cópia da análise, conduzida a partir do depoimento de mais de 2000 membros da entidade, para todos os associados como uma forma de tornar o problema público e, consequentemente, trazê-lo à luz para que a questão seja debatida e neutralizada. De acordo com o Sindicato, o perturbador estudo mobilizará a instituição de novas medidas para prevenir e impedir novos assédios sexuais dentro do WGA. O Sindicato também objetiva promover maior igualdade dentro das salas de roteiristas, empoderando as mulheres no processo.

    Opinião: As mulheres em Hollywood, um passo de cada vez

    O alarmante número é apenas mais um indicativo do lado mais sórdido da indústria cinematográfica, escancarado no final do ano passado/início de 2018 com a ascensão do movimento #MeToo e a revelação dos crimes sexuais cometidos por algumas das principais figuras de Hollywood, tais como o ex-produtor Harvey Weinsteinque pode ser condenado à prisão perpétua - e Kevin Spacey. Assim como inúmeros outras associações, o Sindicato é mais uma entidade que se movimenta para criar normas de conduta de maneira a evitar assédios e abusos, proteger a integridade de todos os seus funcionários, principalmente as mulheres, e fomentar a representatividade nos locais de trabalho de Hollywood.

    facebook Tweet
    Pela web
    Comentários
    • FSociety
      Pior que tá assim mesmo!
    • Jonathan K.
      Não importa em qual função as mulheres trabalhe, seja na industria, comercio, etc, na grande maioria das vezes tem assedio sim, é um absurdo mais elas aos poucos estão conseguindo alvejar seu espaço por direito e não se intimidarem jamais.
    • ChadGrey
      Definição de assédio nos EUA:- Good Morning- I have a boyfriend
    Mostrar comentários
    Back to Top