Notas dos Filmes
Meu AdoroCinema
    Projeto de lei sugere cotas para negros e indígenas em editais do governo federal dedicados ao audiovisual
    Por Taiani Mendes — 6 de jul. de 2018 às 12:44
    facebook Tweet

    Por um cinema brasileiro não tão branco.

    Projeto de lei de autoria dos deputados Jandira Feghali (PCdoB/RJ) e Paulo Teixeira (PT/SP) defende reserva de vagas para negras, negros e indígenas em processos seletivos do audiovisual financiados com recursos públicos federais.

    A PL 10516/2018, apresentada na última quarta-feira, estabelece que "iniciativas multimídia, na televisão e na internet, seriadas ou não seriadas, [processos seletivos] que sejam destinados ao fomento e ao investimento em desenvolvimento de projetos, na produção, na finalização, na distribuição, na veiculação e no licenciamento, em estudos e pesquisas, bem como na formação, capacitação, treinamento, aperfeiçoamento técnico e profissional e no credenciamento de jurados de mostras, festivais ou congêneres e de pareceristas para avaliação de propostas de audiovisual" tenham 50% das vagas preenchidas por negros e indígenas.

    Dessa porcentagem, 35% das posições deverão ser de mulheres e homens negros, em mesmo número cada, e 15% ocupadas por indígenas, seguindo a mesma regra de equitatividade de gênero. Além dos projetos citados, ao menos 50% de mostras, festivais audiovisuais e congêneres financiados por recursos públicos federais deverão reservar homenagens ou prêmios específicos para negros, indígenas e mulheres que atuem no setor audiovisual.

    Relatórios apresentados pela Ancine nos últimos anos têm destacado a histórica dominação de homens brancos do cinema brasileiro, inflamando a exigência por políticas de ação afirmativa. O projeto precisa ser analisado e votado antes de chegar ao presidente da República, que por fim pode sancioná-lo ou vetá-lo.

    facebook Tweet
    Links relacionados
    • Mulheres e profissionais negros ainda são minoria no mercado de cinema brasileiro, aponta estudo da ANCINE
    • Mulheres dirigiram apenas 17% das produções brasileiras de 2016, aponta relatório da Ancine
    Pela web
    Comentários
    • Ronaldo Cesar
      Use No Disqus:< B >Texto< / B > - Negrito< i >Texto< / i > - Itálico< strike >Texto< / strike > - TACHADO< u > Texto < / u > - Sublinhado< Spoiler >Texto < / Spoiler > - Para ocultar Spoilers de filmes e séries
    Mostrar comentários
    Back to Top