Meu AdoroCinema
Nicolas Winding Refn não vê diferença entre a tela do cinema e a tela do celular
Por Andressa Araújo — 17/07/2018 às 16:20
facebook Tweet G+Google

Além disso, a televisão está morta na visão do cineasta.

Pode-se dizer que o cineasta Nicolas Winding Refn é um visionário. Depois de se lançar na criação de sua própria plataforma de streaming, a byNWR, o responsável pelos suspenses Drive e Demônio de Neon abriu o verbo para falar o que pensa sobre o rumo da sétima arte. Para ele, as telas de exibição dos cinemas e dos celulares smatphones cumprem a mesma função.

Refn falou sobre o assunto quando questionado sobre a exclusão da Netflix da disputa pela Palma de Ouro 2018, principal prêmio do Festival de Cannes. A gigante do streaming só poderia concorrer se suas produções fossem exibidas nos cinemas franceses. Para o diretor, no entanto, a regra determinada pelos dirigentes do festival de barrar plataformas como a Netflix e a Amazon é ultrapassada e não condiz com o cenário atual do mercado audiovisual:

"Essa discussão é tão anos 2000. [...] A única coisa a saber é que a tela do cinema e a do celular são coexistentes. Uma não é melhor do que a outra.”, disse ele.

Isso porque, para o diretor, a internet ampliou as funcionalidades do celular smartphone, tornando o público mais ativo. Essa mudança estaria ocasionando um nova dimensão no modo de consumir produções audiovisuais e Refn faz questão de frisar o protagonismo do celular nesse novo momento:

“[...] As pessoas sempre vão ao cinema, mas a indústria cinematográfica é financiada por certos filmes, cuja única finalidade é maximizar o lucro o mais rápido possível. Não há nada de errado nisso, mas o que mudou mais a história nos últimos 20 anos? Uma câmera de vídeo e um telefone. Uma das principais coisas da revolução digital é que compartilhar é uma nova definição de cultura. As pessoas precisam se expressar. Quanto mais você fizer isso, mais você se torna uma pessoa melhor", explicou.

Se o cinema está se adaptando a essa mudança, onde as plataformas digitais estão em alta, a televisão, por outro lado, não seria capaz de acompanhar tais transformações. Refn é taxativo: "A televisão está morta e [...] não vai voltar".  Apesar do cenário, o cineasta segue com seu mais novo projeto para a Amazon, o drama criminal Too Old to Die Young. Estrelada por Miles TellerJena Malone, ainda não foi divulgado quando a série será lançada.

facebook Tweet G+Google
Links relacionados
Pela web
Comentários
Mostrar comentários
Siga o AdoroCinema
Trailers
O Primeiro Homem Trailer Legendado
A Casa do Medo - Incidente em Ghostland Trailer Legendado
A Justiceira Trailer Legendado
Legalize Já! Trailer
Amigos Alienígenas Trailer Dublado
Aladdin Teaser Legendado
Todos os últimos trailers
Notícias de cinema Personalidades
Star Wars: Mark Hamill ressalta a importância de John Williams para a saga
NOTÍCIAS - Personalidades
domingo, 14 de outubro de 2018
Daniel Radcliffe revela qual morte de Harry Potter foi mais marcante para ele
NOTÍCIAS - Personalidades
sábado, 13 de outubro de 2018
A nova estrela espanhola: Conheça María Pedraza, atriz de Elite e La Casa de Papel
NOTÍCIAS - Personalidades
sábado, 13 de outubro de 2018
Lady Gaga: Como uma estrela do cinema nasceu em ambiciosos videoclipes
NOTÍCIAS - Personalidades
sábado, 13 de outubro de 2018
Lady Gaga: Como uma estrela do cinema nasceu em ambiciosos videoclipes
Johnny Depp revela por que J.K. Rowling apoiou sua escalação na franquia Animais Fantásticos
NOTÍCIAS - Personalidades
quinta-feira, 11 de outubro de 2018
Johnny Depp revela por que J.K. Rowling apoiou sua escalação na franquia Animais Fantásticos
Últimas notícias de cinema Personalidades
Filmes mais esperados
Filmes mais esperados
Back to Top